Pesquise as matérias do JT:

terça-feira, 22 de julho de 2014

Tucuruí: Governo do Pará entrega prédio reformado para o Pro Paz










WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles / Divulgação

O governo do estado finalmente inaugurou nesta segunda-feira (21), o núcleo de atendimento do Pro Paz Integrado, que desde o início do ano já esta atendendo a delegacia das mulheres, além de crianças e adolescentes vítimas de violência, com isso, mantendo o mesmo serviço de assistência às pessoas em situação de vulnerabilidade social, que passavam por estas precariedades nos últimos quatro anos.

O prédio onde estava sediado o programa “Maria do Pará” foi reformado e adaptado para atender o Pro Paz. É fato esclarecer, que o local não possui acolhimento para as mulheres, mesmo a empresa Eletrobras Eletronorte, tendo construído desde o ano de 2009 um novo prédio totalmente modernizado para este fim, localizado na Rua Salinópolis na Vila Permanente, mas em função a inoperância da prefeitura de Tucuruí e do governo do estado, passado quase quatro anos, nunca foi mobilhado e colocado em funcionamento, o local esta abandonado e se deteriorado, estando apenas servindo de cabide de emprego para a locação de vigilantes pagos pela prefeitura.

A inauguração foi feita pelo titular da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Luiz Fernandes Rocha, com a presença de outras autoridades, fato ocorrido na tarde desta segunda-feira (21), após inúmeras outras tentativas frustradas pela ausência do governador do estado, inclusive, no início do mês de julho, uma grande movimentação foi marcada para a entrega da reforma do prédio, com a contratação de buffet, mas sendo desmarcada em função a decisão do governador, que após visita ao município vizinho de Breu Branco, dirigiu-se diretamente para o aeroporto, e de lá para a capital do estado, sendo inclusive jogado no lixo o buffet pago pelos cofres da prefeitura. Tudo em função ao receio de manifestação das 500 famílias que aguardam, até hoje, o repasse dos valores da ajuda para os desabrigados, prometida pela Secretária de Assistência Social de Tucuruí, há época, do período da cheia do rio Tocantins, e que seria custeada pelo governo do Pará, mas sem a consolidação dos repasses as 508 famílias cadastradas.

Com a implantação do projeto regional em Tucuruí, os municípios localizados na região do Lago terão a oportunidade de receber acompanhamento especializado no enfrentamento à violência, além de contar com um atendimento integral e interdisciplinar às vítimas e seus familiares, que contarão com o apoio de médicas, psicólogas, assistentes sociais, peritas, policiais, delegadas e escrivãs em um único espaço.

A coordenadora do Pro Paz, Eugênia Fonseca, destacou também que a concentração dos serviços em um único local impede a revitimização, pois evita que a mulher e a criança tenham que se deslocar para vários locais. “É um momento feliz, porque essa unidade auxiliará muito a população dessa cidade e outras próximas”, afirmou. Durante a cerimônia de inauguração, o secretário de Segurança também fez a entrega da chave de um carro que vai atender as demandas do espaço.

Antes, o núcleo do Pro Paz de Tucuruí era focado para o programa “Maria do Pará”, apenas para atender as mulheres vitimadas; desde janeiro, a nova estrutura que foi apenas reformada e adaptada, atende também as crianças vítimas de violência.

Somente no primeiro semestre deste ano, foram atendidas cerca de 700 mulheres vítimas de violência doméstica e 60 crianças.

Unidades – O Pro Paz integrado garante os direitos básicos relacionados à saúde física, emocional, mental e reprodutiva, além de prevenir doenças sexualmente transmissíveis (DSTs)/ Aids e gravidez decorrente de estupro, por meio de medidas profiláticas, nos casos detectados até 72 horas. O projeto também interrompe a gravidez decorrente de violência sexual, conforme a legislação.

O núcleo localizado em Tucuruí vai ampliar a rede de atendimento a mulheres, crianças e adolescentes vítimas de violência, incentivando a denúncia e garantindo a diminuição dos índices de criminalidade na Região de Integração do Lago.

Habitação – Dando continuidade a visita dos representantes do governo do estado, nova cerimonia foi realizada no Centro de Convenções da cidade, para a entrega de 150 Cheques Moradia no valor unitário de R$ 18 mil, totalizando R$ 2,7 milhão.

Um grande aparato policial foi formando para evitar que os desabrigados da enchente do Rio Tocantins deste ano, que foram enganados pela coordenação da Secretaria de Assistência Social de Tucuruí e pelo Governo do Pará, quando no mês de novembro do ano passado, realizaram o cadastro de 508 famílias que seriam atingidas pela cheia, destas 108 foram abrigadas no Parque de Exposições de Tucuruí, e nunca receberam o beneficio de um salário mínimo por mês, durante os meses de Dezembro/2013 e Janeiro e Fevereiro de 2014, sofrendo os desabrigados de Tucuruí um calote no total de mais de R$ 1 milhão.

Mesmo com a chegada dos manifestantes revoltados ao local, o esquema de segurança evitou a entrada das famílias dos desabrigados, que amargam ainda, estarem sem os benefícios do salario desabrigado.

O pescador João Lima Furtado, 59 anos, destes 35 anos morando no bairro da Matinha, onde anualmente sua residência vai ao fundo, disse, “eles entregam cheques moradia para pessoas que não tem necessidades, temos informações que até dono de comércios estão recebendo, investindo mais de R$ 2 milhões, e nós que perdemos tudo na enchente, e foi o governo que veio oferecer esta ajuda do salário aos desabrigados, levamos um calote do governador e do prefeito de mais de R$ 1,5 milhão”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário