quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Tucuruí: Investimentos na Saúde garante melhorias à população

 Novos equipamentos para o Hospital Municipal
 


A administração do prefeito Artur Brito completará no próximo dia 5 de setembro, 120 dias de governo. 

Uma força tarefa está trabalhando para equacionar diversas pendências financeiras que foram detectadas após sua reintegração ao cargo de prefeito de Tucuruí, no dia 05/05/2018. Diversas negociações estão em andamento e outras já foram concretizadas para garantir a continuidade dos serviços essências em atendimento ao bem estar da população tucuruiense.

Dentre elas, estão os investimentos destinados ao setor de Saúde, uma das principais metas do governo de Artur Brito, que estavam totalmente abandonadas nos meses em que Artur Brito esteve fora da administração municipal.

Novos Postos de Saúde - Quase todas as obras de construção dos Postos de Saúde já foram concluídas e as empresas estão recebendo em dias pelos serviços. 

Agora os prédios estão sendo mobiliados, para que possam entrar em funcionamento no atendimento da comunidade, como por exemplo, o Posto de Saúde da COHAB, que atravessou mais de uma década fechado e será um dos primeiros a entrar em funcionamento.

Novos equipamentos para o Hospital Municipal - Nos últimos dias a Maternidade Municipal foi agraciada com novos equipamentos e materiais hospitalares que vão melhorar o atendimento aos pacientes, a exemplo: monitor multiparâmetro, mesa cirúrgica, aspirador cirúrgico, kit de lavanderia completo, berço aquecido, Foco Refletor, carrinho de emergência, detector fetal, Oxímetro de pulso, laringoscópio infantil e cilindro de gases foram adquiridos e entregues no Hospital. Um sonho que se torna realidade, depois de muito tempo que não foram realizados nenhum investimento em equipamentos para o Hospital Municipal.

Mesmo com todas as dificuldades que foram encontradas após o retorno do prefeito Artur Brito, a Prefeitura de Tucuruí, através da Secretaria de Saúde vem trabalhando para melhorar o atendimento da população, é fato, que ao reassumir o governo o prefeito Artur Brito, atendendo a recomendação do Tribunal de Contas dos Municípios – TCM deu início a uma auditoria interna em todos os setores do governo municipal, em especial na Secretaria de Saúde, que e um dos setores que mais recebe recurso do governo federal, mais que nos meses anteriores a sua reintegração à PMT, os investimentos estavam diminutos neste setor, causando dificuldades no atendimento a grande demanda da população necessita dos sérvios da Secretaria de Saúde. A auditoria na Secretaria de Saúde está em fase de conclusão.

Agora os pacientes e as mães parturientes podem encontrar no Hospital Municipal de Tucuruí, um local com novos e modernos equipamentos para detectar as doenças e iniciar imediatamente o tratamento das enfermidades.

E nos próximos dias com a entrada em funcionamento de vários novos Postos de Saúde em diversos bairros da cidade o atendimento a população vai chegar mais perto de todos.

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

CRIME VIRTUAL: Ataques “FAKE” voltam a acontecer contra o atual prefeito de Tucuruí



Ataques “FAKE” voltam a acontecer contra o atual prefeito de Tucuruí 


De Tucuruí
Por: Ricardo Granbell
Foto: Arquivo Pessoal no Facebook



Enquanto em todo o país após uma normatização proposta pelo Tribunal Superior Eleitoral, que conta com o apoio e a união de todos os meios de comunicações oficiais, e que realmente tem como meta transmitir a verdade dos fatos com responsabilidade e credibilidade, em Tucuruí, ainda continuam a ocorrer os ataques aos representantes dos poderes: Judiciário, Executivo e Legislativo, através de noticias falsas, que vulgarmente ficaram conhecidas como “FAKE”.


Em menos de 24h, uma postagem de um cidadão causou um prejuízo quase que irreversível a imagem do prefeito da cidade de Tucuruí, e em contrapartida trazendo grandes prejuízos a funcionalidade da máquina pública, deixando em estado de desiquilíbrio diversos setores da sociedade, pincipalmente os que hoje prestam serviços à municipalidade, como foi o caso dos prestadores de serviços de coleta de lixo e entulho nas ruas de Tucuruí.


Em função a notícia falsa plantada em redes sócias, de um “suposto afastamento ou mesmo cassação do prefeito de Tucuruí”, a notícia circulou automaticamente nas redes sociais, causando um estardalhaço para toda a população que correu o risco de ficar sem os serviços essências.


Pessoas irresponsáveis como este ex-servidor público da Prefeitura de Tucuruí, que publicou uma mentira, tem que ser punido pela justiça. 


O Ministério Público tem que ser acionado e denunciar esta postura que está sendo nacionalmente combatida e em Tucuruí acontecem abertamente e diariamente.


É fato, que o revanchismo partidário no período eleitoral está avançando, isso porque, o rapaz que ora plantou a noticia “FAKE” e dirigente de uma agremiação partidária, e exerceu no ano de 2017 a função de Secretário Adjunto de Finanças da Prefeitura de Tucuruí, que inclusive, também está arrolado em procedimento que investiga o desvio de milhões de reais no período pós-falecimento e durante o funeral do ex-prefeito de Tucuruí Jones William.


São noticias inverídicas como essa que podem desestabilizar toda uma comunidade e toda a população de uma cidade, que com dificuldades tenta se reerguer diariamente de tantos sofrimentos que atravessou, tentando viver dias melhores a todos os tucuruienses.

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Polícia Civil deflagra operação contra o desvio de recursos públicos e corrupção em Breu Branco


Polícia Civil deflagra operação contra o desvio de recursos públicos e corrupção em Breu Branco

A Polícia Civil deflagrou, nesta sexta-feira, 17, a segunda fase da Operação Burserina, para dar cumprimento a ordens judiciais de prisão preventiva nos municípios de Breu Branco e Tucuruí, no sudeste paraense. Três pessoas foram presas acusadas de associação criminosa responsável por um esquema de desvio de dinheiro público, com mandados de prisão preventiva.

Iniciada por volta de 6 horas, a operação foi coordenada pela Delegacia de Repressão a Defraudações Públicas (DRDP), vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO). Foram presos, em Breu Branco e Tucuruí, os empresários Wesley Luchi, Lindomar Miranda dos Santos e Odair José Moraes Viana, suspeitos de integrar a associação criminosa para fraudar licitações. Eles já estão recolhidos no Centro de Recuperação Regional de Tucuruí (CRRT) à disposição da Justiça.

Responsável pela operação, o delegado Carlos Eduardo Vieira, titular da DRDP, explica que as ordens judiciais, nesta segunda fase da operação, foram expedidas pelo juiz Andrey Magalhães Barbosa. A operação policial contou com a participação de policiais civis da Diretoria de Polícia Especializada (DPE), da DRDP/DRCO e equipes da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), da Superintendência Regional do Lago de Tucuruí, Seccional Urbana de Tucuruí e Delegacia de Breu Branco.

O esquema criminoso ocorria quando as empresas, em nome de "laranjas", eram representadas por pessoas contratadas para atuar em procedimentos licitatórios junto à administração pública. "Dessa forma, através de ajuste prévio, ocorria a escolha fraudulentamente da empresa vencedora da licitação, a qual era contratada pelo ente público com desvantagem para o erário, culminando com o desvio de recursos públicos", explica Carlos Eduardo Vieira.

Há dez dias foi deflagrada a primeira fase da operação, que resultou, na ocasião, no cumprimento de três mandados de prisão preventiva e de seis mandados de busca e apreensão em domicílios e órgãos públicos de Breu Branco. A partir das provas coletadas na primeira fase, explica o policial, a Polícia Civil encontrou novos indícios para apontar o envolvimento de mais três pessoas nos crimes. Dessa forma, destaca o delegado, foram solicitadas as prisões preventivas junto ao Poder Judiciário da região de Breu Branco.

Entenda o caso

Iniciadas há aproximadamente um ano, as investigações são resultantes da Operação Hades, que foi realizada pela Divisão de Homicídios, no ano passado, para apurar a morte do então prefeito de Breu Branco, Diego Kolling, crime ocorrido em 16 de maio de 2017. Durante a investigação do homicídio, surgiram informações de crimes relacionados a desvios de recursos públicos.

Assim, a Delegacia de Repressão a Defraudações Públicas, especializada em investigar esse tipo de crime, foi acionada para iniciar a investigação para apontar a autoria e materialidade de crimes contra a administração pública municipal em Breu Branco. Durante as investigações, salienta o delegado Carlos Vieira, a equipe da DRDP constatou que algumas empresas foram implantadas na cidade com único objetivo de compor um quórum para instalação de licitação na Prefeitura de Breu Branco, enquanto outras licitações previamente ajustadas garantiram a vitória no certame licitatório para contratar com o ente público e fazer valer, dessa forma, seus interesses econômicos.

Foram presos, na primeira fase da operação Burserina, Ricardo José Peçanha Lauria, Evanoel Almeida de Araújo e Neilton Carlos da Silva Sena. Um deles - Ricardo Peçanha, mais conhecido na região como “Ricardo Chegado”- já estava no Presídio de Tucuruí acusado da morte do prefeito Diego Kolling.

Enquanto a Divisão de Homicídios realizava a Operação Hades, a equipe policial da DRDP chegou a apreender material que revelava a atuação fraudulenta de Ricardo Peçanha e participação de outros empresários, por meio das empresas MAK Empreendimentos, Construções, DNR Construções e Atitude Empreendimentos.

O delegado Carlos Vieira, titular da DRDP e presidente do inquérito policial, solicitou à Justiça as medidas cautelares de prisão preventiva contra os investigados. Em resposta, o delegado teve parecer favorável do promotor de Justiça de Breu Branco, Francisco Charles Pacheco Teixeira, na decretação das prisões expedidas pelo Poder Judiciário.

Para o delegado, os resultados da segunda fase da operação irão direcionar a atuação policial na continuidade das investigações para apontar outros envolvidos no crime de desvio de recursos públicos e até na constatação de novos crimes e instauração de novos inquéritos policiais.

Texto:
Walrimar Santos

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Escola Ana Pontes em pleno funcionamento





 

 


De: Tucuruí
Fotos: Aldeney Moraes / Assessoria de Imprensa do Governo do Pará 

A Prefeitura de Tucuruí em parceira com o Governo do Estado inaugurou, na manhã desta segunda-feira, 13, a Escola Estadual Ana Pontes Francez, em Tucuruí. A escola irá beneficiar aproximadamente mil alunos do Ensino Médio, inclusive dos programas Mundiar e Educação de Jovens e Adultos (EJA). A obra custou R$ 3,3 milhões e foi financiada com recursos do Tesouro Estadual, repassados pelo Fundo Nacional da Educação (FNDE) e executada pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) mediante convênio com a Prefeitura de Tucuruí.

Na oportunidade, o governador Simão Jatene também entregou a ordem de serviço para construção da Escola Estadual de Educação Tecnológica e Profissional (EETEPA), que atenderá jovens estudantes do ensino médio da região. O valor da ordem de serviço é de R$ 5 milhões.

O prefeito Artur Brito comemorou o feito e agradeceu ao governo do estado pela parceria. "Nossa meta é investir na educação de nosso povo, pois com o acesso a uma educação gratuita e de qualidade poderemos dar oportunidade de novos rumos nas vidas de nossos jovens. Tenho convicção que ainda em nossa gestão muitas obras serão entregues ao nosso povo", enfatizou o prefeito de Tucuruí.

Para Simão Jatene, uma obra como essa é valorizada pela participação de todos os trabalhadores que fizeram parte da construção. “Esta obra é o resultado de um trabalho coletivo de muitas mãos. Agora cabe a toda a comunidade zelar para que ela dure pelo maior tempo possível”, destacou.

Para a secretária de Estado de Educação, Ana Claudia Hage, além da melhoria da estrutura física, a obra representa melhoria na qualidade da educação. “Uma educação de qualidade não está apenas no aspecto físico e estrutural, ela está também na qualidade do trabalho do professor, no compromisso com a aprendizagem, no desempenho do aluno”.

A diretora da escola, Aparecida Pedroso, informou que a obra estava sendo esperada pela comunidade do Jardim Marilucy e de todo o município. “É uma necessidade da população para motivar o aluno a estar na escola. O prédio foi pensado para atender a necessidade da comunidade”, comentou.

A escola foi construída no mesmo local onde funcionava. Tem 21 salas de aula, uma sala de atendimento educacional especializado, um laboratório de informática e uma biblioteca. No bloco administrativo: sala da direção, sala da coordenação pedagógica e sala dos professores. Está equipada com uma copa e cozinha, um depósito de alimentos da merenda escolar e banheiros adaptados para deficientes físicos. As instalações receberam 28 centrais de ar refrigerado e 800 novas carteiras de alunos.

No presente ano letivo, a escola Ana Pontes Francez tem 959 alunos do Ensino Médio, matriculados inclusive nos programas Mundiar, EJA e tem também uma sala de aula via satélite do Sistema Interativo Educacional (SEI). A Prefeitura de Tucuruí ocupa oito salas da nova escola, atendendo 600 alunos do Ensino Fundamental. A escola Ana Pontes Francez, criada pelo Decreto Lei nº 453/8, de 21 de maio de 1986, até 1996 oferecia o Ensino Fundamental, que foi transferido no ano seguinte ao município. O Ensino Médio foi implantado em 1998.

Participaram da cerimônia, a secretária extraordinária de Municípios Sustentáveis, Isabela Jatene; o chefe da Casa Civil, Adenauer Góes; a deputada estadual Eliane Lima; o prefeito de Tucuruí Artur Brito acompanhados de vereadores e dos secretários do munícipio.

terça-feira, 7 de agosto de 2018

Breu Branco em Alerta: Prefeitura e fechada e servidores são conduzidos para esclarecimentos


Breu Branco em Alerta!!!


 Prefeitura e fechada e servidores são conduzidos para esclarecimentos

Operação desmonta esquema de fraudes em Breu Branco 

Por: Wellington Hugles
De: Tucuruí
Fotos: Divulgação

Polícia cumpre 9 mandados, Prefeitura e fechada e servidores são conduzidos para esclarecimentos
Desde as primeiras horas desta terça-feira (7), uma equipe formada por 20 agentes da Polícia Civil do Pará desenvolvem uma megaoperação no município de Breu Branco, sudeste paraense.

A sede administrativa da Prefeitura da cidade foi fechada, e diversos servidores ligados aos processos licitatórios foram conduzidos a Superintendência de Polícia Civil do Lago, em Tucuruí, para prestar esclarecimentos referente às empresas beneficiadas com fraudes em licitações realizadas pela prefeitura, direcionadas a diversas empresas da cidade e região, ocasionando um rombo milionário nos cofres públicos.

Segundo a Polícia Civil ainda na tarde desta terça-feira, será concedida uma entrevista coletiva para prestar todas as informações à imprensa. Mais foram cumpridos 3 mandados de prisão e 6 de condução coercitiva em órgãos públicos da Prefeitura e residências em Breu Branco, Belém e Tucuruí. Onde segundo as investigações, os empresários que faziam parte do “esquema” apenas apresentavam as empresas de “aluguel” que existiam apenas em uma “pasta”, para poderem dar legalidade às licitações, mais nunca realizavam os serviços contratados, apenas para apresentarem as faturas e desviar os recursos públicos da Prefeitura de Breu Branco.

O prefeito de Breu Branco Francisco Garcez da Costa e sua assessoria foram acionados, mas não quiseram prestar nenhum esclarecimento preliminar.

Desde o assassinato do prefeito de Breu Branco Diego Kolling, fato ocorrido no início da manhã do dia 16 de maio de 2017, enquanto o prefeito pedalava uma bicicleta na companhia de amigos em um trecho da rodovia PA-263, que liga Tucuruí a Goianésia do Pará. A inteligência da Polícia Civil vinha realizando intensas investigações referentes aos beneficiamentos ocorridos com licitações dentro da gestão da Prefeitura de Breu Branco. Passado 15 meses do assassinato de Kolling, as investigações despontam para a elucidação de um “esquema” milionário de desvio de verbas através de fraudes licitatórias.

É Círio outra vez em Tucuruí

Fotos exclusivas: RAUBER SOARES E  DIE SACRAMENTO A imagem de Nossa Senhora de Nazaré saiu em procissão ...