Pesquise as matérias do JT:

sábado, 12 de julho de 2014

Tocantins: Menor morre afogada na praia da Queiroz Galvão em Breu Branco


Tocantins: Menor morre afogada na praia da Queiroz Galvão em Breu Branco
WELLINGTON HUGLES
De Breu Branco
Foto: Wellington Hugles

Na manhã deste sábado (12), após a chegada de diversas famílias que vieram em um pic-nic da cidade de Goianésia do Pará, para conhecerem, e se refrescarem no famoso Rio Tocantins, que no período do verão desponta com uma maravilhosa quantidade de praias naturais.

Foi em função a visita a praia da Queiroz Galvão, distante cerca de 7 km do centro de Breu Branco, e as margens do Rio Tocantins, na jusante da Hidrelétrica de Tucuruí, que também e acessada através da travessia pela cidade de Tucuruí, após 5 minutos de lancha, para o  lado da margem de Breu Branco.

Os visitantes de Goianésia do Pará, distante 77 quilômetros de suas residências, ao chegarem a praia, resolveram acampar fora da área de barracas e de grande movimentação e barulho, cerca de 500 metros distante, sendo este um dos principais motivos que ocasionou a morte por afogamento da menor Edenilde Alves Macêdo, 7 anos, natural de Tailândia, moradora da Vila Aparecida em Goianésia do Pará, que em função a não conhecerem a área de banho e os perigos por trás das águas escuras do Tocantins, que em muitos pontos, são cheios de buracos em suas margens onde são os pontos de banho, tudo em função a grande quantidade de extração ilegal e criminosa de areia, pelos “piratas de areia”, que, em uma operação irregular e sem autorização dos órgãos ambientais, realizam a extração de areia das praias, durante todo o ano, deixando inúmeros buracos nas margens do rio, que no período de veraneio, causam inúmeros acidentes, afogamentos culminando com mortes.  

Segundo informações prestadas pelo Capitão Jacó, do Corpo de Bombeiros Militar do Pará, Grupamento de Tucuruí, os visitantes chegaram logo no início da manhã, em um grande grupo nos conhecidos ônibus de pic-nic, e passaram diretamente para uma área afastada as margens do rio Tocantins.

Até antes do incidente, a equipe de salva-vidas do Corpo de Bombeiros, estiveram no local do acampamento, e orientaram os veranistas dos perigos daquela área para banho, inclusive, esclareceram que nenhuma criança poderia acessar ao rio sem a companhia de pessoas adultas.

Infelizmente próximo ao meio-dia, os salva-vidas foram acionados em função ao desaparecimento da menor Edenilde Macêdo de 7 anos, imediatamente os mergulhadores  adentraram as águas escuras e de muitas correntezas do rio Tocantins, e por sorte se depararam com o corpo da criança, sendo levado as margens, e tentaram reanimá-la, mas infelizmente já encontrava-se morta.

O desespero tomou conta dos familiares e amigos, sendo que, o que seria um lazer. terminou em uma fatalidade.

É fato, que a organização da praia da Queiroz Galvão disponibilizou uma área na praia toda sinalizada, mostrando inclusive, com boias, o limite onde é permitido tomar banho, foi colocado ainda um ponto de observação para os salva-vidas, mas, infelizmente, em função aos familiares e amigos da vítima, não tinham conhecimento dos perigos daquela  área, e por terem decidido acessar um local distante e mais tranquilo, com menos movimentação, sofreram com a decisão, a perda prematura de uma criança com todo um futuro pela frente.

A equipe do IML foi acionada, removendo o corpo da menor para necropsia, sendo liberado para os familiares providenciarem os funerais.


Um comentário:

  1. e essa retirada de areia é por parte de um vereador de Tucuruí a muitos anos e nada acontece cadê a sema

    ResponderExcluir