Pesquise as matérias do JT:

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Sancler Ferreira paga energia para suas prestadoras de serviços

Prefeito Sancler Ferreira beneficia amigos empresários e comete mais uma improbidade administrativa

Como diz o velho ditado “Onde a fumaça a fogo”, depois de confirmado a utilização da Usina de Asfalto de Tucuruí, para o fornecimento de massa asfáltica para os serviços de 80 quilômetros da PA 150 entre Goianésia do Pará e Jacundá, mais um fator determinante da falta de coerência que a administração municipal comandada pelo prefeito Sancler vem praticando em detrimento aos cofres públicos.

Como forma de reportagem investigativa, tivemos a curiosidade de fotografar o padrão de energia da unidade consumidora 18750627, que realiza a contagem do consumo de energia do Pátio Industrial da Empresa de Construção, Transporte e Terraplenagem LTDA - ME Marquise, que realiza a confecção de manilhas, meios fios e outros pré-moldados exclusivamente para a prefeitura de Tucuruí e o da Usina de Asfalto de Tucuruí, que produz massa asfáltica para o munícipio de Tucuruí e que recentemente produziu asfalto para os serviços de 80 quilômetros da Rodovia PA-150.

Até ai tudo bem nada de irregular, mais quando fomos verificar em que nome estava a unidade consumidora, registrada em nome da Prefeitura Municipal de Tucuruí, CNPJ: 05251632000141, com endereço na Rodovia Transpeixe, Km 1, próximo ao Aeroporto de Tucuruí.

Então chegamos à conclusão que o prefeito Sancler Ferreira, realizou a contratação da empresa Marquise para a fabricação de pré-moldados, e disponibilizou a Usina de Asfalto para a produção em grande escala para empresas particulares de massa asfáltica e adivinhem quem paga a fatura dos contratos e ainda mais as contas de energia desde o início do governo, a população tão sofrida que não tem esgoto, meios-fios e nem asfalto nos seus bairros.

Inadimplência – E tem mais, observando a unidade consumidora da prefeitura verificamos que desde o mês novembro de 2010, não foram pagas as faturas, totalizando um valor de R$ 39.155,58 e até os dias atuais a concessionaria Rede Celpa não realizou a suspensão da energia para aquela unidade. Com isso as duas empresas que realizam a terceirização dos serviços estão se locupletando com o dinheiro público e a população pagando toda a farra administrativa do prefeito Sancler Ferreira, isso demonstra mais um crime de improbidade administrativa e mais uma vez aguardamos a posição do Ministério Público para tomar as devidas providências. (Wellington Hugles)


Governador discute projetos e políticas públicas com prefeito e vereadores de Tucuruí no governo itinerante em Marabá

Simão Jatene, senador Mario Couto, deputado João Salame, prefeito Sancler Ferreira e os vereadores Zé Gomes presidente da Câmara, Chico enfermeiro, Titonho, Edileuza Meirelles, Bena e Max Marçal

Políticas para o desenvolvimento do sudeste paraense foram discutidas na tarde desta terça-feira (30) pelo governado Simão Jatene, prefeitos da região e deputados estaduais. A reunião ocorreu no Centro Integrado Regional, em Marabá, que até quinta-feira (1º), é sede administrativa do Executivo, durante o Governo Itinerante.

Investimentos - Ao longo da tarde, Jatene recebeu ainda os prefeitos de Tucuruí, Sancler Ferreira, e de Santana do Araguaia, Jeová de Aguiar, que também apresentaram projetos e solicitações para continuar o desenvolvimento da região.

O município de Tucuruí receberá diversos investimentos do Estado que, na opinião do prefeito Sancler, beneficiarão outros municípios da região, como a pavimentação de 20 quilômetros de vias, e as inaugurações da escola indígena, do Instituto Médico Legal, do abrigo da mulher e de uma unidade do Pró-Paz.

Em Tucuruí também será construído o novo hospital para atendimento de pacientes com câncer, que facilitará o acesso de doentes do sudeste paraense. “O sudeste estava precisando desses investimentos e, com certeza, ajudarão a vida dos habitantes de muitos municípios da região”, afirmou Sancler Ferreira.

Nesse período, o governador visitará em Marabá obras importantes que estão sendo realizadas pelo Estado, anunciará novos projetos e entregará equipamentos, como as viaturas da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) e da Polícia Militar. (Thiago Melo - Secom)

Fotos: Antônio Silva/Agência Pará

Jatene garantiu investimentos para Tucuruí do governo do estado


terça-feira, 30 de agosto de 2011

A verdade reposta com uma tarja

Uma tarja encobre a vergonhosa falta de respeito dos cidadãos fundadores de Tucuruí homenageados pela administração municipal

Agradecemos ao prefeito Sancler Ferreira nosso leitor numero um de nosso jornal online, por após ter tomado conhecimento aqui neste jornal da ofensa tentando de todas as formas em sua gestão mudar nomes, números e sexo de pessoas, por ter reposto o verdadeiro nome de um cidadão ilustre de nossas raízes tucuruienses.

Infelizmente o correto seria trocar a caríssima placa de anuncio da reforma da escola, que, diga-se de passagem, e com recursos federais, mais podem ter certeza mais um prédio que será pintado com a cor amarela da gestão Sancler Ferreira.

É fato que até mesmo o nome de fundação da cidade de Belém do Grão Pará, em uma escola de Tucuruí também foi reconhecida pela administração municipal, como Escola Municipal Professora Grão Pará. E difícil entendermos que o gestor filho de nossa terra e que trabalha pelo bem e a paz social e desenvolvimento da região com obras em municípios vizinhos http://jornaldetucurui.blogspot.com/2011/08/denuncia-fraude-em-licitacao-do-estado.html, não se lembre dos fundadores de nosso município e do nome de nossa capital que são do gênero masculino.

Na Vila Permanente até o Grão Pará nome da capital de Belém virou Professora e já recebeu a tarja

Pelo menos sentimo-nos vitoriosos pelo cumprimento do pedido feito por este editor de recompor a verdade dos homenageados, esperamos o prefeito também atenda nosso pedido em prestar contas de forma completa com os vereadores e em especial com a população que lhe deu esta oportunidade de administrar desde janeiro de 2009 até este mês de agosto mais de R$ 690 milhões; qual foi o percentual executado para pagar R$ 19 milhões a Clean Gestão Ambiental para colher lixo; qual motivo levou o prefeito a fazer obras de 80 km de asfalto entre Goianésia a Jacundá em detrimento aos moradores de Tucuruí nos bairros: Beira Rio, Nova Conquista, Palmares, Liberdade e Nova Matinha e porque da não liberação do estádio municipal para a prática das competições esportivas da cidade no esporte amador. Aguardamos ansiosos seus cumprimentos destes pleitos, antes mesmo que iniciem as novas próximas eleições de 2012, com a apresentação daquelas maquetes fantásticas do passado, como a Orla da Nova Matinha, Hospital Municipal com amplo estacionamento, o Sambódromo e as 10 mil casas populares.

Mensagem da Família – “Gostaríamos de repudiar a Prefeitura de Tucuruí pelo tratamento que é dado as pessoas que são homenageadas neste Município, sem o mínimo de respeito e consideração pelo Cidadão que foi uns dos fundadores de Tucuruí, comerciante, cumpridor de suas obrigações, excelente Pai, Avô, bisavó, integro, muito cuidadoso com a moral e o respeito como assim era conhecido o Cel. Assis Rios, que recebeu o Titulo de Coronel de Barranco na época em que foi Intendente (Governante) da Cidade de Igarapé Açú no Pará e proprietário da Fazenda Livramento no mesmo Município. Wellington gostaria de parabeniza-lo pela observação e a defesa daqueles que realmente contribuíram por este Município”, esclareceu Adhemar Rios. (Wellington Hugles)

A partir de hoje Marabá será sede do governo


Foto aérea da cidade de Marabá

Na manhã desta terça-feira (30), o governador do Estado, Simão Jatene, pousou na cidade de Marabá onde até o dia 1º de setembro, a cidade será a sede administrativa do governo do Estado.

A medida tem como objetivo descentralizar as ações voltadas para a educação, saúde, cultura, segurança pública e desenvolvimento socioeconômico. Durante os trabalhos do governo itinerante, Jatene despachará de Marabá e acompanhará diversas ações e obras que estão sendo desenvolvidas na região, bem como realizará audiências públicas e aprovará recursos.

Entre as ações que são realizadas está a do Pró-Paz Cidadania, que reúne desde o sábado, 27, no ginásio Renato Veloso, uma série de serviços e atividades das secretarias de Estado, como emissão de documentos pessoais, atendimentos médicos, odontológicos e oftalmológicos.

O Estado está implementado uma série de serviços e obras de saneamento e infraestrutura em Marabá. Em julho deste ano, a Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) deu início às obras de implantação do sistema de esgotamento sanitário do município, com a construção de uma Estação de Tratamento, que vai atender o Núcleo Cidade Nova.

Faz parte da programação do governo itinerante, em Marabá, a apresentação do Terruá Pará. O show será apresentado no próximo dia 1º, às 20h, na Praça São Félix, na orla da cidade.

Tucuruí – Uma caravana com os vereadores, a saber: José Gomes, Antônio Aragão, Edileuza Meirelles, Antônio Carlos de Sousa, Bena Navegantes, Chico Enfermeiro e Max Marçal, saíram no final da tarde de ontem rumo a Marabá para recepcionar no aeroporto da cidade o governador Simão Jatene e ficaram de plantão na Sede Administrativa Itinerante do governo do estado em Marabá levando as solicitações de desenvolvimento de Tucuruí. Com isso a sessão ordinária da Câmara que seria realizada nesta terça-feira ficou inviável e a pauta que discutiria a apresentação da prestação de contas do prefeito Sancler Ferreira novamente foi empurrada com a barriga para uma data futura.

Governador Simão Jatene

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Prefeitura de Tucuruí no alvo do CGU

DEVASSA - A força tarefa criada pela Controladoria Geral da União, Ministério Público e Polícia Federal promete intensificar as ações em municípios do sul e sudeste paraense. A meta principal da CGU é o combate a improbidades administrativas e desvios de verbas públicas, destinadas às políticas públicas de educação, saúde, assistência social etc, assim como licitações fraudulentas, cujo objetivo é o enriquecimento ilícito de servidores públicos e empresas particulares.

A CGU já sorteou vários municípios paraenses que tiveram as contas de recursos federais auditadas, sendo que na maioria foram detectadas irregularidades de natureza grave. Na última quarta-feira, 24, o prefeito de Vitória do Xingu, Liberalino Ribeiro Neto (PTB), e seu pai, o ex-prefeito de Marechal Deodoro, foram presos por fraudes que envolveram R$ 17 milhões em recursos federais transferidos a Vitória do Xingu para aplicação em programas de saúde, educação e assistência social. Foram presos também os secretários municipais de Saúde, de Obras e de Finanças de Vitória do Xingu. Também foi realizada a busca e apreensão de documentos na prefeitura, secretarias e empresas privadas. As investigações tiveram origem em notícia crime originada dos moradores do município.

Outra investida da CGU e do Governo Federal ocorreu no município de São Domingos do Araguaia, no início de julho, onde a Polícia Federal cumpriu nove mandados de busca e apreensão. A ação faz parte da operação "Carta Marcada" e objetiva combater irregularidade em prefeituras, levando em conta o desvio de recursos públicos federais.

Além da sede da Prefeitura Municipal de São Domingos do Araguaia, os agentes cumpriram os mandados nas secretarias de Educação, Saúde, Transportes e Obras e Ação Social, além de residências de secretários municipais e escritórios de empresas contratadas pela prefeitura para a realização de algumas obras. Documentos, computadores, pen drives, DVDs e CDs foram apreendidos e submetidos à análise por peritos.

Um novo tempo de mudanças, até no sexo dos cidadãos homenageadas em prédios públicos



O finado Francisco de Assis Rios deve estar se revirando em sua sepultura, face imbecilidade e ofensa do prefeito Sancler Ferreira em querer afeminar uma pessoa tão ilustre que deu seus anos de vida para o desenvolvimento do município.

E muito triste colocarmos esta noticia para os nossos leitores, mais quem quiser ver além das fotos, é só visitar na Avenida Lauro Sodré a Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor (Profº) Francisco de Assis Rios, que foi uma homenagem ao homem sério, integro e do sexo masculino, inclusive Assis Rios nunca foi professor e sim comerciante, e tinha o titulo "Coronel de Barranco" outorgada à época a cidadãos de grande poder aquisitivo, não como esta na placa de anuncio de reforma da escola que diga-se de passagem com recursos do FUNDEN ou seja governo federal, Professora (Profª) Francisco Assis Rios.

Pedimos em caráter de urgência ao prefeito Sancler Ferreira, que além de pagar uma fortuna para a empresa que confecciona as placas para sua administração, determine a mudança ou a retirada desta vergonhosa humilhação ao homem público que foi Assis Rios e a sua família. (Wellington Hugles)


domingo, 28 de agosto de 2011

Denuncia: Fraude em licitação do estado para recuperação de 80 km da PA 150 envolve Prefeitura de Tucuruí

Foto: Wellington Hugles
Prefeito Sancler Ferreira suspeito de envolvimento em mais uma falcatrua contra o povo de Tucuruí

Mais uma vez a prefeitura de Tucuruí através do seu gestor Sancler Ferreira (PPS), esta envolvida em escândalo. Agora numa obra do governo do estado, que deveria ser realizada através da Secretaria de Transportes com contratação de empresa para recuperação de 80 quilômetros de estrada para recapeamento dos pontos críticos, buracos e as cabeças de pontes entre os municípios de Goianésia do Pará e Jacundá.

O fato - Há muito tempo recebemos denuncias que estava sendo utilizada a Usina de Asfalto de Tucuruí para a produção de massa asfáltica em serviços particulares. Após muitos meses, e com o acompanhamento de um vereador do município, realizamos uma campana que culminou com os resultados positivos.

O flagra - Na madrugada do último dia 1º de junho (quinta-feira), observamos uma movimentação estranha, e logo cedo começou a funcionar a fábrica de asfalto, em seguida uma caçamba sem nenhuma identificação de propriedade se pública ou particular estacionou ao lado da usina e passou a ser carregada com massa asfáltica. A princípio tínhamos a ideia que seria para as obras de asfaltamento no munícipio, mais logo verificamos que não poderia ser, por que, o município não utiliza o asfalto CAP nas poucas ruas que existe asfaltamento na cidade.

Caçamba descarecterizada recebendo asfalto dentro da Usina em Tucuruí

A fuga do asfalto - Após carregada à caçamba sem placas e nenhuma identificação foi coberta por uma lona e saiu da usina trafegando pela estrada do aeroporto, e nossa equipe atrás filmando o destino do asfalto produzido em Tucuruí. Após mais de três horas de acompanhamento, e distante cerca de 105 quilômetros de Tucuruí, nos deparamos a uma situação inusitada, dezenas de funcionários uns com uniforme com o nome de construtora Mardok e outros sem nenhuma identificação, sendo que passaram a utilizar nos serviços de recuperação da PA 150, a massa asfáltica trazida do município de Tucuruí.

Caçambá sem placas atravessando a ponte do Rio Mojuzinho em Breu Branco

Momento onde o veículo saia de Goianésia do Pará

Nas fotos a caçamba descarregando a massa asfáltica na PA 150 cerca de 35 quilômetros após a sede do município de Goianésia do Pará

O abuso - Depois de uma semana, voltamos a realizar as investigações na usina de asfalto de Tucuruí, e novamente, nos deparamos com a mesma situação, sendo que no dia 9 de junho o absurdo era maior, duas caçambas carregando asfalto produzido pela prefeitura de Tucuruí sem nenhuma identificação.

Sem duvidas do destino da carga, passamos a seguir as caçambas filmando toda ação, percorrido cerca de 120 quilômetros do limite de Tucuruí, encontramos as mesmas máquinas e os trabalhadores aguardando o asfalto para dar continuidade nos serviços da PA 150. O condutora da caçamba ao perceber que estava sendo observado e sua ação registrada, tentou esconder a caçamba em uma vicinal para tentar driblar nossa equipe e esconder o asfalto ilícito.

Duas caçambas carregando asfalto em Tucuruí com destino a PA 150

Uma das caçambas descarregando asfalto na PA 150

Caçamba escondida em um ramal para desviar a atenção de nossa equipe de reportagem

A obra - Descaradamente os serviços de recuperação asfáltica da PA 150 no trecho que compreende Goianésia do Para a Jacundá num total de 80 quilômetros foram totalmente realizados com o fornecimento de massa asfáltica produzida na usina de propriedade da prefeitura municipal de Tucuruí.

Os serviços levaram pouco mais de 30 dias para ser concluídos com a facilidade e as bençãos do prefeito Sancler

A legalidade - Na época, nossa equipe e o legislador que nos acompanhava, pensávamos que existia um termo de cooperação entre os munícipios e o governo do estrado, para garantir as melhorias na PA 150 através de um Convênio ou qualquer dispositivo legal para este fim.

A ilegalidade – A obra iniciou na segunda quinzena do mês de maio e foi concluída na segunda quinzena do mês de junho, tudo confirmado com os moradores ao longo do trecho recuperado, que realmente agradeceram ao governo do estado pela obra que acabou com os locais de risco no rodovia.

Foi ai que descobrimos que não existia nenhum dispositivo legal da parte da prefeitura de Tucuruí para a liberação de tudo este asfalto que recuperou 80 quilômetros de estrada, e muito menos autorização do governo do Pará para a realização da referida obra.

O golpe - Passado o mês de julho sem nenhuma movimentação de saída de asfalto CAP da usina de Tucuruí, achávamos que tudo estava normalizado, e que os moradores dos munícipios de Goianésia e Jacundá estavam beneficiados com a obra da PA 150 patrocinada pelo prefeito Sancler Ferreira.

Como num passe de magica, fomos surpreendidos com a publicação no Diário Oficial do Estado do Pará, no último dia 20 de junho de um aviso de licitação para a recuperação da rodovia PA-150 no trecho entre os municípios de Goianésia do Pará a Jacundá, com extensão de 80 quilômetros, com data para a realização da licitação no dia 07 de julho do corrente ano. Então percebemos que seria novamente realizada a recuperação da estrada, ou seria muita coincidência a publicação da licitação, foi então que retomamos a investigação, pois como seria possível estar sendo publicada a licitação de uma obra concluída, então percebemos a irregularidade da obra e a gravidade do problema.

Publicação da Licitação para recuperação de 80 quilômetros da rodovia PA 150

O mais interessante é que no dia 17 de agosto, foi publicado no Diário Oficial do Estado o extrato do contrato celebrado entre a Secretaria de Estado de Transportes e a empresa Beste Transportes e Construções LTDA coincidentemente do munícipio de Ananindeua, cidade onde o secretário de Transporte milita politicamente e inclusive exerceu a função de vice-prefeito, para realização dos serviços de recuperação asfáltica entre os municípios de Goianésia do Pará e Jacundá no trecho de 80 quilômetros, obra que deveria iniciar no último dia 10 de agosto e com termino previsto para o dia 8 de dezembro, totalizando investimentos dos cofres públicos do estado na ordem de R$ 1.364.462.31.

Publicações dos extratos do contrato entre a Secretaria de Transportes e a empresa BESTE Transportes e Construções LTDA

A visita – Não acreditando no absurdo que estávamos presenciando, nos dias 18 e 26 de agosto realizamos novamente visitas em toda a extensão dos 80 quilômetros de extensão da obra contratada pela secretaria de Transportes, inclusive tomando depoimentos dos moradores, e, em nenhuma oportunidade verificamos as máquinas e a equipe trabalhando, isso porque, realizaram a obra com três meses de antecedência, ou seja, a empresa teve uma "vidência" que os 80 quilômetros da PA 150 ente Goianésia e Jacundá seria um dia licitado para recuperação, então passou a realizar por sua conta e com o apoio do prefeito Sancler Ferreira os serviços na estrada estadual.

Esperamos que o governador Simão Jatene ao tomar conhecimento da denuncia, tome todas às providencias necessárias para esclarecer a população do estado do Pará, quais mecanismos legais foram utilizados para a realização desta obra sem contrato e passado vários meses os serviços foram licitados, inclusive tivemos informação no site do governo que a empresa BESTE empenhou uma fatura no valor de R$ 500 mil. Desta forma e muito fácil identificar o ordenador das despesas e o profissional que realizou a medição dos serviços para a liberação do empenho. Solicitamos ainda o esclarecimento do motivo que levou a empoares BESTE realizar a obra na PA 150 sem qualquer contrato com o governo do estado. E qual será as medidas adotadas após esta denuncia para o pagamento dos valores contratados que equivalem R$ 1.364.462.31, que dentro da vigência do contrato a empresa BESTE não terá como provar realização da obra.

Solicitamos providências emergências ao Ministério Público do Estado para elucidação desta falcatrua com o erário publico estadual e do município de Tucuruí. E que seja devolvido ao munícipio de Tucuruí todo o asfalto que foi desviado irregularmente da população que vive com suas ruas esburacadas e na poeira recebendo apenas uma lavagem de pinche, sendo considerada pelo prefeito Sancler Ferreira como asfalto de qualidade.

Aguardamos que o prefeito Sancler Ferreira, esclarece a sociedade tucuruiense e ao povo do estado qual sua participação nesta falcatrua, dando um grande prejuízo ao município de Tucuruí e beneficiando os municípios da região da PA 150, com certeza esta atitude partindo do gestor tucuruiense não foi por amor ao Pará. (Wellington Hugles)

Fotos: Wellington Hugles
Acima fotos de diversos pontos da PA 150 entre Goianésia do Pará e Jacundá com recuperação de pontos de riscos, buracos e cabeças de pontes totalizando 80 quilômetros

Sancler Ferreira assume crime de falta de prestação de contas de 2009 e 2010 em cadeia de rádio em Tucuruí

Sancler confirma em rádio que recebeu R$ 498.410.868,00 em 2009 e 2010 e não

R$ 500.000.000,00

Na tarde deste sábado (27), em um programa de rádio local, o prefeito Sancler Ferreira, realizou a prestação de contas de seus dois anos de governo em números e pediu desculpas aos vereadores por não ter encaminhado a Câmara as devidas prestações de contas de 2009 e 2010 obrigação constitucional, que só foi realizada devido a uma denuncia dos cinco vereadores a saber: Jones William (PT), Antônio Alberto Braga (PT), Tom Bonfim (PT), Edileuza Meireles (PSC) e Antônio Carlos de Souza (PTB), onde o Ministério Público entrou com ação judicial de prestação de contas contra o prefeito em Tucuruí e após julgado foi determinada a devida entrega de toda a prestação de contas ao legislativo. Com isso o prefeito assumiu e reconheceu o crime cometido de não ter prestado contas ao legislativo municipal de 2009 e 2010 e mesmo o prefeito não ter entregue no dia 23 de agosto data limite determinada pela justiça, Sancler apresentou uma certidão aos ouvintes da radio local, que havia realizada a entrega na Câmara de todos os documentos de 2009 e 2010, esclareceu em regime de brincadeira “tinha que ser levada em um caminhão devido a quantidade de documentos”. Achamos que isso e devido ao grande numero de obras, serviços e licitações e contratações de funcionários comissionados e contratados que o prefeito realizou nos dois primeiros anos de governo, que inclusive foi através de outra ação do Ministério Público que o prefeito foi obrigado a realizar uma centena de demissões de funcionários comissionados devido a sua condenação por nepotismo, que constavam na folha de pagamento da PMT todos os seus familiares e os familiares de seus asseclas, inclusive outra denuncia esta sendo formulada que muitos secretários de governo ainda estão com seus parentes e aderentes todos mamando na teta da prefeitura de Tucuruí.

Em matéria vinculada neste jornal e encaminhada ao O Liberal e ao Diário do Pará, foi noticiado que nos dois primeiros anos de governo do prefeito Sancler Ferreira, a prefeitura municipal arrecadou em torno de R$ 500.000.000,00 (quinhentos milhões), tudo de acordo com o demonstrativo oficial no site da Prefeitura Municipal de Tucuruí. http://jornaldetucurui.blogspot.com/2011/05/meio-bilhao-de-reais-gastos-em-2-anos.html

Dois anos se passaram e a administração municipal investiu em recursos financeiros R$ 498.410.868,00 (Quatrocentos e noventa e oito milhões, quatrocentos e dez mil, oitocentos e sessenta e oito reais) em prol da população, e dai vemos o novo tempo com obras em toda a cidade.

Meio bilhão de reais para um município com menos de 100 mil habitantes e ainda mais contratar uma empresa de coleta de lixo Clean Gestão Ambiental pelo valor de R$19 milhões conforme matéria neste jornal: http://jornaldetucurui.blogspot.com/2011/08/prefeitura-de-tucurui-contrata-empresa.html.

É um montante de recursos para termos uma cidade de um excelente padrão de vida na área da saúde, educação, habitação, obras e muitos mais, muitos serviços em toda a cidade para melhorar a vida. (Wellington Hugles)

PSC realizou encontro regional com a presença de Marinho e Furman

O ex-prefeito Cláudio Furman esteve presente ao evento levando seu apoio ao PSC
O presidente regional do PSC deputado Zequinha Marinho fez a abertura do encontro em Tucuruí
Muitos filiados dos municípios do entorno do lago participaram do encontro regional do PSC

O Partido Social Cristão (PSC) realizou na manhã deste sábado (27), seu encontro regional que reuniu uma grande quantidade de correligionários do PSC para juntos definirem os rumos do partido e sua organização nos municípios.

O evento foi realizado no Náutico Clube Vieira, e na oportunidade lideranças politicas, comunitárias e os filiados dos municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia do Pará, Novo Repartimento e Pacajá realizaram uma plenária que contou com a presença do presidente regional deputado federal Zequinha Marinho, que realizou um amplo esclarecimento aos presentes das doutrinas partidárias e a posição do partido na politica nacional, regional e com vistas às eleições de 2012. Foram referendados todos os diretórios municipais e dados a eles a autonomia na discursão da formatação das bases para as eleições do ano vindouro. Em Tucuruí o partido terá em outra oportunidade uma ampla discursão com seus filiados mais não descarta a possibilidade de lançar candidatura própria à prefeitura da cidade, haja vista a atuação da parlamentar vereadora Edileuza Meireles forte nome para esta disputa.

Outro fator determinante para uma vitoriosa empreitada do PSC na cidade e o apoio dos evangélicos de modo geral ao partido, por ter sua doutrina partidária direta na crença de Deus colocando o ser humano em primeiro lugar.

Uma das presenças marcantes no evento foi a do ex-prefeito que administrou Tucuruí por três mandatos Cláudio Furman, que foi convidado a participar da mesa dos trabalhos e com sua simplicidade usou a palavra e homenageou todos os presentes agradecendo a Deus a oportunidade de estar novamente de volta a cidade e reunir com tantos amigos e amigas abençoados. Furman não falou diretamente que tem pretensões de participar do pleito de 2012, mais de forma bastante humilde colocou seu nome a disposição da população tucuruiense para que unidos possamos participar desta empreitada rumo a administrar os rumos do município.

sábado, 27 de agosto de 2011

Todo o Brasil e o Mundo são Anderson Silva e o Corinthians


Anderson Silva foi o vencedor do UFC Rio continuando com seu cinturão.

Parabéns Anderson, Parabéns Rio de Janeiro pelo espetáculo pela transmissão para os 600 bilhões de residencias e pela excelente vitória e parabéns a toda a fiel torcida do Corinthians.

Dalhe TIMÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anderson Silva finalizou seu adversário e falou "Senhores, nunca serão Senhores"




Rodrigo Minotauro deu show no UFC Rio

Rodrigo Minotauro vencedor da luta por nocaute

Após um período de quase 3 anos de cirurgias no quadril e no joelho o lutador brasileiro, Rodrigo Minotauro botou fogo nos milhares de espectadores, que testemunharam o nocaute desferido pelo pugilista.

Parabéns Minotauro, Parabéns Brasil.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Presos na operação "Lago sob Névoa" serão transferidos para presídios da capital


Helicóptero da Policia Civil esteve dando suporte nos municípios durante a operação
R$ 30 mil em numerário e R$ 2 milhões em cheques pre datados, muitos aparelhos eletrônicos e veículos foram apreendidos
Delegado no momento da apreensão de dois acusados em Belém
Os presos na operação aguardavam na Seccional de Tucuruí a transferência para casa penais da capital
Carlos André Viana da Costa,Delegado da DRCO (Divisão de Repressão ao Crime Organizado) comando a Operação e colocou os meliantes atrais das grades
Promotor de Justiça José Augusto Nogueira Sarmento, "a ação desmontou uma cadeia de trafego de drogas, com isso temos certeza que cumprimos o papel de resguardar a população"

Serão transferidas, nesta sexta-feira, 26, para casas penais na grande Belém, as 17 pessoas presas durante a Operação “Lago Sob Névoa”, coordenada pela Polícia Civil e Ministério Público do Estado, em Tucuruí e Breu Branco, sudeste do Estado.

A ação policial teve início ainda durante a madrugada desta quinta-feira simultaneamente nas duas cidades. Estiveram presentes policiais civis de divisões especializadas da capital e interior do Estado, bem como de promotores de Justiça do GEPROC (Grupo Especial de Prevenção e Repressão às Organizações Criminosas), vinculado ao Ministério Público, e Grupamento Aéreo do Sistema de Segurança Pública – GRAER.

Na ocasião, 25 mandados de busca e apreensão e 13 de prisão preventiva foram cumpridos. Ao todo, 17 presos. Quatro deles são policiais civis, os investigadores Santana e Donato presos em Tucuruí e os outros dois em Breu Branco. Os policiais serão levados de imediato para o Presídio Coronel Anastácio das Neves em Americano.

Os demais presos serão levados a outras casas penais. Com os presos, diversos objetos foram apreendidos, tais como seis veículos automotores, sendo, inclusive, um deles blindado; 20 Certificados de Registro de Licenciamento de Veículos, que serviam como garantia de pagamento de entorpecentes; três armas de fogo e várias munições de diversos calibres; joias dentre cordões, brincos e pulseiras; 14 aparelhos celulares entre outros objetos. No que tange a entorpecentes, foi devidamente apreendido cerca de 600 petecas de pasta base de cocaína prontas para serem comercializadas e também meio quilo de pedra de óxi, principal matéria prima da pasta base de cocaína.

Ressalta-se que foi, ainda, apreendido aproximadamente R$ 30 mil em espécie, montante resultante da venda de drogas nos dois municípios do sudeste paraense. Também cerca de R$ 2 milhões em cheques foram apreendidos. As investigações foram presididas pelo delegado Carlos André Viana da Costa, da DRCO (Divisão de Repressão ao Crime Organizado) em parceria com o promotor de Justiça José Augusto Nogueira Sarmento e o juiz de Direito Cláudio Hernandes Silva Lima, de Tucuruí. A operação contou ainda com a presença do delegado-geral adjunto, Rilmar Firmino de Sousa, e do diretor de Polícia do Interior, delegado Sílvio Batista.