Pesquise as matérias do JT:

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Leno comemora níver em Family


O empresário Leno Xavier no último dia do ano de 2013 trocou de idade e entrou 2014 mais maduro, as comemorações de aniversário se misturaram com a virada do ano, e ocorreram em Tucuruí juntamente com suas maiores riquezas sua esposa Nilda Capela e o herdeiro Lucas.

Felicitações e muitos anos de vida e sucesso ao grande amigo e empresário renomado em Tucuruí.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Acidente de moto na BR 422



WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Mais um acidente foi registrado por volta das 21 h desta segunda-feira (30), na BR 422 próximo a lagoa, uma motocicleta bateu lateralmente em um ônibus coletivo, o piloto perdeu a direção e caiu no canteiro central da rodovia, graças ao uso de capacete o acidente não teve proporções maiores.


A equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e realizou a remoção do rapaz para o Hospital Regional de Tucuruí, a vítima ainda não identificada estava consciente, sendo internado no PS, e ficará sobre observação.

E contínua a matança: Jovem é morto a facadas no Getat



WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Mais uma morte com requintes de perversidade com arma branca foi registrada em Tucuruí no bairro do Getat, sudeste do Pará, um elemento executou em via pública, a golpes de faca o jovem Miguel Romulo Claudino da Silva, enquanto transitava com sua namorada de bicicleta pela Travessa Amapá próximo a esquina da Rua Alcobaça, no bairro do Getat, o homicídio ocorreu por volta das 23 h deste domingo (29).

Segundo informações, a vítima estava com a sua namorada transitando em sua bicicleta pelo bairro, de repente um elemento “endemoniado”, correu atrás da vítima e desferiu uma facada na costa e outra na boca do ciclista, a companheira da vítima ainda tentou evitar as facadas, mas foi ferida na mão.

A vítima caiu da bicicleta e morreu no local, seus familiares ao receberem a noticia foram para o local e choraram a morte prematura do jovem.

A Polícia Milita e Civil, foi acionada e comunicaram o serviço de remoção do IML, que esteve no local removendo o féretro que foi levado para a realização de necropsia e posteriormente liberado para os funerais.


Ate o fechamento da edição o elemento homicida encontra-se foragido da polícia.

sábado, 28 de dezembro de 2013

Jardim Mariluce: Homem é trucidado a golpes de facão pelo enteado




WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Walder Luiz

Por volta das 23:30 h, a vítima José Ribamar da Conceição Rocha, 38 anos, conhecido como “Zezinho”, que estava aguardando a transmissão da luta do Anderson Silva no UFC no bar do "Cicinho", “Zezinho” resolveu sair do local, e se dirigiu para o "Lourdes Bar", localizado no outro lado da rua, já no local, sentou em uma das mesas e pediu um cerveja, sendo recebido a golpes de facão pelo seu enteado conhecido apenas como "Tantin", o fato ocorreu próximo ao estádio "Navegantão", localizado na Rua 4 no bairro Jardim Mariluce, no município de Tucuruí, sudeste do Pará, segundo informações preliminares, a vítima tinha um relacionamento amoroso com a proprietária do bar, sendo assassinado pelo enteado por motivo fútil, o assassino desferiu golpes no pescoço, antebraço e tórax, fugindo em seguida para lugar incerto e não sabido.

A Polícia Militar esteve no local juntamente com a Polícia Civil que acionaram a equipe do IML para a remoção do cadáver.


Homicídio – Informações dão conta que na véspera do Natal o rapaz “Tantin”, estava com o rosto todo inchado, inclusive os olhos não estavam fechando, tudo leva a crer que foi por briga, mas até ai ninguém sabe o que houve, o certo é que “Tantin” já carrega em seu rosário de crimes, a morte de outro padrasto, fato ocorrido em uma das ilhas do Lago de Tucuruí, há algum tempo atrás, o crime foi cometido com um tiro de espingarda na cabeça.

Mulher encontrada morta às margens do Rio Tocantins aguarda identificação no IML




WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Jhonatan Baia


Por volta das 17 h deste sábado (28), a população do bairro Beira Rio, em Tucuruí, sudeste paraense, se depararam com uma cena inusitada, o corpo de uma mulher as margens do Rio Tocantins próximo ao balneário da Chica.

No local dezenas de pessoas se refrescavam nas águas do Tocantins em função ao calor  imenso do período de verão, e notaram aquele corpo já preso entre as pedras, ao averiguarem observaram que era uma mulher aparentemente entre 25 a 30 anos de cor branca, que pela situação do cadáver teria se afogado a poucas horas, imediatamente acionaram o 190.

Os policias militares chegaram ao local e isolaram a área, sendo acionada a Polícia Civil, que de pronto requisitou a remoção através do IML, por volta das 19 h o corpo da mulher já estava aguardando ser reconhecida pelos familiares para poder proceder à realização de necropsia.

Até o fechamento desta edição ninguém esteva no IML para o reconhecimento do cadáver, que provavelmente perdeu sua vida nas águas do rio Tocantins.

A Polícia Civil através do delegado Eduardo Paisani, assumiu as investigações para elucidar mais esta morte, envolvida em muito mistério.

STJD mantém decisão e Vasco está rebaixado


O STJD negou pela terceira vez o pedido de impugnação do Vasco, que ainda sonhava em evitar a queda para a Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta sexta-feira (27), os auditores do Pleno do STJD foram unânimes ao negar, pelo placar de 8 a 0, o pedido do clube carioca de anular o jogo contra o Atlético-PR.

A partida, válida pela rodada final do Brasileirão, foi marcada pela pancadaria entre as duas torcidas na Arena Joinville, em Santa Catarina. A violência levou quatro torcedores para o hospital; a polícia identificou cerca de 60 deles, que ainda podem sofrer punições em 2014.

Em razão da pancadaria, o jogo foi paralisado por 1h13min, o que infringiria o Regulamento Geral de Competições da CBF, que prevê interrupção máxima de uma hora. Foi com base nesta regra que o Vasco tentou impugnar o jogo, no qual teve seu rebaixamento definido, com uma goleada por 5 a 1.

O clube carioca alegava que a partida não poderia ter sido reiniciada por falta de segurança, já que poucos policiais estavam presentes nas arquibancadas. Com a impugnação, o Atlético receberia a culpa pela insegurança, por ser o mandante, o que faria o Vasco herdar os pontos da partida, evitando o rebaixamento.

A tese não convenceu o presidente do STJD, Flávio Zveiter, que indeferiu por duas vezes o pedido vascaíno. Nesta sexta foi a vez de o Pleno do Tribunal negar a tentativa de anular o jogo. O relator Ronaldo Botelho Piacente votou contra o pedido e foi acompanhado pelos demais auditores.

Depois desta tentativa frustrada, o Vasco voltará ao STJD em janeiro para tentar reduzir a punição sofrida em razão da briga de torcidas na rodada final do Brasileirão. O time carioca perdeu oito mandos de campo, sendo quatro deles com portões fechados, e ainda levou multa de R$ 80 mil.

O julgamento do pedido de impugnação do Vasco encerrou os trabalhos do STJD nesta sexta. O tribunal ainda tinha na pauta a decisão sobre uma escalação irregular do Cruzeiro, que não coloca em risco o título da equipe mineira. O presidente do tribunal, no entanto, decidiu retirar o caso da pauta do dia. Será remarcado para outra data, ainda não definida.


Antes destes casos, o STJD havia negado recurso da Portuguesa e do Flamengo, ambos por unanimidade, nesta sexta-feira. As decisões confirmaram o rebaixamento da Portuguesa, a permanência do Fluminense na primeira divisão e o encerramento da campanha do Flamengo na 16ª colocação da tabela - terminou o campeonato em 11º, mas perdeu cinco posições por ter escalado André Santos de forma irregular no último jogo do Brasileirão.

Publicado aviso do leilão das linhas de Belo Monte


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) publicou no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (27), o aviso de licitação referente ao leilão 11. Trata-se do leilão das linhas de transmissão da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. Como noticiado pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, no dia 19, a publicação do edital estava marcado para esta sexta-feira. A licitação está programada para 7 de fevereiro.

De acordo com a Aneel, será a primeira vez que o País construirá uma linha de transmissão de 800 kilovolts (kV) com corrente contínua. A linha terá extensão de 2,1 mil quilômetros e capacidade para transmitir 4 mil megawatts (MW). A linha exigirá 4,5 mil torres. Segundo a Aneel, serão necessárias 134 mil toneladas de aço. A linha deverá ser entregue em janeiro de 2018 data em que o Consórcio Norte Energia, responsável pela construção de Belo Monte, deve pôr a 12ª turbina em operação, o que a torna indispensável para o escoamento da energia.

A sistemática deste leilão será diferente da prática que é comumente adotada pela Aneel. A licitação será feita em duas etapas. Na primeira, a tentativa será a de leiloar um único lote chamado de AB, composto por duas subestações conversoras e pelas linhas de transmissão. Se não houver proponentes para o lote único, terá início a segunda etapa do leilão, em que serão oferecidos o lote A, composto pelas subestações e, em seguida, o B, formado pelas linhas de transmissão. As subestações serão construídas no Pará e em Minas Gerais. As linhas passarão por Pará, Minas Gerais, Goiás e Tocantins.


Se o lote AB for licitado, o prazo para entrega das obras será de 46 meses. Se forem leiloados em separado, o prazo será de 44 meses para o lote B, para que sejam feitos testes de funcionamento das linhas e das subestações conversoras. O lote A permanece com 46 meses. O edital está disponível para consulta na internet, no site da Aneel. A inscrição (on-line) para participação no leilão será realizada no período de 4 a 5 de fevereiro. A sessão pública do leilão será realizada no dia 7 de fevereiro, na BM&FBovespa.

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

PA 150: Colisão mata família de evangélicos de Marabá






WELLINGTON HUGLES
De Tailândia

Fotos: Divulgação

Por volta das 17 h desta quinta-feira (26), um Caminhão de transporte de Dendê, que presta serviços para a empresa Agropalma, colidiu frontalmente com uma Caminhonete Ford Ranger de placas NSZ 0126 de Marabá, que viajava com uma família de evangélicos, Cleide Brito Santos esposa do pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular de Marabá, morreu na hora no meio das ferragens do veículo, o pastor José Maurício Santos e o seu filho Rafael Santos, ainda chegaram a ser socorridos para o hospital de Moju, mas infelizmente também foram a óbito.

A colisão ocorreu entre os municípios de Tailândia e Moju, infelizmente este trecho da rodovia PA 150, está em péssimas condições de tráfego, sendo que, em muitos pontos seja necessário que os condutores dos veículos tenham que sair da pista para permitirem uma ultrapassagem, e em muitas vezes arriscar-se em fazer uma manobra para não cair nas crateras existentes ao longo da pista.

Diversos trechos já foram recuperados, mas este em específico, contínua a causar prejuízos matérias aos condutores e também colocando os motoristas em risco de perderem suas vidas como foi o caso dos três membros da família Santos.
O motorista do caminhão saiu ileso da colisão, apenas o caminhão encontra-se tombado as margens da rodovia.



Jacundá: Corpo e encontrado “desovado” no rio Arraia





 


WELLINGTON HUGLES
De Jacundá
Foto: Divulgação

Foi encontrado “desovado” por populares, preso a galhas na margem do Rio Arraia em Jacundá, sudeste paraense, o corpo de um homem de cor negra, aparentemente 40 anos, já em estado de decomposição.


Segundo as informações preliminares, pessoas que costumavam pescar no local, começaram a sentir um odor forte e após procurarem nas redondezas, encontraram o corpo do homem vestido com roupas escuras nas margens do rio. A própria população retirou o corpo do homem de dentro do rio, e só depois foi acionada a Polícia Civil, que imediatamente ao chegar ao local, acionou a remoção do IML para a realização de necropsia para identificar qual a causa morte da vítima.

Ministério da Saúde entrega 10 ambulâncias do 192 para os municípios da região do lago



10 ambulâncias do Samu 192 de atendimento de suporte básico para os municípios da região do lago

WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

O Governo Federal através do Ministério da Saúde e do Projeto da presidenta Dilma Rouseff, de Regionalização do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - Samu 192 -, três carretas cegonhas chegaram ao início da tarde desta quinta-feira (26) em Tucuruí, sudeste paraense, e descarregaram 12 veículos, sendo um furgão do Programa Saúde Sem Limite, outro veículo de menor porte e as 10 ambulâncias furgão de atendimento de suporte básico, para suprir as carências dos municípios do entorno do Lago de Tucuruí, que estão pactuados no Polo de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência que tem sua sede Tucuruí.

Os municípios de Novo Repartimento, Breu Branco, Goianésia do Pará, Jacundá e Tailândia serão agraciados com uma ambulância, além do Centro de Reabilitação de Tucuruí, sendo disponível para o Polo do Samu de Tucuruí apenas uma ambulância, e três ficarão na reserva para futuras eventualidades de quebras nos municípios pactuados.

Na verdade os municípios apenas estão realizando a troca das ambulâncias antigas por uma nova, haja vista, que dentro do programa as substituições de ambulâncias do Samu 192, só seriam possível em municípios com mais de 500 mil habilitantes, estrategicamente os municípios da região do Lago se pactuaram e montaram o Polo do Lago com sede em Tucuruí, inaugurado recentemente pelo Ministério da Saúde que e o órgão mantedor do serviço, com isso, o Ministério da Saúde atendeu a demanda da substituição das ambulâncias, é fato, que Tucuruí já tem a necessidade de possuir uma ambulância pelo menos Semi UTI, mas nos últimos cinco anos, nunca conseguiu reabilitasse com este serviço.

Além das ambulâncias o governo federal vai repassas mensalmente e R$ 40 mil para custear e manter cada veículo da frota vinculado ao Polo de Tucuruí.


No próximo dia 30, o Ministério da Saúde estará enviando um representante do Governo Federal para realizar a solenidade oficial de entregas das novas ambulâncias aos gestores dos municípios da região do lago.

Tráfico de Drogas: PM faz limpa no “corre água”



WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

A Polícia Militar através da 15ª Zona de Policiamento de Tucuruí realizou uma varredura na Rua Assis de Vasconcelos, conhecida popularmente como “corre água”, ponto de maior incidência da comercialização desenfreada de drogas na cidade, diversas investidas já levaram muitos dos meliantes que exerciam o papel de vendedores de drogas naquele local para trás das grades, mas agora a PM está realizando um trabalho no combate a proliferação das vendas de entorpecentes, com isso, quase que semanalmente vem realizando a apreensão de diversos menores que envergaram para esta prática delituosa, e em cumprimento ao ECA, realizam a apresentação na Seccional de Tucuruí, perante a autoridade policial e posteriormente são liberados após suas apresentações ao Ministério Público.

É fato que nesta ação foram apreendidos dez menores e com eles encontrados uma quantia em dinheiro, além de vasta quantidade de maconha prensada e de petecas de crack.

Segundo os militares esta prática já virou corriqueira na Rua do “corre água”, denuncias são frequentes, mas infelizmente em cumprimento ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), é realizada a apreensão e apresentação, mas no outro dia os menores já estão de volta ao comércio de entorpecentes.

Segundo o Capitão Ramos que está respondendo pelo Comando da 15ª Zpol, “a PM tem que atuar na garantia da integridade da população, e coibir qualquer ação delituosa que esteja infringindo a lei, é fato, que os “chefes” das supostas bocas de fumo, mudaram a estratégia, agora colocam os conhecidos “aviõezinhos” nas ruas, com pouca droga cada um para venda, com isso, se um for pego não corre o risco de grandes prejuízos e nem de sua boca de fumo ser revelada”.

Diariamente a PM está no combate as drogas na cidade, segundo o Capitão Ramos, hoje a “casa caiu” para estes dez menores infratores, estamos apresentando ao delegado Carlos Eduardo Paisani, que deverá proceder com a identificação e a qualificação e logo após será tomada as medidas cabíveis dentro do que determina o Estatuto da Criança e do Adolescente.




Dia de Natal: Bebê de 11 meses morre por falta de assistência do estado



WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Mais uma lamentável morte de bebê foi registrada no Hospital Regional de Tucuruí (HRT), no sudeste paraense, por falta de assistência do governo do estado, que, por não garantir a transferência imediata para a capital do estado, a criança de apenas 11 meses de nascida, foi a óbito no Pronto Socorro do HRT por ter ingerido um grão de milho.

Os pais do bebê de 11 meses de inicias S.M.A., natural da zona rural da cidade de Pacajá, localizada as margens da Rodovia Transamazônica, no sudeste paraense, denunciaram, a falta de assistência à saúde de sua filha por parte do governo do estado.

Segundo o pai Domingos Gomes Aguiar, sua filha teria engolido há alguns dias atrás um grão de milho, sua esposa Kelly Rodrigues Moreira ao observar que a bebezinha estava com dificuldades na respiração procurou o posto de saúde de sua localidade, mas nada foi possível identificar, sendo orientados a procurarem o hospital municipal da cidade, os pais foram até Pacajá em busca de atendimento médico a sua filhinha, mas em função ao período natalino não tiveram êxito pela falta de médicos, sendo encaminhados com urgência para o Hospital Regional de Tucuruí (HRT), referência no tratamento de média e alta complexidade na região, e único com condições de identificar o quadro clínico do bebê de 11 meses de nascido.

A criança deu entrada às 19 h do último dia 23, no Pronto Socorro do HRT, com um quadro de complicações no sistema respiratório, os médicos plantonistas resolveram de imediato entubar a bebezinha que ficou internada em uma UTI semi-intensiva existente na ala do Pronto Socorro.

Segundo os profissionais que atenderam a bebê no Regional, tudo foi feito para salvar a vida da criança, as médicas: Socorro, Amora e Carmem, fizeram todos os procedimentos médicos, mas em função a falta do equipamento para realizar o exame de broncoscopia, que permite através de um aparelho com fibras óticas, a visualização interna do sistema respiratório, desde a laringe até os brônquios, e com isso, a exatidão para o procedimento cirúrgico.

Como o único Hospital do governo do Estado que atende toda a região dos municípios do entorno do lago de Tucuruí, e diversas outras localidades, por ser referência, mesmo tendo recursos pactuados pelos sete municípios e gerenciados pela secretaria de saúde do município de Tucuruí e o Hospital Regional de Tucuruí mesmo recebendo uma média de quase R$ 1,5 milhões mensais do Governo do Pará para aquisição de material, equipamentos e medicamentos, não possui o aparelho que custa o valor irrisório no mercado de R$ 25 mil, ou seja, hoje o HRT tem uma folha suplementar de funcionários prestadores de serviços, com salários que variam de R$ 3 mil a R$ 30 mil ao mês, e não tem condições de adquirir um equipamento de vital importância para salvar as vidas dos internos.

É fato que um caso idêntico como este foi registrado no HRT a pouco tempo atrás, onde uma criança teria sido internado com suspeita de ter engolido uma ervilha, mas sem o aparelho a criança não pode ser operada e foi a óbito, no laudo de necropsia do IML, foi encontrada uma pedra no órgão da criança.

Óbito – Por volta das 15 h da quarta-feira (25), data em que se comemora o nascimento de Jesus Cristo, a bebê de 11 meses de nascida foi a óbito, tudo por que em Tucuruí a única clínica que possui o aparelho o médico responsável estava fora da cidade, e todas as tentativas foram feitas com a central de leito da Sespa em Belém, mostrando a necessidade da transferência urgente da criança para a capital, sendo que o único leito que foi disponibilizado era na Santa Casa de Misericórdia, mas que em função ao surto de varicela, a Santa Casa está fechada.

Todas as tentativas foram feitas para um leito do estado, sendo que para a transferência para uma clínica particular em Belém, só seria possível através de uma UTI Aérea, sendo feitos todos os contatos, mas sem sucesso, segundo os familiares os responsáveis pelo HRT disseram que só faltava acionarem o governador Simão Jatene para sensibiliza-lo da liberação do avião, mas. Infelizmente, a bebezinha, que já estava com o quadro de infecção bastante avançado, internada há dois dias em uma UTI semi-intensiva adaptada, com grandes limitações no Pronto Socorro do HRT, não conseguiu esperar a liberação do avião UTI por parte do governo do estado e foi a óbito às 15:40 h.

O desespero foi grande dos familiares pela perda repentina da bebezinha, segundo o pai Domingos Aguiar, infelizmente a vida não tem valor para os nossos governantes, hoje presenciei a morte da minha filha, por negligência do governo do estado, quero agradecer aos funcionários do hospital que fizeram de tudo para salvar a vida de minha filha, “mas só porque somos pobres e do mato, não tivemos direito de com urgência termos a liberação de um avião UTI para levar minha filha que já estava entubada para Belém, se isso tivesse sido feito no momento em que as médicas requisitaram hoje minha filha poderia estar viva entre nós, isso e o Pará das mudanças, é este o Pará que nós merecemos”.

Diversas tentativas foram realizadas pela equipe de reportagem para ouvir os esclarecimentos por parte da Diretora do HRT enfermeira Diana Helen dos Santos Silva, mas sem sucessos, assim como, até o fechamento desta edição não tivemos retorno da Sespa com referência a um posicionamento ao assunto.

O corpo do bebê foi removido para o Instituto Médico Legal de Tucuruí, onde na noite do óbito foi realizada a autópsia, e após 15 dias será expedido o laudo da causa morte.

O corpo foi liberado aos familiares que levaram o féretro para o município de Pacajá, onde foi enterrado no final da tarde desta quinta feira (26), no cemitério público da cidade.

As investigações que vão apurar as causas que levaram a morte da criança será realizada pela Delegacia de Polícia de Pacajá, que através do delegado Jivago Ferreira deverá tentar identificar se houve alguma negligência que possa ter ocasionado a morte da bebê.
 



Vila Residencial da Eletronorte sem segurança patrimonial e sem água nas torneiras

Vila Residencial da Eletronorte 

Os moradores das Vilas Residências da UHE de Tucuruí, pedem providências à Empresa Saga de Segurança da Vila, que de fato tem um contrato de segurança patrimonial com a Eletronorte, e em função dos sucessíveis arrombamentos e assaltos que estão ocorrendo na área da Vila Residencial, parece que mesmo com a tranquilidade do local os meliantes conseguem despistar a segurança que está inoperante, e fazem à farra nas casas dos moradores, ontem na Rua Colômbia houve arrombamento com roubo de muitos objetos pessoais aparelho e até o cachorro, e ainda em outra casa próximo ao CRT os meliantes entraram no terreno tomaram banho na piscina tomaram cervejas e por sorte ao tentarem arrombar a casa o dono chegou, os meliantes fugiram isso durante o dia.


Agora onde vai parar esta situação, sem falar que na Vila Tropical e Península, já não se ver água nas torneiras desde a noite do Natal, com a palavra a Gerência Administrativa das Vilas Residências?

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Lecheva se apresenta no Independente de Tucuruí

Lecheva 

Depois de saída conturbada do técnico Samuel Cândido, o time do Independente de Tucuruí fechou com o mais novo comandante da equipe: Lecheva. “Já acertei quase tudo, o Independente me mandou a passagem e estou chegando nesta quinta-feira (26) a noite em Tucuruí”, disse o treinador.

Após ser apresentado ao time, Lecheva poderá definir o tipo de trabalho a ser aplicado e ainda indicar jogadores para contratações. “Ainda não tenho noção de como está o Independente, mas a intenção é fazer uma boa campanha e montar um time forte”, finalizou.

Trajetória como treinador - O ex-jogador Lecheva assumiu o clube bicolor em setembro de 2012 durante a disputa do Campeonato Brasileiro da Série C, conseguindo levar o Papão ao acesso à Série B 2013. Conquistou o Campeonato Paraense deste ano, sagrando-se o treinador mais jovem a ganhar o título.


No final de 2013, Lecheva comandou o time da Tuna na primeira fase do Campeonato Paraense de 2014, mas a equipe amargou a lanterna da tabela, com apenas três pontos, e foi rebaixada para a segundinha.

Tucuruí: Homem é morto a facadas pela amante

Casal durante a confraternização de Natal momentos antes que "Neth" matou Gilmax 
Rosinete Alves, conhecida como “Neth” foragida da Polícia

WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Reprodução

Na madrugada desta quarta-feira (25), data em que mundialmente se comemora o nascimento do Salvador Jesus Cristo, em Tucuruí, sudeste paraense, o desfecho de um relacionamento amoroso acabou com o assassinato do comerciário Gilmax Borges Corrêa, 36 anos, conhecido como “Marquinho”, pela sua companheira Rosinete Alves, 24 anos, conhecida como “Neth”, fato ocorrido no bairro do Getat.
O comerciário Gilmax Borges Corrêa, balconista da empresa Casa da Construção, com loja próxima a moradia de sua família na Vila dos Padres no bairro da Terra Prometida, estava a certo tempo mantendo um relacionamento amoroso com a sua algoz, que estava separada do marido, o casal residia no bairro Beira Rio, mas o assassinato ocorreu na Travessa Sergipe, Quadra 94, Lote 34 no bairro do Getat, na residência da prima da vítima.
A vítima Gilmax Borges Corrêa foi juntamente com a companheira Rosinete Alves, conhecida como “Neth”, para a confraternização dos festejos de Natal, e que após terem enjerido muita bebida alcoólica, a mulher desejava ir para sua casa, mas Gilmax, ainda não queria ir, foi que os dois se indispuseram, e Gilmax deu um empurrão em “Neth”, logo após os ânimos terem sido acirrados, “Neth”, pegou sorrateiramente a faca que estava servindo para cortar a carne do churrasco de Natal e após a entrada de Gilamax na casa da prima, e ter deitado na rede, “Neth” sem dó nem piedade, aproveitando sua fragilidade, desferiu duas facadas certeiras no na altura do coração da vítima, com a faca de serra de mesa, Gilmax ainda conseguiu sair da casa em busca de socorro dos familiares que estavam no quintal da casa na confraternização, sendo levado para o HRT, mas em função aos golpes fatais a vítima morreu na viagem.
Informações da vizinhança do casal no bairro Beira Rio são muito desencontradas, alguns afirmam que a relacionamento do casal de amantes era muito conturbado, e que a vítima Gilmax era “useiro e vezeiro” em agredir sua companheira, inclusive durante a festa de Natal no churrasco na casa da prima da vítima, ele teria tentado agredi-la, mas outros dizem que o casal era muito amoroso e sempre estavam passeando juntos e nunca viram discursões entre os enamorados.
Na versão dos familiares, Gilmax Borges Corrêa, teria participado da festa de confraternização de Natal na casa de sua prima no bairro do Getat, na companhia da mulher “Neth”, em função ao ciúme que a mulher tinha por Gilmax, a assassina que estava com raiva do companheiro por não querer ir embora para a sua casa, esperou o momento de um vacilo de Gilmax, foi quando já pesado da bebida, resolveu deitar na rede para descansar, a amante desferiu as facadas na vítima, que saiu da casa ensanguentada com a mão no peito falando que sua companheira teria lhe esfaqueado, foi neste momento que uma das irmãs de Gilmax deu uma "peia" na mulher por ter esfaqueado Gilmax, que logo após foi a óbito.
Os familiares afirmam ainda que Gilmax Borges Corrêa, já foi casado anteriormente, e com sua ex-mulher possuem filhos, e que nunca houve denuncia de agressão da ex-mulher.
Após o ato criminoso a assassina Rosinete Alves, fugiu para uma ilha de propriedade de seu irmão no lago da Usina Hidrelétrica de Tucuruí.
A Polícia Civil já assumiu as investigações através do delegado Carlos Eduardo Paisani, e será questão de tempo para que a assassina seja capturada.

A equipe do IML foi acionada para a remoção do corpo, sendo realizada a autópsia e liberado o corpo para o velório, que ocorreu na residência dos seus pais na Vila dos Padres, o féretro foi sepultado na tarde desta quinta-feira (26) no cemitério público de Tucuruí.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Sem pagamentos: Funcionários da Etuzea entram em greve










 Posto de Saúde do Bairro Terra Prometida

WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles
Novamente volta a cena à empresa de Construção ETUZEA, denunciada em 2012 por alguns parlamentares da Câmara de Vereadores de Tucuruí por suspeitas de beneficiamento em licitações com a Prefeitura de Tucuruí, que culminou com a preposição de abertura de CPI, que há época foi “derrubada” em função da maioria dos vereadores faziam parte da base de apoio do governo municipal.

Na manhã desta segunda-feira (23), diversos canteiros de obras da prefeitura de Tucuruí, de responsabilidade da Empresa ETUZEA, em Tucuruí, sudeste paraense, amanheceram paralisados, em função a falta de pagamentos dos salários referente ao mês trabalhado, e que não foi pago pelo atual administrador da empresa José Gomes, conhecido pela acunha de “Russinho”, que atua como presidente da Comunidade do bairro Tozetti, e que também é irmão do ex-procurador da empresa ETUZEA, atual prefeito do município de Goianésia do Pará, João Gomes “Russo”, que foi quem deu início a todas as obras desde 2011, que hoje se encontram paralisadas por falta de pagamentos dos salários dos trabalhadores.

Os operários acusam a empresa de maus tratos, falta de fornecimento de alimentação e até água potável nos canteiros que é inexistente.

Um dos pedreiros, que não quis seu nome identificado para não sofrer represálias, afirmou receber apenas R$ 1.600,00, mas, só receberam o mês de novembro no dia 17, por que acionaram esta equipe do jornalismo comandado por Wellington Hugles, e no momento do levantamento da matéria, “Russinho” estava na obra, e para não sair na imprensa pagou os salários, mas desde o dia 15 de dezembro os salários estão atrasados, e o que é pior, “Russinho” esteve com os trabalhadores no canteiro e disse ser “palhaçada” fazer greve e que não vai pagar ninguém este ano, “imaginem no final do ano no dia do Natal querer dar um presente ou uma ceia para nossos familiares e não podermos, isso é correto?”, desabafa entristecido o operário com lágrimas nos olhos.

Denuncias dão conta que, desde que eles começaram a trabalhar na empresa, nunca receberam o 13º salário, nunca gozaram férias e não tiveram suas carteira de trabalho assinada, um dos funcionários que já esta na empresa há cinco anos, afirmou sempre ficarem na clandestinidade por que o “Russo”, hoje prefeito de Goianésia do Pará, que era o chefe da empresa, disse não teria condições de fichar ninguém.

A obra do Posto de Saúde do Bairro Terra Prometida como exemplo que está paralisada, deveria ter sido entregue em junho de 2012, segundo a doméstica, Cláudia Lima, moradora do bairro, “este Posto de Saúde era para ser feito em um ano, e já se arrasta por mais de dois anos, e quem está sofrendo e a população sem saúde básica”.

Também estão em greve os trabalhadores da empresa ETUZEA das obras da construção do Novo Cemitério Municipal, que mesmo sem licenciamento ambiental, e a empresa não ter concluído nem 30% do total da obra, já está funcionando com sepultamentos, que segundo a Secretaria de Meio Ambiente do Pará (SEMA), não existe autorização e nem licenciamento para esta em funcionamento com sepultamentos.

Os trabalhadores das obras de reformas das Escolas Teles de Menezes no bairro Nova Tucuruí e Zolima Tenório no bairro Alto Alegre, todas da empresa ETUZEA, resolveram cruzar os braços também e ameaçaram denunciar coletivamente ao Ministério do Trabalho e na Justiça do Trabalho pela falta de legalidade dos funcionários que na verdade trabalham “encostados” sem terem seus direitos garantidos e tendo que trabalharem sem nenhum equipamento de segurança (EPI) e em jornadas de trabalho totalmente irregular, sem o mínimo de descanso semanal.

Segundo os trabalhadores da empresa ETUZEA, nestas obras que foram contratadas pela Prefeitura de Tucuruí, o valor aproxima-se a R$ 5 milhões, por isso, eles não entendem o porquê de serem sacrificados em não receberem o salário trabalhado.

A reportagem tentou contato com a Prefeitura de Tucuruí, mas até o fechamento desta edição não houve retorno.

Em contato telefônico com o “suposto” responsável pelas obras do Posto de Saúde, Novo Cemitério e das duas escolas, segundo as informações prestadas por José Gomes conhecido como “Russinho”, informou que realmente o salário dos trabalhadores estão atrasados, mas tudo em função a falta de pagamento por parte da Prefeitura de Tucuruí, disse que os funcionários “reclamam de mais”, segundo “Russinho”, está tudo funcionando de forma correta, ao ser indagado sobre o 13º salário e as férias não pagas, ele saiu pela tangente dizendo, no momento oportuno faremos uma conversa com os trabalhadores, mas garantiu que até as 12 h desta terça-feira (24), faria o pagamento dos salários atrasados.

Afirmou ainda que não tinha feito por estar sem segurança para levar com ele no momento do pagamento.

Com referência aos prazos de entrega das obras, que se encontra todos atrasados a mais de 2 anos, “Russinho” recusou-se a falar sobre o assunto.


Colisão de caminhões na Transcametá










WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Na noite do domingo (22), mais um grave acidente foi registrado em Tucuruí, sudeste paraense, dois caminhões colidiram na rodovia Transcametá - BR 422 - que liga Tucuruí a Cametá.

Foram momentos de pânico e sofrimento, por volta das 22 h do domingo (22), dois caminhões colidiram quase que frontalmente, um caminhão que seguia viagem para Tucuruí e o outro que vinha em direção contrária, no taipa de um dos caminhões dezenas de pessoas voltavam da roça, com a colisão um dos caminhões teve a roda dianteira arrancada em função da batida, o outro derrubou o poste de alta tensão, ficando pendurado para não cair no abismo, sendo inevitável sua queda.

Dezenas de pessoas foram socorridas e levadas a UPA da cidade, as mais graves para o Hospital Regional, sendo liberada a grande maioria, ficando internada apenas uma senhora com fratura na bacia.

No local do acidente não existe acostamento, inclusive, sendo observada a incidência de colocação de lixo no perímetro, no período da noite não existem luminárias, e normalmente estes caminhões trafegam em alta velocidade, e em função as dificuldades que passam por falta de fretes na região, muitos caminhões ficam sem manutenção e às vezes trafegam sem faróis, podendo ter sido uma destas a causa deste acidente.

Durante a segunda-feira (23), os guinchos trabalharam para retirar os caminhões das margens da rodovia e da ribanceira onde um caminhão caiu.


A Rede Celpa esteva no local e realizou a substituição do poste destruído com a batida, não ocorrendo à suspensão do fornecimento de energia elétrica para a região e para o município de Cametá.