Pesquise as matérias do JT:

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Agressão: Funcionário da Seduc teve o rosto desfigurado e aguarda transferência para tratamento em Belém

Eliomar Vieira, 32 anos, foi brutalmente agredido, de forma covarde, por uma dupla de delinquentes


WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

O funcionário público da Secretaria de Educação do Pará, Eliomar Vieira, 32 anos, foi brutalmente agredido, de forma covarde, por uma dupla de delinquentes na manhã desta quarta-feira (9), em via pública em frente ao núcleo da Universidade Estadual do Pará (UEPA), no bairro Santa Mônica, próximo 500 metros do 13º Batalhão da Polícia Militar, sediado em Tucuruí, sudeste do Pará.

Os familiares informaram que Eliomar Vieira, conhecido como “Mazin”, teria dormido na casa de um amigo no bairro da Santa Mônica, onde teria assistido ao jogo do Brasil, e por volta das 5 h da manhã, ao retornar para sua residência localizada no bairro Jardim Marilucy, para seguir ao trabalho na Escola Ana Pontes Frances, foi surpreendido por dois elementos, que o golpearam na cabeça, “Mazin” perdeu os sentidos imediatamente, os elementos passaram a desferir diversos socos e pontapés contra o rosto da vítima, que ficou totalmente desfigurando, inclusive fraturando o seu maxilar, apenas o aparelho celular da vítima sumiu, com ele ainda estava sua porta cédulas, e seus objetos pessoais, relógio, anel e cordão.

Populares que passaram pelo local após alguns minutos observaram o homem desacordado e sangrando no meio da rua, acionaram o Samu, que realizou a sua remoção a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas imediatamente encaminharam a vítima ao Hospital Regional de Tucuruí, em função aos graves ferimentos e os hematomas na cabeça.

O funcionário público da Seduc, Eliomar Vieira, encontra-se internado em um dos leitos do HRT, necessitando com urgência de sua transferência para a capital, em função a falta de médico especialista que possa realizar a cirurgia de buco-maxilar facial.
Até o momento a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Tucuruí, responsável pela transferência dos pacientes da cidade, não disponibilizou transporte para levar o paciente à Belém, sendo que Eliomar Vieira necessita emergencialmente chegar a capital para realizar a cirurgia em função as fortes dores e a situação que está sua face.

É fato, que como funcionário do estado através do PAS, Eliomar Vieira poderia ter um atendimento mais digno e célere, mas em função ao colapso do governo do estado e do– Instituto de Assistência dos Servidores do Estado (IASEP), o funcionário da Seduc, está na fila de espera do município, a mercê da boa vontade do gestor municipal de Tucuruí, para liberar sua transferência.


Nenhum comentário:

Postar um comentário