Pesquise as matérias do JT:

domingo, 17 de setembro de 2017

Feliz Aniversário Comandante Wilson Wischansky



  Feliz Aniversário Comandante Wilson  Wischansky

Conta conosco sempre. Desde a sílaba inicial até à última gota de sangue. Venho do silêncio incerto do poema e somos umas vezes constelação e outras vezes árvore, tantas vezes equilíbrio, outras tantas tempestades. 

A nossa memória é um mistério, recordamo-nos de uma música maravilhosa que nunca ouvimos, na qual conseguimos distinguir com clareza as flautas, os violinos, o oboé. 

O sonho é, e será sempre e apenas, dos vivos, dos que mastigam o pão amadurecido da dúvida e a carne deslumbrada das pupilas. Estamos entre vazios e plenitudes, enchemos as mãos com uma fragilidade que é um pássaro sábio e distraído que se aninha no coração e se alimenta de amor, esse amor acima do desejo, bem acima do sofrimento. 

Conta conosco sempre. Pisamos as mesmas pedras que tu pisas, erguemo-nos da face da mesma moeda em que te reconheço, contigo queremos festejar dias antigos e os dias que hão-de vir, contigo repartiremos também a nossa fome mas, e sobretudo, repartiremos até o que é indivisível. Tu sabes onde estamos. 

Sabes como nos chamamos. Estaremos presente quando já mais ninguém estiver contigo, quando chegar a hora decisiva e não encontrares mais esperança, quando a tua antiga coragem vacilar. Caminharemos a teu lado. Haverá, decerto, algumas flores derrubadas, mas haverá igualmente um sol limpo que interrogará as tuas mãos e que te ajudará a encontrar, entre as respostas possíveis, as mais humildes, queremos lhe dizer, as mais sábias e as mais livres. Conta conosco. Sempre.
Parabéns, grande ser humano de luzes e glorias, Deus é tua fortaleza, hoje e sempre!!!!!


sábado, 16 de setembro de 2017

Vereadora Ilma do Nenéo assumiu interinamente a Prefeitura de Tucuruí









 
A vereadora Ilma do Nenéo (PPS), primeira secretária da Câmara de Vereadores, assumiu nesta sexta-feira, 15 de setembro a prefeitura de Tucuruí interinamente.


Como prefeita em exercício, Ilma do Nenéo fez questão de conversar com os servidores da prefeitura e se colocou a disposição para cumprir da melhor maneira possível, com responsabilidade e transparência, a agenda do Gestor municipal.


Durante o dia os trabalhos incluem atendimento ao público, secretários e visita as obras em andamento na cidade, além de outras demandas que surgirem enquanto estiver como prefeita em exercício.


“É uma satisfação e um orgulho indescritível, ser prefeita de Tucuruí, ainda que por um breve período. Com certeza é mais uma experiência que ficará marcada na minha vida pública e vou honrar com responsabilidade e seriedade este cargo”, enfatizou a prefeita em exercício, Ilma do Nenéo.

Artur Brito reuniu com representantes do Palmares


Artur Brito, Fábio Ulisses, Cristiano Arrais receberam as lideranças do Palmares em reunião no Gabinete do Prefeito


Na última quarta-feira (13), o prefeito Artur Brito recebeu uma comissão de moradores do bairro do Palmares, a reunião foi intermedida pelo vereador Fábio Ulisses líder do governo na Câmara.


Na oportunidade o presidente da associação de moradores Sr. Santos levou ao gestor as necessidades emergências que atravessam a população do bairro, principalmente com referência ao início do tão sonhado asfaltamento das ruas do bairro.


O prefeito Artur Brito e o vereador Fábio Ulisses, anunciaram aos representantes dos moradores do Palmares, que todas as medidas necessárias para que o programa de asfaltamento no bairro seja iniciado no menor prazo de tempo. “Estamos tomando pé de todos os convênios celebrados entre a municipalidade e o Governo do Estado, e no menor tempo possível, estaremos dando o ponta pé inicial do asfaltamento, para evitar que nossos irmãos sofram os transtornos de mais um período chuvoso, sem que suas ruas sejam asfaltadas”, concluiu o prefeito Artur Brito.


O vereador Fábio Ulisses garantiu que mediadas que buscam dar melhores condições a população sempre terão o apoio dos vereadores. “Acompanhamos as reivindicações dos moradores do Palmares, e hoje, fico muito feliz de poder reunir com as lideranças da área e o prefeito, para traçarmos um plano de ação, que venha atender ao desenvolvimento da coletividade”, afirmou Fábio Ulisses.


sexta-feira, 15 de setembro de 2017

MPF processa a Caixa por descumprimento do programa Minha Casa, Minha Vida em Tucuruí


 ​Cratera provocada por problemas de drenagem (foto extraída da ação judicial do MPF)


 Residencial que abrigaria mil famílias sem teto nunca foi concluído, apesar de investimentos de R$ 51 milhões


O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ação civil pública contra a Caixa Econômica Federal (CEF) pedindo o pagamento de indenizações, recuperação de danos ambientais e a conclusão do residencial Cristo Vive, em Tucuruí, projeto do programa Minha Casa, Minha Vida que deveria ter sido concluída em 2012 e até agora está inacabado. Para o MPF, a Caixa é responsável pela situação e falhou no seu dever constitucional ao descumprir a obrigação de fiscalizar e assegurar a conclusão das obras.

“O direito à moradia não está sendo violado pela falta de recursos, mas sim pelas inaceitáveis falhas na atuação da CEF no cumprimento de suas atribuições, em especial a fiscalização da execução da obra e garantia do cumprimento dos prazos estabelecidos para a sua conclusão”, dizem os procuradores Thais Ruiz e Hugo Charchar, signatários da ação judicial. Com os sucessivos atrasos na conclusão das obras, cerca de cinco mil pessoas sem-teto de Tucuruí acabaram ocupando as casas inacabadas em 2015.


A Caixa pediu reintegração de posse, mas a Justiça e o MPF buscaram uma solução negociada e convocaram a população para uma audiência pública no último mês de março. Agora, o pedido dos procuradores é para que a CEF seja obrigada a concluir o mais rápido possível, pague os aluguéis sociais de todas as pessoas que deveriam estar morando no residencial, recomponha danos ambientais causados pela má execução das obras e ainda pague indenizações à coletividade.

“A quantidade e magnitude das falhas da CEF no cumprimento de seus deveres como agente executora do Programa, comprovam tanto o cometimento de ato ilícito que resulta em danos morais coletivos, quanto na imposição de obrigação de fazer consubstanciada na contratação de nova empresa, da fixação do menor prazo possível para a conclusão da obra e da rígida fiscalização do cumprimento do prazo contratado, sob pena de fixação de multas periódicas”, diz a ação judicial.
 
O projeto do residencial Cristo Vive foi executado inicialmente pela construtora Efece, que abandonou as obras dois anos e meio depois de iniciadas, em março de 2014. Em janeiro de 2015 a Caixa contratou uma segunda empreiteira para concluir as obras, a TechCasas, que paralisou a construção em meados de junho do mesmo ano, por causa de greve dos trabalhadores contratados, com 70% do trabalho concluído. O local ficou abandonado e foi em seguida ocupado. “Quando nós ocupamos, as casas já estava invadidas pelo mato. A gente ocupou sim, mas foi por necessidade. Se a gente tiver que pagar aluguel, passa fome”, disse a moradora Lílian Bulgarin, durante a audiência pública.


Ao analisar o caso, os procuradores da República concluíram que a Caixa agiu com negligência e não fiscalizou devidamente o andamento das obras, permitindo que a situação se arrastasse até um ponto em que as casas já construídas se deteriorassem e centenas de famílias ocupassem a ruína em construção. As duas construtoras contratadas não cumpriram o ritmo previsto em contrato para as obras e apresentaram justificativas insuficientes para os atrasos, mas a Caixa demorou muito para tomar providências.

 A falta de fiscalização ficou evidente também nos danos ambientais e nas falhas de construção durante as obras, detectadas em perícia judicial. Falhas no sistema de drenagem pluvial provocaram o assoreamento do igarapé Santos, por isso o MPF quer que a Caixa seja obrigada a recuperar os danos. Também há falhas nos sistemas de abastecimento de água, esgotamento sanitário e nas próprias unidades habitacionais."

Processo nº 0002948-67.2017.4.01.3907 - 1ª Vara Federal em Tucuruí (PA)

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Prefeito Artur e os vereadores Joaquim Pepino e Branco Terra Seca realizaram visita ao IML



 Prefeito Artur e vereadores Joaquim Pepino e Branco Terra Seca realizaram visita a diretora do IML Roseane Silva Lima




Na tarde desta quarta-feira (13), o prefeito Artur Brito acompanhado dos vereadores Joaquim Pepino e Branco Terra Seca, visitaram a diretora do Instituto Médico Legal e do Instituto de Criminalística, núcleo avançado de Tucuruí, Roseane Silva Lima, na pauta, uma solução emergencial para a realização dos atendimentos de médicos peritos nesta unidade, que esta sendo penalizada pela falta de profissionais por parte do Governo do Pará.


A frágil situação que atravessa o IML em Tucuruí foi matéria discutida na sessão da Câmara de Vereadores de Tucuruí, na manhã da última segunda-feira (12), o vereador Nilvan Oliveira levantou a polêmica que os serviços essências, como pericias em veículos, armas e produtos resultantes de apreensões, descansam em berço esplendido, pela falta de profissionais para a realização dos serviços, obrigação do Governo do Estado.


O Instituto Médico Legal e Instituto de Criminalística, núcleo avançado de Tucuruí, e um órgão administrado pela Unidade Regional de Marabá, e atende os municípios de Breu Branco, Goianésia do Pará, Novo Repartimento, Pacajá e Tailândia. 


Desta forma, ficou acordado entre o prefeito, vereadores e a diretora do instituto, que será agendada uma reunião com os prefeitos da para que seja estudada uma estratégia de cooperação para a garantia de pessoal qualificado e de peritos, para a realização do atendimento aos usuários da região que procuram o instituto para a resolução de suas demandas.