Pesquise as matérias do JT:

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Sema e Eletronorte não comparecem a reunião com expropriados

Fotos: Wellington Hugles
Manifestantes protestando na rodovia BR-422 pelo cumprimento das condicionantes
 Pauta de reivindicações do Movimento dos Expropriados 
Samuel Pereira coordenador da Associação das Populações Organizadas Vítimas das Obras no Rio Tocantins e Adjacências - Apovo


Sema e Eletronorte não comparecem a reunião com expropriados

O Movimento dos Expropriados da Usina Hidrelétrica de Tucuruí a Jusante e Montante, através da Associação das Populações Organizadas Vítimas das Obras no Rio Tocantins e Adjacências – Apovo, realizou nesta quarta-feira (29), uma reunião ampliada com os expropriados, através da intermediação do parlamentar federal Wandekolk Gonçalves, que assumiu o compromisso com os expropriados no episódio do fechamento da rodovia BR-422 ocorrido na segunda-feira (27), de convidar para uma reunião com o movimento os representantes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente – SEMA. Eletrobrás Eletronorte e SEPAq - Secretaria de Estado de Pesca e Aquicultura – SEPAq.
Compareceu ao evento o deputado federal Wandekolh Gonçalves acompanhado do secretário de Pesca e Aquicultura Henrique Sawaki, na oportunidade o auditório do Cine Rox localizado na Vila Permanente em Tucuruí, estava abarrotado de ribeirinhos e pescadores das ilhas e do entorno da Usina de Tucuruí, aguardando a presença dos representantes dos órgãos governamentais como a Sema e Eletronorte, que não compareceram a reunião, e se quer encaminharam nota esclarecendo os motivos da ausência.
Os expropriados revoltados com o pouco caso que os órgãos de fiscalização e de manutenção das condicionantes que são direitos adquiridos da comunidade que foi atingida pelas construções da barragem e eclusas, teceram diversas denúncias, que vão da falta de assistência à população ao desvio de recursos que deveriam ser investidos na região.
O deputado Wandekolk, sugeriu que passado o período eleitoral, agendará uma audiência pública em Brasília, onde serão convocados os órgãos envolvidos no imbróglio, para tomarem as medidas necessárias a solução do problema, sendo aceita a proposta pela maioria presente na reunião e que os manifestantes, em face de traição e o desrespeito dos órgãos que não compareceram a reunião, mesmo tendo sido liberada a rodovia com a desculpa da vinda a Tucuruí, os manifestantes decidiram acamparem novamente no prédio da Sema na Vila Permanente, e que a qualquer momento o movimento poderá decidir por novo fechamento da rodovia.
Através de contatos junto a Sema e Eletronorte, fomos informados que nenhuma posição oficial foi tomada pelos órgãos, e que após orientação dos dirigentes será encaminhada nota de esclarecimento a imprensa.   (Wellington Hugles)

Celpa corre risco de intervenção federal


segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Estádio vetado para jogos da Liga Esportiva de Tucuruí, mas para os jogos de “peladeiros” tudo liberado

Exatamente as 17 h, começou a "pelada" no estádio municipal "Navegantão", no horário que estivemos lá as 17:50 h, os desportistas estavam se divertindo animadamente em detrimento aos jogos oficiais da Liga Esportiva, abaixo vejam as fotos para fatos não há duvidas








Estádio vetado para jogos da Liga Esportiva de Tucuruí, mas para os jogos de “peladeiros” tudo liberado
Através de ordem do prefeito Sancler Ferreira, dando prova concreta de sua ditadura, e acima de tudo, da perseguição aos que não comungam com suas ideias e opiniões, Em Tucuruí o estádio municipal Antônio Dias “Navegantão”, foi fechado com a proibição da realização de jogos oficiais da Liga Esportiva Municipal de Tucuruí, suspendendo a realização dos campeonatos em andamento de Master, categoria 35 e 45 e o campeonato da 1ª Divisão de 2012, desde a sexta-feira (24), sendo comunicados aos dirigentes da Liga, através do vigilante e do responsável pelo estádio no momento em que os desportistas chegaram ao estádio “Navegantão” no domingo (26) as 8 h.
Mas, o desmando, e a falta de pudor, que é uma marca registrada da atual administração, não ficam por ai, a proibição da utilização de um patrimônio público que durante 26 anos sempre ficou sob a tutela da Liga Esportiva de Tucuruí para a realização de suas competições, durante a gestão do prefeito Sancler Ferreira o estádio municipal foi retirado da administração da Liga Esportiva e repassado para a Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude coordenar a sua utilização.
O interessante, é que nesta segunda-feira (27), ao visitarmos o estádio “Navegantão”, que estava de portões abertos no final da tarde, nos deparamos no estádio com a realização de jogos de “pelada”, entre os amigos do prefeito que cotidianamente brincam sua bolinha nas segundas, quartas e sextas, das 16 h as 19 h, para suas distrações, e como eles falam “tirar o álcool do corpo do final de semana” no estádio público municipal de Tucuruí, e importante frisar que a Liga Esportiva não é contrária à utilização do campo por nenhum desportista, mas, se o direito é para um, tem que ser estendido para todos.
O engraçado, é que os jogos que reúnem os atletas amadores de todos os bairros da cidade e os atletas máster de 35 e 45 anos, não podem jogar no estádio pelos jogos oficiais da Liga Esportiva de Tucuruí em função da proibição de Sancler Ferreira, mas por outro lado, os “peladeiros” tem “carta branca” para utilizar o estádio, como se fosse um campo particular dos amigos, correligionários e asseclas do prefeito Sancler Ferreira. (Wellington Hugles)

domingo, 26 de agosto de 2012

Prefeito Sancler Ferreira proíbe Jogos do Campeonato Municipal da LEMT no Estádio de Tucuruí

Fotos e Filmagens: Wellington Hugles

Os atletas as 8 h da manhã deste Domingo (26), ficaram do lado de fora do estádio por ordem do prefeito Sancler Ferreira
O cadeado da repressão marca a proibição do ditador Sancler Ferreira contra a direção da Liga de Tucuruí e os atletas amador e master de Tucuruí
O vice-presidente Gordo do Realito, indignado com mais um desmando do prefeito Sancler que autorizou por escrito a liberação do estádio e depois ligou proibindo os jogos da LEMT

O presidente da Liga de Tucuruí Wellington Hugles, equacionou a retaliação do prefeito ditador, com a suspensão temporária do Campeonato até posterior decisão

Apos a saida dos jogadores que se apresentariam em jogos as 8 h e as 10 h pelo Campeonato Municipal da 1ª Divisão, os portões foram abertos e o estadio abaixo ficou liberado para o jogo de pelada dos amigos do prefeito Sancler Ferreira

Vejam Abaixo: Mesmo após sua autorização através de despacho no pedido da Liga Esportiva de Tucuruí, o ditador Sancler Ferreira "desassinou" e "desautorizou", sua decisão fato corriqueiro ao longo de seu governo de desmandos e corrupção


O prefeito Sancler Ferreira proibiu os Jogos do Campeonato Municipal da LEMT no Estádio de Tucuruí mesmo já tendo autorizado como provamos acima
A manhã deste domingo (26), foi marcada com mais um desmando da atual administração municipal que tem a frente Sancler Ferreira, que sempre afirma “ser ele um defensor dos desportistas e trabalha pelo desenvolvimento do esporte amador”, mas na realidade, e mais uma mentira deste alcaide, pôs, nunca deu nenhum apoio a classe desportista desde seu primeiro dia de governo em 2009 até os dias atuais, foram quase 4 anos de perseguição e ditadura, contra o esporte amador de nossa cidade.
As coisas começaram a piorar quando do episódio da eleição para a presidência da Liga Esportiva de Tucuruí, quando Sancler e seus “asseclas” queriam “empurrar de goela a baixo” seu candidato a presidência da LEMT, um elemento que quando esteve como diretor da Liga Esportiva de Tucuruí surrupiou os poucos recursos que foi repassado pela Prefeitura na época. E preocupados com isso, a classe esportiva através de seus dirigentes resolveram eleger o atual presidente Wellington Hugles, jornalista profissional que diariamente tem publicado diversas matérias, denunciado as atividades “fraudulentas e a malversação do dinheiro público de Tucuruí”, pelo gestor Sancler Ferreira e sua gangue.
Estes motivos podem ter revoltado o atual prefeito, que não aceita ser “contrariado” ou perder qualquer “parada”, e com sua visão “minúscula” de governar, não visou a coletividade dos mais de 6 mil desportistas que estão participando dos Campeonatos de Master 35 e 45 e do Campeonato Municipal da 1ª Divisão, proibindo que os desportistas e a população de modo geral acessassem as dependências do estádio municipal para que os atletas pudessem realizar suas partidas e a torcida assistissem seus familiares na disputa de resultado para seu clube.
Um cadeado selou o acesso do povo em um patrimônio público de Tucuruí.


Infelizmente, é vergonhoso termos um estádio construído com o dinheiro do povo, e hoje, o povo não pode mais entrar, e incrível lembrar que foi este cidadão Sancler Ferreira na inauguração do Estádio Municipal Antônio Dias “Navegantão”, que fez o primeiro gol da história do estádio, e hoje, marca gol contra, proibindo a utilização de um espaço público coletivo, pela população que lhe elegeu.
É fato, que há meses, estávamos sofrendo ameaças de ter a liberação do estádio suspensa, em função de que os dirigentes da Liga Esportiva não estavam acompanhando e apoiando o prefeito em sua reeleição, mas em um país democrático, onde temos o direito constitucional de darmos nosso apoio e voto a quem entendermos, e, aqui em Tucuruí o atual “ditador” obriga a todos a votar nele por bem ou por mal.
Na atual gestão da Liga Esportiva nunca o prefeito recebeu esta diretoria e nunca deu nenhuma liberação de apoio aos times para suas manutenções e despesas com seus jogadores, o que fez foi em 2011 financiar seus “asseclas” para acionarem na justiça a atual diretoria da Liga, com mandatos de reintegração de posse e de afastamento da atual diretoria, sendo derrotado em todos os processos, indeferidos pela Justiça. Não satisfeito organizou uma comitiva de seus “aliados” políticos, e foram a Belém na Federação Paraense de Futebol exigir que o presidente Antônio Carlos de Lima, destituísse a direção da Liga de Tucuruí e nomeasse um interventor, “dando novamente com os burros na água”, recebendo um redondo não, do presidente da FPF e informado ainda que Tucuruí tem um presidente, o jornalista Wellington Hugles, que responderá pela Liga de Tucuruí até Fevereiro de 2014, e ainda com um agravante com a realização da Copa do Mundo no Brasil, todas as direções de entidades esportivas terão seus mandatos ampliados até o final da Copa.
Passado mais de um ano sem as retaliações do prefeito Sancler Ferreira, o “ditador” voltou a atuar com sua peculiaridade de perseguir, e tentando influenciar os dirigentes de clubes, realizou no último dia 14, uma reunião na residência da presidente da associação de moradores da Nova Matinha, para lançar uma oferta aos clubes presentes de apoio, mais juntamente com o vereador Chico Enfermeiro foram diretos em tecer comentários caluniosos e de represália ao presidente da LEMT, e afirmaram que “se quiser continuar sofrendo e com vocês, mas se quiser sorri e só afastar este rapaz da Liga”. Uma falta de caráter destes dois políticos demagogos, que não deveriam estar representando uma população tão sofrida e batalhadora como a de Tucuruí.
Como a chantagem do prefeito e do vereador não ecoou nos clubes filiados a Liga, sua ação de tentar um descontrole através de “fofocas” não foi possível, mas passou para o plano “B”, proibir os jogos oficias da Liga Esportiva Municipal de Tucuruí no estádio municipal, sem observar a proporção deste erro e que nossa entidade e formada de milhares de eleitores e seus familiares. Tal atitude tem como meta acabar com o esporte amador, Sancler esta acabando com a história recente do esporte de Tucuruí, e, temos certeza que os nossos ex-atletas que lutaram para construir esta história, também não aceitarão esta “traição” ao esporte da cidade, muito menos com a atitude antidemocrática de fechar o estádio do munícipio para o povo.
E importante lembrar que neste sábado houve uma partida de futebol amistosa entre o Clube Paraiso e o time profissional Gavião Kyikatejê, sendo um evento particular e com ingressos pagos. Para este jogo o prefeito liberou o estádio, mas para o Campeonato da Cidade que este ano completa 31 anos de história, e que movimenta nossos jovens e também o máster dando oportunidades aos atletas mais vividos em participar de competições da Liga, estes foram proibidos, este é o momento da população desportiva e os moradores de toda a cidade observar a forma de administrar do atual prefeito, que se considera um “reizinho intocável”, estando ele, acima de tudo e de todos. e quem for contra seus “devaneios” será perseguido para sempre.   (Wellington Hugles)

Vejam as declarações dos funcionários que trabalham no Estádio Municipal informando a proibição dos jogos da Liga Esportiva Municipal de Tucuruí no Estádio Municipal de Tucuruí em represália a posição política adotada pelos membros da diretoria da LEMT:


video
                                       
video

video


Rosa Martins comemora mais um ano de vida junto a seus familiares

Neste Domingo (26), quem está de idade nova é a funcionária de carreira do Banco da Amazônia, agência de Tucuruí, Rosa Martins, uma mulher de caráter impecável, e de um carisma impar, e comemorou seu aniversário rodeada de um grande circulo de amigos em Tucuruí e Região. Parabéns pelo natalício.

Comício da Libertação foi sucesso na Matinha, e dá-lhe 15

Fotos: Wellington Hugles
Imagens do comício da Libertação 








Comício da Libertação foi sucesso na Matinha, e dá-lhe 15
Os moradores do bairro da Matinha fizeram uma festa popular democrática com a apresentação da Caravana do 15, em seu primeiro comício, dando a largada para inúmeros outros que ocorrerão em toda a cidade, rumo a vitória de Cláudio Furman e Allan Oliver.
A onda 15 já pegou e as visitas realizadas pela comitiva do PMDB nas casas dos moradores da Matinha surtiu um efeito sensacional, mais de 2 mil pessoas concentraram-se na Rua Santo Antônio próximo a Igreja do Evangelho Quadrangular, para ouvirem atentamente as propostas e conhecer as metas dos candidatos a vereadores da coligação “Pra Tucuruí crescer de novo”, e aguardaram ansiosos até próximo ao final da noite para ouvirem o pronunciamento da estrela maior do PMDB de Tucuruí Cláudio Furman, que em seu discurso afirmou que “o desenvolvimento está de volta” e juntamente com as declarações do técnico da Companhia Vale do Rio Doce, presente no palanque, afirmando que realizou o levantamento da potencialidade de minério em Tucuruí, afirmando que a cidade será um próximo polo de minério da região, com isso, Furman comprometeu-se com a população de dar todo o suporte para a instalação da empresa Vale do Rio Doce em nossa cidade.
Segundo o técnico, a equipe procurou por diversas vezes o atual prefeito para tratar da exploração da jazida de minério da cidade, sendo literalmente “despachados”, através de cansativos “chá de bancos”, nunca sendo atendidos pelo prefeito, “a priori, com a autorização para os estudos e a instalação do projeto de minério, no mínimo 15 empresas deverão se instalar na cidade, com isso, garantindo a geração de emprego e a movimentação de recursos na cidade”.
“O atual prefeito fez uma grande obra, incentivou o empobrecimento de nossa população, e obrigou nossos filhos de Tucuruí a irem à busca de frentes de trabalho fora de nossa região e estado. Atualmente temos cerca de 6 mil “viúvas de maridos vivos”, que tiveram que procurar oportunidades no Jirau, Belo Monte, Parauapebas e outras regiões para garantir o sustento de seus familiares.  Mas estou de volta, e Tucuruí vai voltar a crescer, e nossos irmãos retornaram para cá, para o ceio de seus familiares, pois proporcionaremos mais emprego, trabalharemos para retornar com uma segurança como era no meus governos, assim como na saúde e educação, dando qualidade e dignidade a nossa população, estes são alguns de meus compromisso, e o mais importante que juntos transformaremos Tucuruí no munícipio mais bem estruturado da região Sudeste”, afirmou Furman.
A noite foi de muitas alegrias para o povo tão sofrido daquele bairro, Furman reafirmou que todos os projetos que sejam para beneficiar a população que se encontra em andamento, serão mantidos, o projeto de doação diária do leite criado por ele em 1983, vai voltar a funcionar e o Cartão Suplementação criado por Furman em 2006, vai continuar, e será ampliado o número de beneficiários e o valor será acrescido e repassado sem “apadrinhamento” ou “amizades”, será feito para o povo.
A energia elétrica dos menos assistidos terá uma solução, “quem consome 100 kwatts mês, terá uma complementação de mais 30 kwatts e a prefeitura através dos programas do governo federal fará a complementação, e os beneficiários não pagarão mais energia até este limite”.
Furman foi incisivo em afirmar que todos que estão no atual governo municipal, anunciavam pelas ruas da cidade que “não se bate em cachorro morto”, que nos não passaríamos de 5% nas pesquisas, enganaram-se eles, agora, eu falo que este aqui não é Cachorro e não esta morto, tó muito e vivo. E antes, eu era o 14 representado pelo Gato, agora todos nós somos 15, e agora, eu sou o Jacaré, não para perseguir, amedrontar e nem desempregar ou maltratar ninguém, mas sim para morder todos aqueles que estão se locupletando e “mordendo” os recursos destinados a minha população na área da Saúde, Educação e Infraestrutura de nossa tão sofrida Tucuruí.
A partir de 1º de Janeiro quero apenas 6 meses para instalar o melhor e maior processo de distribuição de água para a cidade, e até o final de 2013, estarei distribuindo água potável em todas as casas, 24 h por dia e de graça. Também retornarei o Projeto de Piscicultura e ainda em 2013 já estará gerando emprego para nosso povo. Retornaremos nos primeiros dias de governo a construção de novas unidades habitacionais na Nova Matinha dando prosseguimento ao projeto de moradia digna e gratuita que ficou parado neste atual governo, e, é determinação minha, todo o material para as nossas obras serão adquiridos aqui na cidade retornando o aquecimento da economia de nossa cidade.
A população não arredou o pé, e, antes da meia-noite, Furman se despediu de todos com o compromisso de trabalhar incansavelmente para colocar novamente nos eixos a prefeitura de Tucuruí, trazendo de volta o sorriso de satisfação no rosto de cada um de nossos munícipes.
“A hora e agora da libertação desta ditadura e deste modelo antidemocrático de governo, e juntos no dia 7 de outubro daremos a resposta ao “reizinho sem coroa” e seus “asseclas”, que o povo é 15, e o 15 vai vencer”, finalizou aplaudido por todos os presentes o futuro prefeito de Tucuruí Cláudio Furman e seu vice Allan Oliver. (Wellington Hugles) 

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Presos envolvidos em atos de vandalismo na região sudeste do Pará




Resultado dos atos de vandalismo
Prédios destruídos

Sete presos e dois adolescentes apreendidos por envolvimento nos atos de vandalismo na área da empresa Vale, em Curionópolis, sudeste do Pará. Este foi o saldo da ação policial realizada na manhã deste domingo, 19, na região. Por determinação do titular da Diretoria de Polícia do Interior da Polícia Civil, delegado Silvio Maués, equipe de policiais civis da 20ª Seccional de Polícia Civil de Parauapebas, sob comando do delegado Antônio Miranda, e da Superintendência Regional do Sudeste Paraense, à frente o delegado Alberto Henrique Teixeira, foram até a região. Com apoio de uma aeronave, os policiais fizeram um sobrevoou na área para constatação dos danos. Em conjunto com a Polícia Militar, os policiais civis efetuaram as prisões de João Carlos Lima da Silva (30 anos); Marcos Maciel Lima da Silva (18 anos); Renato Alves da Silva (18 anos); Davi Monteiro Amorim (24 anos); Wanderson Morais Barbosa (22 anos); Hélio Santos Leão (18 anos) e do advogado Rodrigo Maia Ribeira, apontado como um dos líderes do grupo.
Prédios destruídos - Resultado dos atos de vandalismo
Eles foram autuados em flagrante delito. Dois adolescentes de 16 e 17 anos foram apreendidos. Todos vão responder com base nos artigos 163, caput, e parágrafo único, I e III; artigo 157, parágrafo 2º, II, e artigo 286, do Código Penal, por destruir e roubar computadores dos escritórios. Os procedimentos foram lavrados na Delegacia de Curionópolis. Dos presos, apenas o advogado foi transferido para Parauapebas. Os demais deverão ser levados para Marabá ou também para Parauapebas. Durante as prisões, os policiais conseguiram recuperar aparelhos de informática subtraídos durante o crime. De acordo com o delegado Antônio Miranda, no último dia 17, a estrada de acesso à mina de ouro da Vale, localizada na Vila de Serra Pelada, em Curionópolis, foi interditada por moradores do vilarejo. Eram cerca de 60 pessoas.
No local, já no dia seguinte, policiais civis apuraram que a via de acesso à mina havia sido bloqueada por moradores locais, os quais reivindicavam a presença de representantes do Governo do Estado no intuito de solicitar a pavimentação da estrada de acesso à Vila de Serra Pelada e ao vilarejo, além da construção de um posto de saúde, iluminação pública. A interdição da via bloqueou o acesso de veículos que prestam serviços às empresas Colossus e Vale, restringindo o acesso de três mil funcionários das empresas. Automóveis de terceiros tinham livre acesso à Serra Pelada. Ainda, ontem, por volta das 17 horas, policiais militares foram até o local, onde, com uso de munição não letal, desobstruíram a vicinal. Após a desobstrução da estrada, cerca de trezentas pessoas, na Vila de Serra Pelada, iniciaram um “quebra-quebra” e passaram a incendiar e danificar veículos das empresas Makro, Norauto, Vale, Pavibra, contêineres da empresa Vale, onde funcionavam os escritórios. Desses locais, foram saqueados diversos computadores e impressoras. Os manifestantes também destruíram a sede do Sindicato dos Garimpeiros, de onde documentos foram extraviados, um orelhão de uma operadora de telefonia foi destruído, assim como os vidros de duas viaturas da Polícia Militar. As investigações prosseguem para identificar outros envolvidos nos crimes. Guarnições do Batalhão de Choque da PM permanece na região para manter a segurança na área.

Presa quadrilha que tentou fraudar concurso da PM em Marabá



Uma tentativa de fraude ao concurso 2012 da Polícia Militar do Estado foi frustrada neste domingo (19). Quatro pessoas foram presas no município de Marabá, sudeste paraense, no momento em que tentavam repassar o gabarito da prova por meio de mensagem de celular para outros candidatos.
As provas do concurso foram realizadas hoje, simultaneamente, em Belém, Santarém, Marabá e Altamira. De acordo com a Universidade do Estado do Pará, organizadora do concurso, os demais candidatos devem ficar tranquilos com a idoneidade do certame, que continua valendo, já que os acusados foram detidos antes que o gabarito vazasse.
Há dez dias, a Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (SIAC) vinha desenvolvendo a Operação Vibracall, monitorando Tonny Duarte, identificado como “o cabeça” da quadrilha, especializada em fraudar concursos públicos. Ele e foi preso junto com três outros integrantes do grupo criminoso, identificados como Ruan Kelson Pereira dos Santos, Antonio da Silva Santos e Agno Lima Bezerra.
A operação foi deflagrada em razão de denúncias encaminhadas à UEPA e ao Comando da Polícia Militar do Estado. Após ter identificado a quadrilha, o setor de inteligência da polícia paraense esperou que os acusados prosseguissem com a fraude para obter o flagrante. Uma equipe da SIAC foi deslocada para a cidade de Imperatriz, no Maranhão, onde Tonny Duarte, que é cabo da PM do Tocantins, reside. Ele estava inscrito no concurso como concorrente a uma vaga de soldado no polo Marabá (PA) e cobrava R$ 10 mil, por pessoa, para repassar as respostas das provas.
O coronel Daniel Mendes, comandante da Polícia Militar do Pará, frisou que não há nenhuma possibilidade do concurso ser anulado. “A fraude não chegou a se concretizar. Tínhamos dois objetivos na Operação Vibracall: evitar o vazamento da prova e prender a quadrilha que estava sendo investigada. E nós atingimos as duas metas. Agora começa o trabalho de investigação da Polícia Civil, que deverá identificar quem foram os cidadãos que pagaram por este serviço”, conclui.
Na última sexta-feira (17), equipes da SIAC e da Divisão de Investigação e Operações Especiais (DIOE) foram a Marabá, para acompanhar a movimentação de Tonny Duarte. Desde o inicio da manhã de hoje, as equipes monitoraram os passos do acusado da chegada à Escola Municipal de Ensino Fundamental Martinho Mota da Silveira, onde ele entrou acompanhado por dois comparsas. O terceiro, Agno Bezerra, conduzia o veículo que transportava a quadrilha.
Ao deixar o local de prova, Tonny foi seguido pelos agentes até uma rua pouco movimentada do bairro da Nova Marabá. Os policiais abordaram o veículo em que o acusado estava e no interior encontraram provas da tentativa de fraude, como celulares, gabarito, ficha de inscrição e um revolver. Tonny e o motorista foram presos em flagrante.
Após a autuação, as equipes retornaram à Escola Martinho Mota da Silveira e passaram a monitorar os outros dois suspeitos, que ao final da prova foram abordados e presos por terem recebido o gabarito em seus celulares. A dupla também foi eliminada do processo seletivo em razão da participação na tentativa de fraude.
Os presos foram conduzidos até a Superintendência da Polícia Civil de Marabá, onde foram autuados em flagrante por fraude em concurso (art. 311) e formação de quadrilha (art.288). O grupo permanecerá à disposição da Justiça em Marabá. As equipes de análise e de operações de Inteligência da SIAC foram comandadas pelo delegado Sérvulo Cabral, diretor de Inteligência Estratégica da SIAC, e as Equipes da DIOE, responsáveis pela prisão dos acusados, foram chefiadas pelo delegado Rogério Moraes da Luz. As informações são da Agência Pará.

Acidente trágico ceifa vida de Aladino Costa Neto Diretor da Liga Esportiva de Tucuruí

 Aladino Costa Neto 
* 18/09/1967 + 19/08/2012

Aladino Costa Neto vice-diretor do Departamento de Arbitragem da Liga Esportiva de Tucuruí e Árbitro Oficial do Quadro da FPF/LEMT
No início da noite deste domingo (19), faleceu em virtude de um grave acidente de moto o Vice-diretor do Departamento de Arbitragem da Liga Esportiva Municipal de Tucuruí Aladino Costa Neto.
O funcionário Aladino Costa Neto, que prestava serviços a estatal Eletrobrás Eletronorte, no setor de tratamento de água, sofreu no início da noite deste domingo (19), um grave acidente, quando em seu retorno do município de Breu Branco à Tucuruí. O árbitro de futebol Aladino Neto, perdeu o controle da moto Bis, ao passar por um quebra mola em cima da barragem da Hidrelétrica de Tucuruí, próximo à guarita de entrada à Usina, com a queda, Aladino foi projetado para frente, e chocou-se frontalmente com o chão, sendo socorrido e levado as pressas ao Hospital Regional onde recebeu o atendimento emergencial e encaminhado a UTI, mas, face aos graves ferimentos na cabeça e rosto, as 21:15 h foi constatado seu óbito.
Após a informação de seu falecimento centenas de amigos foram até o hospital para procurar informações, e ao ficarem sabendo do acontecido, chocaram-se com a notícia de seu falecimento.
Aladino Neto era uma pessoa de excelente caráter e de convicções firmes, um marco em toda a sua trajetória de vida, sempre foi um excelente profissional em todos os locais onde trabalhou, ótimo pai e marido, e nos finais de semana levava seu conhecimento como Arbitro de Futebol aos campos de Tucuruí e Breu Branco, sendo respeitado e reconhecido pelas suas atitudes coerentes e firmeza em suas decisões. “Um excelente amigo, e grande profissional, uma das pessoas que fará muita falta, no dia a dia da vida de nossas vidas, em função de sua postura de conselheiro e de lutar por melhores condições dignas a todos os setores da sociedade”, desabafou emocionado Wellington Hugles - Presidente da Liga Esportiva Municipal de Tucuruí.
Aladino Costa Neto completaria 45 anos no próximo dia 18 de setembro, e deixou esposa e três filhos, além de todos os familiares e amigos enlutados.
O féretro será velado nesta segunda-feira (20), na Vila Permanente no Templo da Igreja Católica até as 10:30 h, e posteriormente será transladado para sua cidade natal de Alenquer próximo a Santarém, a pedido de seus familiares, para seu sepultamento em jazigo da família.