Pesquise as matérias do JT:

terça-feira, 20 de maio de 2014

Transcametá: Dois detentos morrem afogados em acidente com viatura da Susipe




WELLINGTON HUGLES
De Cametá
Foto: Wellington Hugles

Por volta das 9 h da manhã desta terça-feira (20), uma viatura do Sistema Penal do Pará (Susipe), de placas OSW 3694, capotou duramente viagem no Km 80 da Transcametá (BR-422), sudeste paraense, caindo às margens de um igarapé.

A viatura da Susipe estava sendo conduzida pelo motorista do sistema penitenciário, acompanhado por dois agentes prisionais e mais dois investigadora da Polícia Civil, e retornavam de uma audiência em Cametá para o Centro de Recuperação de Tucuruí com os detentos “Catitu” e “Dieginho”.

No Km 80 da rodovia Transcametá, houve o acidente onde a viatura tombou por varias vezes, caindo às margens de um igarapé, levando a óbito os dois detentos que ficaram presos dentro da viatura, os tripulantes da viatura agentes, investigadores e o motorista, foram socorridos e levados para a cidade de Cametá para o atendimento emergencial, sendo liberados em seguida.

Equipes de apoio da Susipe se dirigiram ao local do acidente, além de uma aeronave do Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Estado (Graesp).

De acordo com informações de policiais militares que estiveram no local, os policiais, os agentes e o motorista sofreram ferimentos graves e foram levados em ambulâncias do Samu 192 para hospitais de Cametá. Já os dois presos foram removidos pela equipe do IML de Tucuruí.

2 comentários:

  1. Os dois internos morreram dentro do carro, não tiveram nem uma chance de sobreviver, pois estava algemados e acorrentados dentro do carro, o carro também tinha as portas fechadas com cadeados. Morte desumana, mesmo para quem tenha feito algo errado. Forram tirada as algemas depois de mortos.Eram dois jovens,que infelizmente as penitenciarias tem uma população carcerária de jovens entre 18 a 29 anos.Para os nossos governante é mais fácil,colocar viaturas nas ruas e policial do que investir em políticas publicas, e trabalhar a ressocialização, temos um sistema penitenciário falido e se tornaram um depósito de seres humanos e uma escola do crime.

    ResponderExcluir
  2. Quando a justiça dos homens falha é feita a justiça de Deus

    ResponderExcluir