Pesquise as matérias do JT:

terça-feira, 6 de maio de 2014

Hospital Regional de Tucuruí: Universitário internado com suspeita de H1N1


O universitário do curso de Engenharia Mecânica da Universidade Federal do Pará (Ufpa), Marcos Vinicius Sousa Lacerda, conhecido carinhosamente como “Biro Biro”


WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

O estudante universitário do 5º semestre do curso de Engenharia Mecânica da Universidade Federal do Pará (Ufpa), Marcos Vinicius Sousa Lacerda, conhecido carinhosamente como “Biro Biro”, 21 anos, morador do bairro do Mangal, em Tucuruí, sudeste do Pará, foi internado na manhã desta terça-feira (6), no Pronto Socorro do Hospital Regional de Tucuruí (HRT), após exames preliminares o médico cardiologista Daniel Pinheiro, informou aos familiares que o paciente está com infecção grave dos pulmões e a suspeita da infecção pelo vírus H1N1.

O universitário Marcos Vinicius Sousa Lacerda, passou mal no final da tarde desta segunda-feira (5) em sua casa, sendo levado para atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), por volta das 21 h o médico plantonista examinou o paciente, informando que nada havia de errado com sua saúde, orientando que ele voltasse para sua residência, durante toda a noite Marcos Vinicius passou dificuldades respiratórias e febre alta, logo cedo sua mãe Eva Lacerda, desesperada levou novamente o universitário para a UPA, e ao chegar ao atendimento e ser examinado por outro médico, o mesmo informou a necessidade urgente de sua internação no HRT.

Por volta das 7 h da manhã, o estudante universitário Marcos Vinicius Sousa Lacerda, foi internado no Pronto Socorro do Regional, sendo imediatamente entubado, em função ao problema respiratório, após a coleta dos exames, o médico Daniel Pinheiro, explicou aos familiares que o estudante estava com os dois pulmões infeccionados, e que a demora no atendimento, deu início a umidificação dos pulmões devido a grande produção de líquidos internamente, colocando o paciente em risco grave de sua vida.

Passado mais de 8 h, o paciente Marcos Vinicius só foi transferido do Pronto Socorro para um leito na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) por volta das 15 h, em função a demora da liberação pela equipe de regulação interna do HRT, estando com o suporte necessário para a manutenção de sua saúde, inclusive ventilatório.

O médico cardiologista Daniel Pinheiro, ao verificar que os sintomas apresentados pelo paciente são semelhantes ao do vírus de gripe H1N1, solicitou exames especializados, sendo colhido o material que será enviado a Belém para o Laboratório Central da Sespa, sem data prevista para o resultado.

Neste espaço de espera dos resultados, o médico Daniel Pinheiro solicitou a equipe de regulação do HRT à transferência urgente do paciente para a capital, tendo em vista, que o Hospital Regional não teria o suporte necessário para o tratamento do universitário se o quadro clínico evoluir ou se confirmada à infecção viral através do H1N1.

A equipe de reportagem juntamente com os familiares de Marcos Vinicius procurou a direção do HRT, mas infelizmente o diretor e médico Lourival Filho, estava em viajem para Belém, e seu vice-diretor Gerson Mulatinho, estava de plantão realizando cirurgias cesarianas na maternidade municipal.

Sendo recebidos pelo Diretor Técnico do Hospital Péricles Pinheiro, onde esclareceu que a regulação do HRT já teria comunicado a direção da regulação da Sespa em Belém, solicitando a intervenção na liberação emergencial de um leito de UTI em um hospital de Belém, e a liberação da transferência do paciente através de UTI aérea.

Ao ser perguntado se já estava a disposição tanto o leito na UTI em Belém, bem como a vinda da aeronave da UTI aérea, Péricles foi direto em afirmar que apenas a regulação do Governo do Estado é quem tem como dar expectativa de prazos e ao final da conversa informou a reportagem e aos familiares, que este contato estava sendo gravado para evitar especulações.

Transferência - É fato, que nesta segunda-feira (5), o paciente Oziel Ferreira Souza, 61 anos, que estava internado desde o último dia 30 de abril, em um leito do Hospital Regional de Tucuruí, foi a óbito por volta das 6 h da manhã desta segunda-feira (5), em função ao descaso, demora e inoperância do Sistema de Saúde, que fez pouco caso da situação do paciente, que necessitava transferência urgente para uma clínica que tivesse o tratamento de hemodiálise, segundo sua esposa enlutada Zena Cunha, seu quadro clínico foi diagnosticado de insuficiência renal pelos médicos, desde o dia 1º, mas sua permanência foi obrigatória no Hospital Regional de Tucuruí, em função a falta de retaguarda e regulação, que não funciona nos finais de semana, para o atendimento emergencial com procedimento de pacientes com insuficiência renal.

Apelo - A mãe e o irmão do universitário Marcos Vinicius estão preocupados pela morosidade na sua transferência, haja vista, os últimos acontecimentos ocorridos no hospital, mesmo que seja autorizada a vinda ainda nesta terça-feira da UTI aérea, a transferência do paciente já esta prejudicada, em função que após as 18 h, o aeroporto de Tucuruí não tem condições de pouso ou decolagem de aeronaves em função a fata de iluminação em sua pista.

Ficando sem dúvidas para esta quarta-feira (7) sua transferência para Belém, correndo o risco de não ser disponibilizada através da regulação do estado, uma vaga em UTI para o tratamento do universitário Marcus Vinicius de apenas 21 anos.

Seus familiares e a multidão e amigos da UFPA que estão em vigília na porta do hospital, esperando uma posição do Governo do Estado e da Secretaria de Saúde, na pessoa do médico Hélio Franco e do governador do Pará Simão Jatene, que se sensibilize, estando em suas mãos a vida deste jovem, bastando apenas suas decisões na transferência e internação do universitário de Tucuruí para Belém.

Um comentário:

  1. Bom... sei que nao cabe nesse momento alguna comentarios...porem seriam necessarioa alguna esclarecimentos.. um deles seria de o jornal perguntar a familia se este rapaz viajou a algum eatado ou país. . Ou se este vírus esta alojado na cidade de tucurui... pois temos preocupações quanto a essa situação. ..

    ResponderExcluir