Pesquise as matérias do JT:

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Goianésia do Pará: Professores da rede municipal deflagram paralisação
















WELLINGTON HUGLES
De Goianésia do Pará
Foto: Wellington Hugles
Durante a manhã desta quinta-feira (12), os professores da rede pública municipal da Prefeitura de Goianésia do Pará, sudeste do estado, decidiram ir às ruas e deflagrarem paralisação das atividades educacionais, reivindicando melhorias salarias, respeito aos profissionais, garantia de transporte escolar com segurança e qualidade, a disponibilidade de merenda escolar digna e que atenda a um cardápio nutricional aos alunos, reajuste do piso salarial com a data-base e a convocação imediata dos concursados para assumirem seus cargos que estão sendo ocupados pelos funcionários temporários contratados pelo prefeito João Gomes “Russo” e seu filho e secretário de Educação Eduardo Gomes “Russinho”.
Os manifestantes fizeram uma grande caminhada pelas ruas da cidade e participaram de uma audiência pública na plenária da Câmara de Vereadores, uma grande quantidade de professores e pais de alunos lotaram as galerias, o prefeito João Gomes “Russo” e seu filho e secretário de Educação Eduardo Gomes “Russinho”, não compareceram a reunião apenas os vereadores, a saber: Zé Ernesto, Davi, Antônio Calisto, Darlan, Toinho, Jaciderge e Macarrão.  Os parlamentares ouviram atentamente os depoimentos e as denúncias dos presentes, que mostraram o descaso e a falência do desgoverno municipal, que conseguiu implantar o retrocesso da educação infantil e fundamental no município, o vereador José Ernesto em seu pronunciamento, foi o único parlamentar que garantiu o apoio a luta dos professores, e colocou seu mandato a disposição do Sintepp, para intermediar o atendimento da pauta de reivindicações junto ao governo municipal.
A reunião terminou por volta das 13 h, segundo os dirigentes do Sintepp de Goianésia do Pará, a paralisação já consegui 80% de adesão, e prometem ficar de braços cruzados até um posicionamento oficial da prefeitura.
Em nota, a Assessoria do prefeito João Gomes “Russo”, informou que a ausência do prefeito na audiência, foi em função de estar enfermo, mas agendou para a manhã desta sexta-feira (13), sua presença na Câmara de Vereadores, para reunir com os professores, e poder ser sabatinado pelos manifestantes.

O movimento foi organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp) de Goianésia do Pará, por entenderem que passado dois anos do mandato de “Russo”, nada foi feito pelo prefeito para garantir uma educação pública e de qualidade aos alunos, além do descaso e desrespeito às atividades dos profissionais da educação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário