Pesquise as matérias do JT:

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Estudante é alvo de calúnias na rede social da internet







WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles/Reprodução da Rede Social

Desde o dia 23 de Março, um usuário da rede social do Facebook, que se apresenta pela acunha de Bruno Raphael, 24 anos, que segundo suas informações em sua página, ele é natural do estado do Rio de Janeiro, mas que mantem uma grande quantidade de amizades na rede social do Facebook de Tucuruí, iniciou uma campanha de difamação e injúria contra a estudante Viviane Cruz, 18 anos, moradora de Tucuruí, que segundo o relato publicado na rede social por duas oportunidades por Bruno Raphael, ele levanta suspeitas com referência à saúde da jovem, afirmando que a mesma e portadora do vírus do HIV, observem textualmente a postagem desde elemento: “Bruno Raphael - 23 de março · Editado. Vamos compartilhar essa garota contém o vírus do Hiv, vamos ajudar a todos q se envolveu com ela sem saber e ajudar aqueles q não tiveram nada ainda. Mas por não saber poderão adquirir o vírus.  O nome dela é Viviane Cruz”, a segunda postagem e mais ofensiva e caluniosa: “Bruno Raphael - 24 de março - Bom Dia Galera do Facebook. Venho aqui comunicar a todos q está Garota Viviane Cruz contém o vírus do Hiv ela já passou pra vários caras. Tá aí galera compartilhar quem sabe um dia pessoas assim como ela n caiem na realidade é faz por onde para de contaminar outras pessoas!! Wlw — com Adailton Franco”.

Nossa equipe de reportagem foi acionada pela estudante que pediu nosso apoio para esclarecer e tentar elucidar este fatídico fato ocorrido, que coloca em xeque a vida social e pessoal da adolescente.

Observamos que esta denuncia é infundada e sem nenhuma prova concreta, feita por Bruno Raphael, haja vista, esta sendo observado que se trata de uma figura inexiste, que nas redes sociais são conhecidos como “fake”, mas com penetrações na cidade com muitos amigos na rede, proliferando estas notícias mentirosas e infundadas, colocando em risco o caráter, a vida pessoal e social desta estudante, levando muitas pessoas da rede social a cometerem um erro criminoso proliferando estas calúnias.

Estas pessoas que publicam estas mentiras são a escória do limbo da falta de caráter e das ações criminosas, que devem ser coibidos e colocados atrás das grades.

A estudante Viviane Cruz, em função da calúnia disferida pelo elemento Bruno Raphael, foi até o setor de controle e exames de Tucuruí, e realizou a coleta de sangue para análise laboratorial e com os resultados do exame de HIV nas mãos está provando a este elemento e a todos que por ventura acreditaram na mentira formatada por este contraventor Bruno Raphael. Publicando o resultado do exame que deu negativo a infecção pelo vírus do HIV em Viviane Cruz.

A Polícia Civil foi acionada, e já foi iniciou o rastreamento da conta do elemento na página da rede social do Facebook, assinada pelo contraventor Bruno Raphael, e após sua identificação monitorada através do IP, será identificado onde esta sendo postadas estas calúnias, e será possível ser colocada às mãos no contraventor que será preso e responderá pelos crimes de difamação e calúnia, assim como será acionado judicialmente para indenizar a estudante Viviane Cruz pelas ofensas sofridas.

Queríamos parabenizar a atitude ímpar da estudante Viviane Cruz de tomar a frente e não ter medo de provar a verdade, expondo-se sem medo de retaliações. Os amigos de Viviane Cruz exigem das autoridades uma ação imediata para que este elemento assim como outros que utilizam a rede social para denegrir a imagem e o caráter das pessoas de bem de nossa cidade, sejam banidos e colocados atrás das grades.

4 comentários:

  1. Se ela não conhece o cara,porque o aceita como amigo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Independente de a moça conhecer ou não o individou não é dado a nimguém o direito de difamação e principalmente por meio de redes sociais!

      Excluir
    2. . Brilhante a atitude da jovem e do Jornal de Tucurui!Destaco, porém que se trata de crime de difamação (art. 139 do CP) e não de calunia (art. 139 CP). Pois caluniar é atribuir conduta criminosa a alguém.

      Excluir
  2. Esse cara merece uma cadeia
    Meu Deus
    A polícia tem que achar esse covarde

    ResponderExcluir