Pesquise as matérias do JT:

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Rebelião encerrada na Casa Penal de Tucuruí

















WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Fotos: Wellington Hugles

Passado oito horas de rebelião dentro do Centro de Recuperação de Tucuruí (CRRT), os detentos amotinados resolveram liberaram o agente prisional Benedito Costa da Costa, que não sofreu nenhum ferimento, e após reunião que contou com a presença da juíza de Tucuruí Dra. Cíntia Beltrão, Promotor de Justiça Charles Teixeira, os representantes da Defensoria Pública e da Ordem dos Advogados do Brasil- OAB, Secção Tucuruí, e com a chegada do Superintendente do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), Tenente Coronel André Moura, uma exigência dos detentos, uma comissão formada por internos participaram de uma reunião de sala fechada para tratar das reinvindicações e questionamentos dos apenados, que culminou com três rebeliões em menos de um mês no Centro de Recuperação de Tucuruí (CRRT).

Foi momentos de muito desespero para os familiares dos quase 320 internos do Centro de Recuperação de Tucuruí (CRRT), que desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (28), tomaram de refém o agente prisional Benedito Costa, no momento do café da manhã.

A rebelião foi anunciada dentro da carceragem, e imediatamente a equipe do Tático com o reforço das guarnições da PM, foi acionada e passaram a manter a ordem e a segurança dentro da casa penal para evitar fugas, cerca de 30 policiais militares estavam envolvidos na ação.

Por volta das 10:00 h, com a chegada da juíza de Tucuruí Dra. Cíntia Beltrão, em companhia do Promotor de Justiça Charles Teixeira, os detentos foram ouvidos e receberam a orientação que da parte judicial, seria criada uma força tarefa, no sentido de analisar todos os processos dos internos que tramitam na Comarca de Tucuruí, e com o máximo de brevidade seriam tomadas as medidas cabíveis, verificando caso a caso os processos pendentes de sentença.

As 11:30 h, o avião vindo de Belém com o Superintendente do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), Tenente Coronel André Moura, chegou a Tucuruí, as 12:30 h, as autoridades convocados pelos detentos, a juíza de Tucuruí Dra. Cíntia Beltrão, Promotor de Justiça Charles Teixeira, os representantes da Defensoria Pública e da Ordem dos Advogados do Brasil- OAB, Secção Tucuruí e o Superintendente do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), Tenente Coronel André Moura, tiveram uma reunião de portas fechadas com a comissão dos internos, e após quase duas horas anunciaram que o Centro de Recuperação de Tucuruí (CRRT), será um “projeto piloto” de um novo programa do estado, garantindo a reforma em toda a sua estrutura, com sua ampliação, assim como, serão redirecionados todo o sistema de esgoto do prédio, bem como, melhorias nos espaços para que garantam maior qualidade de convivência, durante o cumprimento das penas dentro da casa penal.

Ficou definido ainda, que o poder judiciário fará uma ação com o intuito de analisar todas as demandas processuais dos apenados, que necessitam serem sentenciados, e com isso, os detentos que já tenham adquirido seu benefício ou mesmo tenham cumprido suas penas, serão liberados.
O Superintendente do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), Tenente Coronel André Moura, anunciou a imprensa, que o atual diretor Tenente Coronel Melo, em função de estar realizando um excelente trabalho na administração do Centro de Recuperação de Tucuruí, será mantido na direção da casa penal, e que tudo será feito para realizar a transferência dos presos, com isso, garantindo a diminuição do número de detentos para diminuir a superlotação da casa penal de Tucuruí.

Segundo o superintendente, a alimentação será fiscalizada para que sejam fornecidos alimentos que atendam a um padrão de qualidade e a água de consumo dos detentos será regularizada e com abundância.

A comissão de detentos ouviram atentamente os esclarecimentos das autoridades e pincipalmente do Superintendente da Susipe, e deram total apoio nas suas decisões e promessas de melhorias e reorganização da casa penal de Tucuruí em médio e longo prazo, mas deixaram bem claro que não aceitam a permanência do atual diretor Melo e de seus vice-diretores, com isso, em longo prazo as promessas do superintendente serão aguardadas, mas a transferência do atual diretor e de seus vice-diretores e questão imediata e inegociável.

Por volta das 15 h os policiais militares deram início à revista em todas as celas, dezenas de estoques e celulares foram encontrados, foi realizada a troca de todos os cadeados das celas, as 17 h, o Centro de Recuperação de Tucuruí (CRRT), voltou à normalidade, mas em função a superlotação, corre o risco a qualquer momento este “barril de pólvora”, estar novamente “prestes a explodir”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário