Pesquise as matérias do JT:

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Goianésia do Pará: Mais uma execução em 24 horas


WELLINGTON HUGLES
De Goianésia do Pará

Por volta das 11 h da manhã desta quarta-feira (29), apenas 24 horas após outra execução ocorrida no centro de Goianésia do Pará onde o proprietário de uma academia de musculação foi executado com um tiro na cabeça por dois nacionais em uma motocicleta, mais um assassinato foi registrado na Vila Aparecida, localizada as margens da PA 150, no município de Goianésia do Pará, distante 40 km da sede, o nacional Judeval Alves Neves, 19 anos, natural da cidade de Curionópolis, foi executado com um tiro de arma de fogo, por um elemento que estava em uma motocicleta, o tato ocorreu próximo a sua casa na Rua Moju na Vila Aparecida, o homicida após ter efetuado o tiro fugiu do local na moto.

Segundo informações do Comando da Polícia Militar de Goianésia do Pará, o nacional Judeval Alves Neves, mesmo sendo um rapaz de apenas 19 anos, já tinha varias passagens pela Delegacia da cidade, por desordem, ameaças e roubos.

O homicídio foi registrado na Delegacia de Polícia de Goianésia do Pará, a autoridade policial requisitou a remoção do corpo, e por volta das 17 h a equipe do IML chegou a Vila Aparecida, sendo encaminhado ao IML de Tucuruí para necropsia, o féretro foi liberado para os familiares que após o velório, será sepultado no cemitério público da cidade.


É muito estranho, que em menos de 24 horas dois homicídios tenham ocorrido de forma brutal em Goianésia do Pará, inclusive, com suspeita dos mesmos modos operantes, as investigações terão que verificar se os dois crimes tem alguma ligação, tudo leva crer que pode estar ocorrendo silenciosamente uma “queima de arquivo”, só ainda não se sabe por quais motivos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário