Pesquise as matérias do JT:

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

“Navegantão”: Vergonha de má gestão pública


WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Divulgação

Na cidade que “tudo pode”, o clube particular profissional Independente de Tucuruí, sofre mais um golpe pela má gestão pública e incompetência da prefeitura, o estádio Antônio Dias “Navegantão”, um dos primeiros estádios públicos municipais, com padrão estadual que alavancou o futebol amador da cidade, após diversas melhorias e adequações, o “Navegantão” sempre esteve com possibilidades parta a prática de esporte, com advindo da instalação da iluminação através da empresa Eletronorte Eletrobrás que fez um excelente trabalho garantindo jogos noturnos e com um maior conforto aos jogadores e expectadores.

Durante os cinco anos da atual gestão da prefeitura de Tucuruí, o estádio “Navegantão” ficou de portas fechadas para a prática de competições amadoras através da Liga Esportiva Municipal de Tucuruí, que já atua a mais de 20 anos no esporte local, e sempre teve o estádio municipal público à disposição para realizar suas competições, inclusive, seriam na categoria amadora e juvenil que o Independente poderia encontrar novas contratações e aproveitar os jogadores locais, mas não o faz e a prefeitura não libera o estádio para os jogadores amadores da Liga Esportiva de Tucuruí, mas não está fechado para os jogos dos “apadrinhados” do prefeito e das “peladas” semanais dos amigos e do gestor, que jogam, sem chuteiras e que ocorrem diariamente a todas as horas do dia e da noite, é fato que segundo o prefeito ele investiu mais de R$ 1 milhão em melhorias no estádio, até hoje não visto pela população, obras ainda inacabadas, em função a isso e o estádio ficou interditado quase toda a primeira temporada da seletiva 2014, nesta melhoria o prefeito nunca se preocupou com a manutenção do gramado que já tem mais de 20 anos, estando sua drenagem comprometida, e em função as peladas diárias autorizadas pela prefeitura, o gramado ficou cheio de zonas de buracos culminado com o alagamento da praça de esporte em plena partida oficial e que vale três pontos no paraense, sendo suspensa a partida.

Estes fatos contribuíram para a suspensão da partida entre Independente e Paysandu, a equipe representante de Tucuruí estava vencendo por 2 X 1, mas em função a suspensão da partida aos 6 minutos do segundo tempo, e com esta atitude, corre o risco da equipe do Independente ser novamente prejudicada e podendo correr o risco de ser derrotado ou mesmo ceder um empate.


Se isso vier a ocorrer, a responsabilidade e total da gestão pública e de todos aqueles que semanalmente jogam no gramado já maltratado do estádio, sem nenhum respeito ao clube e ao esporte amador, estas pessoas que são “pseudos” defensores do esporte, e grandes “baluartes” do Independente, só prejudicam, e poderão prejudicar mais ainda, o clube que representa o município de Tucuruí e muito recebe dos cofres públicos da prefeitura para sua manutenção na competição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário