Pesquise as matérias do JT:

domingo, 6 de setembro de 2015

Passado 8 anos da “Denúncia da Sangria” anunciada por Sancler Ferreira, agora em 2015, seu governo está atolado em corrupção e desvios de milhões de reais dos cofres da PMT




A população de Tucuruí se lembra da fatídica “estória” de Sancler Ferreira, em 2008, que para ganhar a eleição, afirmou da existência da Sangria dos cofres da PMT, mas passados 8 anos, ele nunca conseguiu achar o endereço do Ministério Público, tudo porque, o contrato com a empresa de máquinas, há época, foi assinado por Sancler Ferreira, quando estava como prefeito em exercício.

Agora após 6 anos do governo Sancler Ferreira, o MPF e MPE fez uma devassa na Prefeitura e desmontou uma roubalheira, que desviou apenas em uma das inúmeras falcatruas R$ 38 milhões, faltam ainda o rombo do contrato dos barcos que lesou a PMT em R$ 5 milhões, as dos esquemas da CTT, Clean Service e BEST, além do sumiço de R$ 23 milhões do IPASET e R$ 5 milhões da ASERT.

Matemáticos calculam que o dinheiro sangrado e estrebuchado dos cofres da Prefeitura de Tucuruí ultrapassa a somatória de R$ 500.000.000,00 (Meio Bilhão de Reais).

Por onde anda o prefeito foragido viajante!!!!
Enquanto isso, a cidade encontra-se sem água potável, sem iluminação pública, sem medicamentos e os postos de saúde no chão, sem médicos para atendimento, sem merenda escolar, sem nenhuma assistência social um verdadeiro caos coletivo.

Os valores surrupiados da PMT dariam para asfaltar 10 vezes todas as ruas da cidade, finalizar todas as obras paradas, e construí 30 escolas, 30 postos de saúde e um hospital de média e alta complexidade, além de construir 10 mil moradias populares.


Com a palavra Sancler Ferreira e seus asseclas???????

Nenhum comentário:

Postar um comentário