Pesquise as matérias do JT:

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Funcionários vão às urnas para eleger nova diretoria da Asert

 Souza Enfermeiro juntamente com a Secretária de Administração Nilda Ferreira na "boca de urna"
 Eleitora exercendo o direito ao voto
 Souza fazendo o convencimento de votos
 Todos do gabinete do gestor de amarelo da chapa 1

Van da Viação Tucuruí transportando os eleitores da Chapa 1
WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Fotos: Wellington Hugles
Desde as primeiras horas desta quinta-feira (22), foi aberta a eleição da Asert pela Comissão Eleitoral, para a escolha da nova diretoria da Associação dos Servidores Públicos de Tucuruí (Asert), o processo eleitoral conta com a disputa de três chapas que estão disputando os 2.250 votos dos filiados à associação, segundo os membros da Comissão Eleitoral a votação será finalizada as 17 h, passando imediatamente para a apuração dos votos. 

Mas até as 15 h, se observou a presença apenas de 25% dos eleitores, uma abstenção histórica.

Para facilitar a votação, foram criadas diversas secções eleitorais dentro do espaço do Salão Paroquial da Igreja São José, distribuindo diversas urnas por letras alfabéticas, evitando assim, tumultos, aglomerações e o cansaço nas filas.

Apoio – A prefeitura Municipal, na gestão de Sancler Ferreira, por duas vezes teve as chapas que contaram com seu apoio derrotadas, mas, este ano o prefeito Sancler Ferreira, ”levantou as mangas” e colocou todo o seu primeiro e segundo escalão a frente da eleição para elegerem a Chapa 1, que tem a frente o atual diretor da Asert, Souza Enfermeiro, que disputou nas eleições de 2012 uma vaga ao legislativo não sendo coroado com a sua vitória.

O interessante, é que, Souza Enfermeiro, não comungava com as ideias de Sancler, apoiando outro candidato a prefeito, e agora esta mudança repentina, com o apoio e o financiamento de campanha em detrimento as outras chapas e a população que paga à custa desta farra.

Mas, este ano, toda uma estrutura foi montada para canalizar votos a Chapa 1, e colocar a Asert na tutela de Sancler, com isso, os diretores ficarão submissos ao prefeito, e terão que aceitar uma futura extinção da Asert para canalizar todos os benefícios, filiados e atendimentos ao engodo implantado pela Prefeitura, o Instituto de Previdência e Assistência Privada dos Funcionários Públicos de Tucuruí (Ipaset), que desde julho vem recolhendo os valores descontados como contribuição previdenciária aos cofres do Ipaset, só tem um pequeno detalhe, até os dias atuais não existe direção, sede e nem conta em nome do Ipaset para recebimento destes dois meses de recursos.

Abuso de poder - Foi fácil registrar o próprio candidato Souza Enfermeiro na frente do local de votação chamando os funcionários e fazendo “boca de urna” de forma irregular, no local os funcionários estavam sendo transportados em veiculo tipo Van, cedido pela empresa Viação Tucuruí, deste as primeiras horas do dia, uma grande quantidade de funcionários do gabinete do prefeito e contratados estavam todos com camisas padrão da campanha de Sancler “amarela”, movimentando e pedindo votos a chapa 1, até a própria Secretária de Administração da Prefeitura Nilda Ferreira, estava apoiando e realizando “boca de urna” juntamente com o candidato a presidente Souza Enfermeiro da chapa 1 na porta da secção eleitoral.

Uma grande quantidade de refeições foram distribuídas aos eleitores da Chapa 1, inclusive, a quantidade foi tão grande que a caminhonete lotada de marmitex teve que jogar o restante no lixo em função do horário os alimentos se estragaram.

Realmente uma disputa desproporcional, onde o gestor e seus assessores vestiram a camisa da chapa 1, em detrimento as outras duas.

O desespero dos membros da chapa 1 está sendo muito grande, haja vista, do total dos 2.250 filiados, para a eleição ter validade, deverão comparecer as urnas no mínimo 1.130 eleitores, mas, que em função a disputa acintosa da Asert pelo prefeito, realizando gastos exorbitantes, os funcionários estão na grande maioria se abstendo, com isso, se não houver quórum legal, a eleição estará prejudica, e quem continuará respondendo pela entidade até decisão de novas eleições é a atual diretoria.

É fato, que a inviabilidade da atual gestão da Asert, foi proporcionada em função do prefeito Sancler Ferreira, ter recolhido todos os descontos dos salários dos funcionários, e há mais de um ano não repassou a direção da Asert para pagar seus fornecedores, com isso, o comércio local suspendeu o fornecimento dos convênios, ficando caracterizado que a diretoria da associação teria “dado o cano” nos comerciantes, mas, a verdade é que o prefeito recolheu os recursos, gastou com outros compromissos dele, deixando os funcionários públicos e a Asert a “ver navios” e na inadimplência.


A apuração deverá ocorrer de forma democrática, e até as 22 h deverá ser anunciada a nova composição da Asert se houver quórum legal de eleitores para a apuração dos votos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário