Pesquise as matérias do JT:

quinta-feira, 26 de junho de 2014

LDO: Vereadores governistas aprovaram orçamento de R$ 289 milhões para 2015

 Florival Nunes, Irmão Marajá, Dionei Tardinni e Dodô
Jairo Holanda e Cantão
 Peri Araujo, o novo presidente eleito da CMT Davidson Free Way e Pé de Ferro
 Vereador Dodô único a votar contrário ao "cabresto" do prefeito Sancler Ferreira
Apenas os assessores acompanharam as votações



WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Em sessão extraordinária realizada na plenária da Câmara de Vereadores de Tucuruí na manhã desta quinta-feira (26), os parlamentares aprovaram por maioria dos vereadores presentes, em dois turnos a mensagem de autoria do Poder Executivo nº 002/2014. A LDO que visa o Orçamento do Município de Tucuruí para o ano de 2015 no valor global de R$ 289.900.235,00.

A sessão foi presidida pelo vereador presidente Florival Nunes (PPS), que juntamente com os vereadores: Irmão Marajá (PSC), Dionei Tardinni (PSDB) e Cleidson de Sousa - Dodô -(PT do B) direcionaram a mesa dos trabalhos, ainda estiveram presentes as sessões, os vereadores, a saber: Davidson Free Way (PSDB), Pery Araújo (PSD), Manoel Cantão (PPS), Jairo Holanda (PSDB) e João Pé de Ferro (PRTB), as sessões tiveram o objetivo prioritário de analisar, discutir e aprovar emendas a Lei de Diretrizes Orçamentarias (LDO), encaminhada a Câmara de Vereadores pelo prefeito Sancler Ferreira no último mês de abril.

Ausência Popular – Foi notada a ausência das lideranças e presidentes de comunidades, que não estiveram presentes nesta sessão de vital importância, que tratou do futuro do município e definiu onde serão destinados os quase R$ 300 milhões orçados por Sancler Ferreira para serem investidos em 2015 nos diversos setores da municipalidade, apenas os assessores dos vereadores estiveram presentes nas duas sessões extraordinárias.

Emendas – O vereador presidente da Comissão de Legislação e Justiça Cleidson de Sousa –Dodô- (PT do B), apresentou diversas emendas em diversos setores, ampliando recursos para os setores de saúde, educação, saneamento e habitação, além de requer o aumento da alíquota de repasses para a manutenção do Poder Legislativo, mas todos as suas emendas foram derrubadas pelos vereadores governistas, a LDO de 2015 foi aprovada originalmente na integra pelos 8 vereadores da base do governo presentes, contra um voto do vereador Dodô, que não aceitou os números, que segundo ele, estavam completamente maquiados, nos investimentos nas áreas do governo municipal.

Infelizmente o Poder Legislativo através dos vereadores eleitos pelo povo, mostraram pela terceira vez, quando tem a oportunidade de discutir o Orçamento do Município, suas fragilidades e as suas submissões ao prefeito Sancler Ferreira, que trata a Câmara como sua “sucursal”, conseguindo aprovar na integra tudo que lhe é de seu interesse.

Agora quem vai sofrer as consequências á a população que vai passar mais o ano 2015 a mercê de um governo que não esta investindo nos setores primordiais, como saúde, educação e saneamento.
É fato que para a manutenção da mídia, o gestor municipal já orçou para 2015 mais de R$ 2 milhões para divulgação institucional, deixando de investir recursos para o aumento da assistência à saúde e a geração de emprego, dando continuidade no caos social e financeiro, e o colapso da saúde e educação que atravessa a cidade de Tucuruí.

Estiveram ausentes da sessão os vereadores: Bena Navegantes (PROS) que esteve na Câmara, mas em função a demora do início da sessão, e por estar de viagem marcada para a capital Belém, para participar de convenção estadual partidária, ausentou-se da Câmara.

Deley Santos (PPS) e José Vieira (PDT) se encontravam em viagem a Belém para convenções de seus partidos.


O vereador Cleuton Marques (PR) estava com problemas de saúde, e no mesmo horário da sessão estava recebendo atendimento ambulatorial na Unidade de Pronto Atendimento - UPA de Tucuruí.

Um comentário:

  1. Valeu vereador Dodô continue firme nessa luta.... não deixe q o dinheiro fale mais alto do que sua honestidade, não faça como os outros que se vendem e acabam deixando a população em segundo plano...

    ResponderExcluir