Pesquise as matérias do JT:

quarta-feira, 25 de junho de 2014

E contínua a desordem na administração municipal: De 180 dias de 2014, Sancler esteve ausente de Tucuruí por mais de 100 dias e a Escola de Música “Maestro João Leite” esta às escuras por falta de pagamento das contas de energia

Inaugurada em agosto de 2009, hoje sem funcionamento por falta dos pagamentos das contas de energia elétrica pela Prefeitura de Tucuruí
(Fotos arquivo JT Online)



WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Mais um prédio onde funciona um órgão público da Prefeitura de Tucuruí, que, diga-se de passagem, e alugado é pago a peso de ouro pelo prefeito Sancler Ferreira, pelo apoio dado nas eleições municipais, também está com a energia cortada, pelo valo irrisório de R$ 380,00.

A prefeitura de Tucuruí através da gestão “Construindo o Futuro” deixou de pagar às contas de energia e quem esta pagando o “pato” é a população, e os alunos da escola de Música “Maestro João Leite”, localizado na Rua Siqueira Campos (antigo Hotel Bechara).

Os alunos estão revoltadíssimos, em função aos dois lamentáveis episódios, primeiro a incompetente decisão de Sancler Ferreira ter decretado 60 dias de recesso na administração municipal, desde o dia 18 de junho até 18 de agosto, e agora terém que ficar sem suas aulas curriculares, neste período em função a irresponsabilidade do governo municipal que mesmo arrecadando mensalmente R$ 17 milhões aos cofres públicos, e não consegue pagar uma conta de fornecimento de energia de R$ 380,00, isso e uma vergonha, sinal de descaso com os jovens e adolescentes e ainda mais uma prova de incompetência de gestão pública.

Alias o prefeito Sancler Ferreira, que ficou conhecido como prefeito “Viajante” no meio do seio da população, em função as inúmeras viagens executadas pelo gestor para toda a parte do estado e país, culminando com gastos só de diária nestes meses de 2014, uma média R$ 100 mil, do total de 180 dias do primeiro semestre, pasme, Sancler já se ausentou do município por mais de 100 dias.

Se Sancler parasse de viajar tanto, os prédios públicos estariam pelo menos funcionando com energia elétrica pagas em dias. 

Um comentário:

  1. É lamentável como o dinheiro publico é jogado ladeira a baixo!
    provavelmente o aluguel está em dias!

    ResponderExcluir