Pesquise as matérias do JT:

sábado, 9 de agosto de 2014

Tucuruí: MP Eleitoral suspende distribuição “desenfreada” de combustível para carreata do PSDB







WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

A Promotoria de Justiça de Tucuruí do Ministério Público do Pará (MPE), através da Promotora Titular de Justiça de Tucuruí Francisca Suênia Fernandes de Sá, que assumiu a Promotoria Eleitoral, realizou diligência, após receber denuncia popular, que a equipe de coordenação de campanha do candidato à reeleição ao governo do Pará, Simão Jatene, em Tucuruí, estariam realizando o abastecimento de gasolina de forma gratuita, a centenas de carros e motos, com a única intensão de que os beneficiários acompanhasse a chegada do candidato do PSDB a governo, em uma carreta pelas ruas da cidade de Tucuruí.

Segundo as denúncias, desde as 9 h da manhã desta sexta-feira (8), uma fila quilométrica se formou no posto de gasolina, localizado na Avenida Tancredo Neves, em Tucuruí, onde os condutores recebiam os adesivos no vidro traseiro dos carros, com a propaganda eleitoral do candidato a governo pelo PSDB, além de outros candidatos que estão pleiteando vagas em cargos eletivos na esfera estadual e federal, nas eleições do próximo mês de outubro vindouro, os denunciantes levantavam suspeita da origem da fonte pagadora do combustível e a coincidência dos carros de campanha estarem abastecendo no mesmo posto que atende a prefeitura municipal.

A denúncia ficou mais consistente, haja vista, o posto de gasolina onde estava ocorrendo à doação de combustível, ser o mesmo que abastece a frota dos veículos oficiais e prestadores de serviços, pago pela Prefeitura de Tucuruí, sendo levantadas suspeitas de possível beneficiamento eleitoral, oriundo da gestação municipal ao candidato do PSDB, inclusive, foi identificada uma funcionária de uma empresa de construção civil, que recentemente foi “contemplada” com duas obras de valores milionários, sendo que os recursos para a realização das obras são em sua totalidade oriundas de convênio com o Governo do Pará, e que a mesma teria enfatizado, que a empresa era que estava pagando o combustível que estava sendo entregue aos motoristas e pilotos de veículos, e que foi pago pela empresa, sendo uma forma legal de doação de campanha.

O fato é que após a intervenção do MP Eleitoral, através da Francisca Suênia Fernandes de Sá, os serviços de fornecimento de combustível foram suspensos, e nenhum outro veículo adesivado com as cores dos candidatos da coligação do PSDB foi vistos abastecendo em outros postos da cidade.

A Promotora Francisca Suênia levantou depoimentos e realizou diversas apurações, sendo encaminhados os resultados da ação realizada pelo MP Eleitoral, ao Procurador da Republica, para que tomem as providências cabíveis, e retorne com os procedimentos para o cumprimento pelo MP.

Atraso – Este fato causou um desconforto ao prefeito Sancler Ferreira, que estava organizando a grande manifestação popular de apoio ao governador Simão Jatene, nesta sexta-feira (8), que está em busca de sua reeleição, sendo este inconveniente de cunho legal, o motivo do atraso da chegada do governador, que estava prevista para as 15 h, desembarcando do avião do governo do estado, as 19 h no aeroporto de Tucuruí.

A carreata seguiu por diversos bairros da cidade, e ainda contou com a participação de cerca de 250 veículos abastecidos com combustível doado.

Ao final, uma pequena movimentação com cerca de 500 correligionários, aguardou Jatene nas escadarias da Santo Antônio, que teve sua iluminação acionada para este ato político, mas o candidato preferiu não se pronunciar em função ao pequeno número de pessoas presentes.



Nenhum comentário:

Postar um comentário