Pesquise as matérias do JT:

sábado, 16 de agosto de 2014

Praia do Amor: Jovem é morto às margens do rio Tocantins


Morre aos 21 anos Ray de Souza Freitas





WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Mais um crime que deverá entrar para o rol dos insolucionáveis, ocorreu na manhã deste sábado (16), vitimando o nacional Ray de Souza Freitas, conhecido como “Ray Gazarolli”, 21 anos, seu corpo foi encontrado por populares, as margens do rio Tocantins na Praia do Amor, no bairro Beira Rio, em Tucuruí, sudeste do Pará.

Segundo os familiares Ray de Souza Freitas era um jovem trabalhado, que teria retornado de Altamira, há pouco tempo, por redução do quadro funcional do consórcio construtor, e nunca esteve envolvido em brigas ou desavenças.

Na noite desta sexta-feira (15), feriado do dia da Adesão do Pará a República, o jovem “Ray Gazarolli” como era conhecido entre os amigos, foi a uma boate da cidade, e ficou até altas horas da madrugada, se divertindo na companhia dos amigos, seguindo no retorno a sua residência, resolveu fazer uma parada em uma loja de conveniência de um posto de combustível, localizado na Avenida Tancredo Neves, em Tucuruí, foi quando ocorreu um bate-boca generalizado entre diversas pessoas, culminando com uma briga, foi quando Ray entrou no meio para tentar apaziguar, depois dos ânimos acalmados, os colegas de Ray o convenceram para que ele fosse para sua casa no bairro Beira Rio, por volta das 5:30 h da manhã já do sábado (16), segundo informações, os dois homens que também estavam envolvidos na discussão e que estavam em um carro, não contentes com a intervenção de Ray na briga, decidiram o seguir, e no caminho de sua casa poderia ter oferecido carona, podendo ser eles os supostos executores do jovem Ray.

Logo após as 7 h, populares que costumam banhar na Praia do Amor, deparou-se com o corpo do homem vestido de camisa e bermuda clara, e de sandálias no pé, sendo observado um tiro que penetrou na parte da nuca próximo a orelha, que atravessou o cérebro, mas ficando alojado no crânio, com a posição do corpo da vítima, e da entrada da bala, tudo leva a crer que foi uma execução "sem dó nem piedade", onde o jovem foi levado para aquele local esmo, com a intenção de matá-lo, e com o revólver na cabeça foi ameaçado de morte, sendo consumada a execução.

A Polícia Militar e Civil foi chamada ao local, sendo acionados a equipe de Perícia de Local de Crime do Instituto Renato Chagas e o IML de Tucuruí, que realizou  remoção do corpo, que estava com aparência de ter sido morto a pouco menos de uma hora.

Após a necropsia que ocorreu no início da tarde deste sábado, o corpo foi liberado para os familiares. 

O velório de Ray de Souza Freitas,m ocorrerá na sua residência na Travessa Isabel Beliche, nº 302 - Beira Rio. 

Seu féretro será sepultado na manhã deste domingo em cemitério público de Tucuruí.

Insegurança - A cidade de Tucuruí está tendo muitos “altos e baixos” com a onda de execuções, diversos fatos já foram registrados e noticiados, mas até hoje nenhum destes assassinatos foram desvendados ou elucidados, ficando uma porta aberta para que os criminosos voltem a atuar com a certeza da impunidade.

Impunidade - A morte deste jovem de apenas 21 anos, e mais um crime que provavelmente ficará sem elucidação, mesmo tendo uma linha de investigação que poderia levar a um resultado positivo, no esclarecimento deste crime, levando-se em consideração, que Ray esteve envolvido nesta discussão, momentos antes de sua execução sumaria, sem a mínima chance de defesa, onde levou um tiro a queimar roupa de costa, ficando tudo direcionado aos seus algozes, que provavelmente teriam tirado sua vida, por motivos fúteis, sendo mais uma vida interrompida bruscamente, pela certeza da impunidade que tenta a qualquer preço se reinstalar na cidade de Tucuruí.


Um comentário:

  1. Trabalhador ? sabe de nada inocente. ... apesar de tudo nao merecia esse fim .. é uma pena !!

    ResponderExcluir