Pesquise as matérias do JT:

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

PA 150: Sargento da PM morre em colisão de viatura com caminhão carvoeiro


Sargento PM Merien










PA 150:A  Sargento da PM morre em colisão de viatura com caminhão carvoeiro, ficando presa nas ferragens

WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Watsap e Wellington Hugles

Por volta das 22 h, desta sexta-feira (29), a viatura GU Amarok do Comando de Policiamento de Goianésia do Pará, que estava em perseguição a uma motocicleta que estava em situação suspeita (informação não confirmada), logo após o Posto Jatobá, na PA 150, já na zona urbana da cidade, próximo ao Motel Coqueiro, no momento em que a viatura tentava uma ultrapassagem colidiu de frente com um caminhão carvoeiro, que trafegava no sentido centro para a saída da cidade pela PA 150 (sentido Tailândia).

A colisão foi gravíssima, levando a morte instantânea da Sargento PM Merien Rodrigues Alves, de 40 anos, destes 20 anos na PM, os outros ocupantes da Amarok, os soldados: Danilo, Renan e Oliveira foram socorridos as pressas para o Hospital Regional de Tucuruí e estão em estado grave, o soldado Negrão do município de Anapú, que estava de carona, foi o único que saiu ileso do acidente, sendo levado ao quartel, onde encontra-se completamente consternado.

Os companheiros de corporação da Polícia Militar, estiveram no local e organizou o tráfego de veículos, a Polícia Civil foi acionada juntamente com a Polícia Rodoviária Estadual.

A autoridade policial da Delegacia de Goianésia do Pará requisitou a remoção do corpo da policial para o IML de Tucuruí, que necessitou do auxílio do Corpo de Bombeiros, em função a vítima estava presa nas ferragens.

Até o fechamento desta edição não houve nenhuma informação da alteração do quadro clínico dos PMs internados no Pronto Socorro do HRT.

O soldado Daniel Sheridan foi um dos primeiros a ser acionado após o trágico acidente, em função a estar escalado para compor a equipe da Sargento Merien na viatura de ronda Amarok, que veio a ocorre o acidente levando a sua morte em serviço, mas em cima da hora, foi convocado a ficar de guarda na base do destacamento em Goianésia do Pará.

Os militares de Goianésia do Pará e região estão todos triste e enlutados pela perda prematura da Sargento Merien, assim como toda a população da cidade, que tinha um carinho especial pela PM.

Ainda neste semestre a Sargento Merien seria promovida para a patente de Sub Tenente, inclusive formou-se no curso de Serviço Social, neste ano.

Não tendo a oportunidade de exercer sua profissão, que ela externava, “ser depois das fileiras da PM, um dos sonhos de sua vida”.

Ainda na manhã do sábado (30), o corpo da Sargento PM Merien, passou por necropsia e liberado aos familiares para os funerais, o féretro seguira até Goianésia do Pará, onde será feita homenagem póstuma, pelos companheiros de trabalho, inclusive com salva de tiros e de lá transladado para sua cidade natal de Conceição do Araguaia, onde será sepultado no domingo (31).

Os comandantes do IV CPR Coronel Barata, 13º BPM de Tucuruí Tenente Coronel Mascarenhas e o do Destacamento da Polícia Militar de Goianésia do Pará, Capitão Mendes, lamentam a perda prematura da grande militar que ao longo tempo de sua atuação nas fileiras da PM sempre foi um exemplo, quebrando paradigmas e rompendo fronteiras.




4 comentários:

  1. Gostaria de saber mais informações desse acidente, pq Danilo é meu primo. Estamos aflitos aqui em Belém.

    ResponderExcluir
  2. Ela sempre estará em nossos corações era uma guerreira dedicada a seu trabalho. Gostava de ajudar o próximo!
    Ass. Sd c freitas parauapebas

    ResponderExcluir
  3. Lamentável! Deus a tenha no descanso eterno e conforte seus familiares.

    ResponderExcluir
  4. Ser policial no Brasil não é fácil mesmo, principalmente no Pará. Além dos riscos que correm ao defenderem os cidadãos que nem ao menos conhecem pela miséria que recebem de salário e as péssimas condições de trabalho, saem pro trabalho sem a certeza de voltarem pra suas famílias. Saúde, educação e segurança têm que ser valorizados nesse país. Que Deus conforte a família da policial.

    ResponderExcluir