Pesquise as matérias do JT:

segunda-feira, 17 de março de 2014

BR 422: Após 12 h rodovia e liberada em Tucuruí












WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Por voltas das 18 h desta segunda-feira (17), os mais de 800 manifestantes ligadas aos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais vindos dos municípios do entorno do lago de Tucuruí juntamente com o Movimento dos Atingidos por Barragem – MAB e com o reforço dos servidores do Hospital Regional de Tucuruí em greve, resolveram suspender o acampamento e liberar a BR 422, fechada por 12 h, na altura do km 7, entre o centro de Tucuruí e a Vila Permanente.

Moradores ligados aos Sindicatos Rurais e ao MAB vindos de Cametá, Mocajuba, Igarapé-Miri, Baião, Breu Branco, Novo Repartimento, Goianésia do Pará e Tucuruí acamparam por 12 h na BR 422 impedindo à trafegabilidade, segundo as lideranças, as manifestações só estão começando.

Na pauta, os manifestantes exigem o cumprimento de suas demandas pelos governos municipal, estadual e federal.

Dentre os pontos a recuperação das péssimas condições das estradas da região, o retorno das negociações fundiárias, maior investimentos na agricultura familiar, revisão da divisão dos royalties da Usina de Tucuruí para os municípios à jusante da barragem.

Prioritariamente os manifestantes exigem a implantação de um programa diferenciado no programa Luz para Todos que atenda as demanda dos ribeirinhos à jusante e montante da UHE Tucuruí; conclusão das instalações do Luz para Todos na região das ilhas; pavimentação da BR-422, entre Tucuruí e Cametá; criação da Universidade Federal da Amazônia Tocantina; construção de uma ponte no município de Cametá e o asfaltamento da PA 379 no município de Oeiras do Pará, além da continuidade da distribuição de cestas básicas para os integrantes do MAB, dentre outros.

Por volta das 18 h, com a chegada do Deputado Federal Zé Geraldo (PT) ao local, uma comissão foi formada pelos presidentes de Sindicatos dos Trabalhadores Rurais dos municípios e o MAB, onde será intermediada através do parlamentar uma reunião ampliada com os órgãos do governo para discutirem o atendimento das demandas dos manifestantes.

Segundo Roquevan Alves coordenador do MAB, os manifestantes exigem a presença de uma equipe do governo do estado para reunir com as lideranças e definir o atendimento da pauta de reivindicações que foi protocolado no Palácio do Governo para Simão Jatene, há dias, e até hoje não houve nenhum interesse de resolverem a pauta ou pelo menos terem acusado o recebimento, “nossa meta é o coletivo, sabemos dos transtornos que toda a população vem passando, mas nossas demandas são para a coletividade, os pais de famílias, os trabalhadores rurais, os ribeirinhos, é nosso foco, mas lutas como melhorias nas estradas, com isso, garantindo uma viagem com segurança, esperamos a compreensão de todos”.

Os manifestantes resolveram suspender o acampamento e liberar a rodovia, sendo que através da empresa estatal Eletronorte Eletrobras, foi viabilizada a sede social da Associação dos Servidores da Eletronorte - Aseel, na Vila Permanente, para que as famílias possam descansar e ter um local para tomar um banho e se alimentarem.

A coordenação esclarece que novas manifestações irão ocorrer na manhã desta terça-feira. “Nós só iremos parar com estas manifestações após o governo entender que a população tem seus direitos, e está cansada de enrolação”, disse Roquevan Alves.



Nenhum comentário:

Postar um comentário