Pesquise as matérias do JT:

domingo, 25 de janeiro de 2015

Transamazônica: Três mortes em acidente de caminhonete em Pacajá





WELLINGTON HUGLES
De Pacajá
Foto: Wellington Hugles

Na tarde da última quinta-feira (22), um grave acidente com uma caminhonete Triton L 200, foi registrado após 7 km do município de Pacajá seguindo em direção a Vila de Maracajá (Novo Repartimento), na BR 230 Rodovia Transamazônica, dos quatro ocupantes do veículo, três morreram na hora.
Mais um acidente fatal ocorreu por volta das 17 horas da última quinta-feira (22), na BR 230, conhecida há décadas como Rodovia Transamazônica. Segundo informações prestadas pelo Comandante do Quartel da Polícia Militar de Pacajá, Sargento Siqueira, o veículo caminhonete Triton L 200, saiu de Pacajá com destino ao assentamento Cururuí, localizado na fronteira de Pacajá e o município de Novo Repartimento, com quatro ocupantes, e na carroceria uma carga de 1000 litros de óleo diesel.

Segundo o relato do condutor do veículo João Adriano Godoy de Almeida, único sobrevivente do acidente, e que se encontra internado no Hospital Público de Pacajá, durante a viagem, um veículo tentou realizar uma ultrapassagem perigosa, foi quando o mecânico Edimar Ribeiro Campos Junior, 58 anos, que vinha na frente do lado do motorista, avistou o outro veículo em vindo em alta velocidade na direção da caminhonete, foi quando o mecânico se desesperou, e puxou o volante do veículo, com isso, a caminhonete se desgovernou, saindo da rodovia, caindo em um abismo na lateral da pista.

Com o impacto da caminhonete no fundo do abismo, morreram instantaneamente o mecânico Edimar Ribeiro Campos Junior, 58 anos, e o casal de agricultores: Ivanildo Cardoso Hungria, 38 anos e sua esposa Maria de Jesus Rodrigues Assunção, 25 anos, que estava gestante de 6 meses, todas as vítimas moravam do assentamento Cururuí.

Os corpos das vítimas foram encaminhados para a cidade de Pacajá, onde foi registrado o acidente na Delegacia de Polícia Civil, sendo autorizado pela autoridade policial, que o médico da cidade realizasse o laudo de autópsia dos corpos, sendo posteriormente liberados a funerária, que realizou os preparativos para o velório.


O sepultamento ocorreu em meio a muita consternação dos familiares e amigos, no cemitério público da cidade, na tarde da última sexta-feira (23).

Nenhum comentário:

Postar um comentário