Pesquise as matérias do JT:

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Incompetência: “Russo” suspende o início do ano letivo dos estudantes de Goianésia do Pará por tempo indeterminado


 "Russo" e "Russinho" a dupla dinâmica de Goianésia do Pará
 "Russinho" no momento da entrega do ônibus para os universitários
 O ônibus dos universitários foi parar na garaegm por consumir muito combustivel

 O ônibus superlotado que prestava o serviço de transporte escolar


Sem placas, licenciamento atrasado, sem faróis e com a manutenção atrasada, o micro-ônibus do Programa Federal Caminho da Escola, em Tucuruí realiza com precariedades e insegurança o transporte dos estudantes universitários

WELLINGTON HUGLES
De Goianésia do Pará
Foto: Wellington Hugles

A novela do “calote” dos prestadores dos serviços de transporte escolar parece não ter fim, mesmo após uma grande reunião realizada no último dia 13, provocada pelo vereador da cidade José Ernesto (PHS), com a Promotora de Justiça Francisca Suênia Fernandes de Sá, que contou com a presença de cerca de 60 pessoas, entre elas, familiares dos estudantes, além dos proprietários dos ônibus locados a municipalidade, que reclamaram à promotora, estar há meses sem receber pelo transporte escolar realizado no ano de 2014.

Ao final da reunião, a Promotora Francisca Suênia Fernandes de Sá, recomendou que o prefeito João Gomes, “Russo” e seu filho o secretário de Educação Eduardo Gomes “Russinho”, apresentassem no último dia 23, uma planilha com os valores já pagos, dos atrasados, aos proprietários dos ônibus que prestaram os serviços de transporte escolar.

Mas infelizmente, a Prefeitura não resistiu ao descumprimento da recomendação e não deu atenção a orientação da Promotoria de Justiça do Ministério Público do Pará.

Desobediente, o prefeito “Russo”, não pagou os valores atrasados aos proprietários dos ônibus que trabalharam no transporte escolar, decidindo ainda, suspender o início do ano letivo de 2015, prejudicando os mais de 9 mil alunos matriculados nas instituições de ensino municipais de Goianésia do Pará, a determinação do prefeito é por tempo indeterminado, em função a falta de condições de colocar a disposição das comunidades, tanto da zona rural como urbana, do transporte escolar, que inclusive, e dever do estado, e para isso, o Governo Federal transfere mensalmente os valores para está finalidade, mas em Goianésia do Pará, não se sabe, onde vão parar estes recursos, haja vista, os prestadores de serviços terem levado um calote em 2014, e por isso, se negam a realizar a prestação de serviços sem receberem os valores pendestes.

Fechamento da BR 155 (PA 150) - A situação dos estudantes da cidade está “russa”, os pais dos alunos tanto da zona urbana, como rural, estão organizando um ato público contra o atual “desgoverno municipal”, ameaçando realizarem uma manifestação, que poderá bloquear a BR 155, antiga PA 150, próximo a saída de Goianésia do Pará com o município de Jacundá, e também em outro ponto no trevo de acesso a Tucuruí.

Universitários - Os estudantes universitários também estão sofrendo com o descaso da gestão municipal, que mesmo tendo adquirido recentemente um ônibus novo para o transporte dos estudantes universitários à Tucuruí, suspendeu o transporte com o veículo, alegando que o ônibus consome muito combustível, colocando para realizar o transporte dos universitários um micro-ônibus do Programa Caminho da Escola do Governo Federal restringindo a quantidade de estudantes, é fato que obrigatoriamente este ônibus escolar do governo federal não pode sair da área do município, mas está sendo utilizado para o transporte de universitários para Tucuruí, denuncias dão conta que o veículo está com o licenciamento atrasado, e estrategicamente a prefeitura mandou que fossem retiradas as placas, piorando ainda, por estar com seu sistema mecânico com problemas, além de não ter faróis que possam garantir uma visualização adequada no retorno dos alunos para a cidade de Goianésia do Pará durante o horário da noite, colocando o condutor e os estudantes em risco de acidentes.

A situação de desgaste do governo municipal está calamitosa, nunca vista nos 24 anos de sua história. Nunca, nenhuma gestão municipal anterior a está, foi tão “incompetente” como a deste senhor “Russo”, afirmou o vereador José Ernesto.


Orçamento Milionário - “O prefeito fez com que a Câmara, através de seus aliados, aprovasse um orçamento para o ano de 2015 de R$ 90 milhões, e a agora não consegue explicar o porquê do “chororó” do “Russo” afirmando não ter recursos para pagar seus compromissos e credores”, disparou Ernesto. 

7 comentários:

  1. INCOMPETÊNCIA PURA. MAS ESPERAR O QUÊ SE POSSUEM UM ÓTIMO PROFESSOR.

    ResponderExcluir
  2. esse povo de goianesia e burro mesmo votar nesse tal de russo que nunca soube goverrnar nem sua propria casa.hahahaha.... e o russinho coitado cuidava da lanchonete da rodoviaria de tucurui que e do prefeito sancler. pergunta pro russo ou pro russinho qua o grau de escolaridade dos dois.hahahaha...

    ResponderExcluir
  3. ei voces pais de alunos ai de goianesia na proxima eleiçao faça como os eleitores de tucurui votem novamente no prefeito russo que e tao bom quanto sancler,valmira......

    ResponderExcluir
  4. Sem contar q rola solto apropriação indébita, nepotismo e peculato. E o povo só no whatsApp.

    ResponderExcluir
  5. MAS, ISSO JÁ ERA DE SE ESPERAR, UM NÃO CONSEGUIU ADMINISTRAR A PRÓPRIA EMPRESA, E O OUTRO QUE SE DIZ GESTÃO PUBLICA, ERA GAROTO DE RECADOS NA PREFEITURA DE TUCURUÍ - PA.

    ResponderExcluir
  6. enquanto isso o povo só no WattsApp.

    ResponderExcluir
  7. diretamente de tucurui no pará
    para goianesia no pará.....
    foi-se o russo ficou sancler!!!!

    ResponderExcluir