Pesquise as matérias do JT:

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Descaso com a educação: Falta de vagas nas escolas municipais causa fechamento do centro comercial de Tucuruí





Manisfestantes fecham o centro da cidade de Tucuruí


Familiares ficaram durante toda a madrugada em filas nas portas das escolas municipais aguardando uma vaga, sendo informadas que matriculas de alunos novos só em 2016

WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (6), data comemorativa ao Dia de Reis, a cidade de Tucuruí amanheceu com as ruas do centro comercial fechado, em função a uma grande manifestação organizada pelas mães dos alunos da rede municipal de ensino, em função a inoperância e o descaso da prefeitura na garantia da oferta de novas vagas aos alunos na rede de ensino da Prefeitura Municipal de Tucuruí.

Segundo as manifestantes, desde as 18 h desta segunda-feira (5), centenas de familiares se revezavam nas portas das escolas municipais em todos os bairros da cidade, em busca de uma vaga para os seus filhos menores na rede pública de ensino municipal, inclusive, amargando horas de espera e passando todas as dificuldades durante a madrugada, sendo que por volta das 7 h da manhã desta terça-feira (6), receberam a informação através dos porteiros das escolas, que não existem mais vagas para alunos novos nas escolas da Prefeitura de Tucuruí.

As mães inconformadas por terem passado quase 12 horas de esperar nas portas das escolas, revoltadas resolveram realizar uma caminhada ate o centro da cidade para denunciar mais este descaso com a educação dos munícipes, bloqueando as vias do entorno da Praça do Rotary, local central da cidade, exigindo a presença de alguma autoridade, além do posicionamento da Prefeitura Municipal de Tucuruí, através do prefeito Sancler Ferreira (PPS), ou de sua irmã a Secretária de Educação Helen Ferreira, pelo descaso e a falta de ofertas de vagas aos alunos do município, inclusive, as famílias ameaçam invadirem a sede administrativa da prefeitura, como forma de protesto pela inoperância da gestão pública na falta de atenção a educação dos munícipes, prometendo só saírem da prefeitura após uma solução.

Viagem ao litoral
A equipe de reportagem tentou contato com a assessoria do prefeito Sancler Ferreira, mas foi informada que a prefeitura esta de recesso até após o período de carnaval, quando a prefeitura será reaberta, e que o gestor ausentou-se da cidade para a posse do governador Simão Jatene e ainda não retornou, segundo a equipe de governo a Secretária de Educação Helen Ferreira juntamente com a Secretária de Finanças Sheila Vaz, além de seus familiares e amigos, estão desde a virada do ano em turnê pelo estado do Maranhão, em visita as praias de águas salgada, regada a muita água de coco, e drinks com camarão rosa.

Os funcionários públicos denunciam o atraso no salário ainda do mês de dezembro de 2014, que até esta data não foram pagos, além de parte do 13º salário.

Com isso, após o Decreto de Sancler Ferreira datado de 30 de dezembro de 2014, de número 45, que ficou conhecido como o Decreto de Simão Jatene, em face, a coincidência da homenagem ao número 45, do partido de Jatene, o qual exonerou os 3 mil funcionários contratados há 6 anos por Sancler Ferreira, sendo assim, as escolas ficaram sem funcionários para dar atendimento e atenção as famílias, que vão em busca da rematrícula e de novas vagas na rede de ensino fundamental do município para seus filhos, é fato, que nas creches municipais, apenas 5 vagas foram ofertadas para 2015, mostrando também o total descaso com a educação infantil dos moradores de Tucuruí.


Até o fechamento desta edição nenhum dirigente da Prefeitura de Tucuruí ou da Secretaria de Educação Municipal, deu qualquer explicação ou atendeu os manifestantes, que prometem continuar com o bloqueio durante todo o dia. 

2 comentários:

  1. Invejoso..pobre e descarado...quero ver tu olha na minha cara la na faculdade. Helen.

    ResponderExcluir
  2. nossa sou filha de tururui, e muito triste em ver Tucurui nessa situaçao...

    ResponderExcluir