Pesquise as matérias do JT:

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Parlamentares tucuruienses aprovam doação de terreno a Justiça Federal

Vereador vice-presidente da Câmara Bena Navegantes, juiz federal Wagmar Silva e o vereador presidente da Câmara Florival Nunes



WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Doação de terreno a Justiça Federal - Em sessão ordinária realizada na manhã desta terça-feira (14), a Câmara de Vereadores de Tucuruí assinou o termo de aprovação da doação de uma área da municipalidade para a construção da sede da Justiça Federal, em Tucuruí, esteve presente a sessão o Juiz Federal Wagmar Silva, que na oportunidade agradeceu aos vereadores pela aprovação do Projeto de Lei, que autoriza a doação da área de terra localizada no bairro da Nova Matinha.


Segundo o juiz Wagmar Silva, esta primeira fase foi coroada com êxito, “estaremos aguardando apenas a titularização da área, e a entrega dos documentos de doação pela prefeitura, para que possamos passar para a segunda fase, que será a busca da formatação do projeto e recursos junto a Justiça Federal para a efetivação da construção da sede própria em Tucuruí”. 

Sabemos das dificuldades para a construção de um prédio de grande envergadura para a Justiça Federal, que atenderá a região do lago de Tucuruí, mas pela importância do trabalho desta instituição, que neste período de sua instalação, já alavancou através dos inúmeros processos julgados e sentenciados, cerca de R$ 14 milhões em movimentação financeira para a região.

“Temos certeza que nossa meta será alcançada, no menor tempo possível, dentro de um cronograma da Justiça Federal, que tem alguns outros municípios com sedes provisórias mais antigas, com carência de sede própria, mas faremos todos os esforços possíveis para coroarmos nossa região com esta sede, que é de vital importância para o atendimento com maior comodidade aos nossos munícipes de Tucuruí e dos municípios circunvizinhos”, afirmou Wagmar Silva.



Um comentário:

  1. Amigo coloca a matéria das imprensas q foi falado na seção de hoje na câmara

    ResponderExcluir