Pesquise as matérias do JT:

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Hospital Regional de Tucuruí: Greve dos médicos anestesistas suspendem cirurgias




WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles
A Cooperativa de Médicos Anestesiologistas no Estado do Pará (Coopanest/PA), suspenderam por tempo indeterminado a realização das cirurgias eletivas que estavam programadas no Hospital Regional de Tucuruí, em função ao não cumprimento das metas estabelecidas na última paralisação realizada em 2013, e em função ao atraso de três meses dos salários, a classe resolveu cruzar os braços até que o governo do estado regularize as pendências dos médicos anestesistas.  

Segundo o representante da Coopanest/PA, os pagamentos relativos aos meses de novembro e dezembro de 2013 e janeiro de 2014 estão atrasados, sendo insustentável a realização das cirurgias eletivas já programadas, por isso a suspensão das atividades, que iniciaram no último dia 5, “deflagramos uma grave silenciosa, mantendo o atendimento de urgência”, esclareceu o médico Nazareno Baia.  

Como a cidade de Tucuruí praticamente está a mercê da falta de atendimento a saúde básica de seus munícipes, pelo caos que se instalou com o fechamento do hospital municipal e da maioria dos postos de saúde da família nos bairros desde o ano de 2010, e ainda com a transferência da maternidade municipal para dentro do Hospital Regional, que é gerido com os recursos do Governo do Pará, todas as cirurgias eletivas da cidade, estão sendo encaminhados para o Hospital Regional, com isso, os médicos anestesistas, estão trabalhando o triplo, e não recebendo os seus provimentos, inclusive, deixando de receber os recursos que são transferidos para a prefeitura de Tucuruí para estes fins, ficando o estado responsável pelas cirurgias de responsabilidade da Secretaria Municipal de Saúde de Tucuruí.

A atitude tomada pelos médicos anestesistas, que não aguentavam mais trabalhar sem receber, e por estar vendo os milhões de reais serem canalizados mensalmente para o atendimento básico de saúde em Tucuruí, e o serviço serem inexistente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário