Pesquise as matérias do JT:

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Distrito de Maracajá: Trio fez a limpa na casa paroquial


Os policiais militares do sub-destacamento de Maracajá com o arrombador Samuel da Cunha Assunção, juntamente com o adolescente de 17 anos e o receptor Ezequiel Ferreira de Sousa
Comandante do Destacamento de Novo Repartimento Capitão Juniel juntamente com o Sargento Siqueira do Sub-Destacamento da PM do Distrito de Maracajá

WELLINGTON HUGLES
De Novo Repartimento
Foto: Wellington Hugles


Passado dez dias da ação delituosa realizada por três elementos, que culminou com o arrombamento da Casa Paroquial da Igreja Católica do distrito de Maracajá, em Novo Repartimento, de onde foram furtados os equipamentos de sonorização, as batinas do padre, âmbula, patena, cálice, teca e hóstia e diversos outros objetos de valores, a Polícia Militar capturou Ezequiel Ferreira de Souza, 22 anos, receptador dos produtos roubados, além de Samuel da Cunha Assunção, 18 anos e o adolescente de 17 anos, todos suspeitos da ação delituosa, sendo apresentados ao delegado Valério Oliveira da Costa Alvarenga de Novo Repartimento.

Através de um árduo trabalho da equipe do Sub-Destacamento da PM no Distrito de Maracajá que tem a frente o Sargento Siqueira e com o apoio do Cabo França, após uma denuncia anônima do suposto receptor Ezequiel Ferreira de Souza, que teria comprado o produto oriundo do roubo a casa paroquial em Maracajá.

A equipe da PM foi ao encalço dos suspeitos e a “casa caiu”, tanto para o receptor, que “cantou a pedra” quem foram os seus “fornecedores”, e no final da tarde desta quarta-feira (12), “a limpa” foi feita em Maracajá.

Ezequiel Ferreira de Souza que adquiriu o roubo, juntamente com o elemento arrombador Samuel da Cunha Assunção, 18 anos, foram detidos por suspeitas de envolvimento na ação criminosa, a PM também apreendeu o adolescente de 17 anos, que também foi apresentado a autoridade policial, que iniciou os procedimentos legais na qualificação dos acusados e ao adolescente serão observadas as medidas socioeducativas previstas na ECA.

O Comandante do Destacamento de Novo Repartimento Capitão Juniel, aproveitou a elucidação deste crime para avisa aos mal feitores, que pensam que no município de Novo Repartimento eles “vão criar asas”, fiquem espertos, por que a PM vai atuar de formar a garantir a tranquilidade aos munícipes, e incansavelmente vão tirar de circulação os elementos nocivos ao convício social.

Infelizmente até a casa de Deus não está mais sendo respeitada, não entendemos o porquê, de estes elementos chegarem ao ponto de furtar todo o aparato utilizado para as cerimonias religiosas, inclusive as hóstias e até a batina do padre.

Tudo leva a crer que os elementos queriam passar o Carnaval, fantasiados como missionários.


2 comentários:

  1. Complicou por aí apela para São "Juvita"! rsrsrsrs... Deus seja com todos.

    ResponderExcluir
  2. essa equipe ai do Maracajá é pesada os criminosos que se cuide porque se não a moita fecha com eles.

    ResponderExcluir