Pesquise as matérias do JT:

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Sancler Ferreira garantiu R$ 700 mil para o custeio do Bloco Minhocão e do Carnaval de 2016



 Sancler Ferreira garantiu R$ 700 mil para a festa do Carnaval
Foto: Arquivo/PMT
 
A Prefeitura de Tucuruí firmou um convênio com a Liga dos Blocos de Tucuruí (Liblotuc) para garantir a realização do Carnaval 2016. Contudo, o desfile das escolas de samba não acontecerá pelo segundo ano consecutivo, segundo afirmação dos coordenadores, “pela não prestação de contas das escolas à Liga das Escolas de Samba de Tucuruí (Liestuc) no ano de 2014”. 

Conforme Ademildo Medeiros, que atualmente assume a presidência da Liestuc e da Liblotuc, apesar de não acontecer o tradicional desfile das escolas de samba nas Escadarias, o carnaval da cidade não será prejudicado.

Com o convênio assinado, na ordem de R$ 700 mil (a confirmar), a prefeitura garante toda a infraestrutura para a realização da festa bem como o repasse de cerca de R$ 2 mil, para cada dirigente dos blocos fazerem a alegria dos brincantes. 

O percurso e as atrações já foram confirmados e o bloco popular Minhocão já tem saído às ruas da cidade, desde o segundo domingo de janeiro.
O prefeito Sancler Ferreira (PPS), comentou sobre a mudança, e lembrou que o desfile das escolas de samba da cidade faz parte da festa, mas não representa o carnaval em si. 

Contas - A grande perda da festa de Momo em Tucuruí neste segundo ano será a ausência das cinco escolas de samba. Conforme explica Ademildo Medeiros, atual presidente da Liga das Escolas de Samba Tucuruí (Liestuc), as escolas estão impedidas pela Justiça de firmar convênio com instituições públicas por não terem prestado contas quanto aos repasses do carnaval de 2014. 

Dentro da proposta do cronograma financeiro para o custeio do Carnaval de 2016, cerca de R$ 300 mil serão gastos com a estrutura do Bloco Minhocão e R$ 400 mil para os quatro dias de folia dos Blocos Carnavalescos, que deverão receber apoio financeiro no aporte de R$ 2 mil reais cada bloco e estão liberados para vender os abadás aos brincantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário