Pesquise as matérias do JT:

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Vereadores: Vieira, Bena, Dodô e Cleuton Marques denunciaram pelo crime de calúnia e difamação o técnico em telegrafia José Adão Costa dono do Sistema Floresta de Comunicação - SBT Tucuruí de Rádio e Televisão

 O telegrafista José Adão Costa construiu um "império" a partir de Tucuruí, mas foi denunciado pelos vereadores pelo crime de calúnia e difamação (na foto o empresário curtindo um bronze nas praias litorâneas)


 Vereador José Vieira propulsor da denuncia contra José Adão Costa e o Sistema Floresta de Comunicação

Vereador Dodô comungou com a denuncia e afirmou que esta rádio presta sim, um desserviço a Tucuruí e região

Bena Navegantes afirmou que este senhor Adão, só pensa em se dar bem, e se locupletar com os recursos públicos através de suas empresas, e que vai ter que provar suas acusações

O advogado Cleuton Marques questionou quais os serviços que esta rádio e televisão vêm prestando em prol da população, a não ser estar sempre em defesa do poder econômico dos gestores de Tucuruí e região, e afirmou que Jose Adão vai ter que provar que o vereador Cleuton, já recebeu alguma vez "mensalinho" do prefeito Sancler

WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Na sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Tucuruí, na manhã nublada desta terça-feira (4), na presidência do vereador Florisval Nunes, presentes os vereadores, a saber: Bena Navegantes, Dionei Tardinni, Marajá, Cleuton Marques, Cantão, Vieira, Peri, Pé de Ferro, Dodô, Davison Free Way, Jairo Holanda, ausente o vereador Deley Santos que se encontrava em viagem para Belém.

O vereador José Vieira de Almeida (PDT), aproveitou seu pronunciamento para denunciar na tribuna da Câmara de Vereadores de Tucuruí, que o “empresário” José Adão Costa, proprietário do Sistema Floresta de Comunicação – SBT – Canal 12 – Rádio Floresta AM e FM, que segundo o vereador Viera, não tem respeito com a população, e mesmo ele não tendo mais moradia fixa na cidade, apenas vem aqui receber os louros dos “pacotes” fechados com a gestão municipal. O vereador Vieira, desconfia que possa ser represália em função a Câmara não ter nenhum contrato com a Rádio e Televisão Floresta.

Segundo Vieira, o “senhor Adão”, foi incisivo em afirmar a existência de um esquema de “mensalinho”, recebidos pelos vereadores com acento no Poder Legislativo.

“Este cidadão não mora aqui, suas empresas são todas em Belém, não recolhe impostos significativos a nossa cidade, e vem aqui apenas receber os valores dos altos contratos com a prefeitura de Tucuruí e dos demais municípios do Lago”, estaremos impetrando processo judicial contra este “cidadão”, que caluniou de forma vil, estes vereadores, afirmando que “os vereadores estavam recebendo um “mensalinho” do prefeito Sancler Ferreira para fechar os olhos das prováveis irregularidades na prefeitura”.

Os vereadores Bena Navegantes e Dodô, também apoiaram o vereador Vieira, na ação judicial, e denunciaram também que esta rádio sempre esteve contra o povo, e a serviço dos prefeitos que pagam a mídia na região, “isolam a população de participação e usam as seus meios de comunicação como defesa dos prefeitos e políticos aliados dos seus proprietários”.

Os vereadores farão o pedido de direito de resposta, e exigem que, “este “cidadão José Adão” esteja presente para se explicar e falar com sua voz “grossa e faceira”, para desmentir suas denuncias infundadas”, mas também será alvo de representação judicial.

O vereador Cleuton Marques na tribuna da CMT, denunciou ainda, que José Adão não mora em Tucuruí e recebem recursos dos cofres públicos, perguntando a população da cidade. Qual o trabalho que José Adão faz em prol de Tucuruí? Quantos dias este cidadão passa na cidade? A não ser quando vem receber os valores mensais da PMT.

Cadê o trabalho de imparcialidade do Sistema Floresta em divulgar as demandas da Câmara, a equipe de reportagem é direta em afirmar que não o fazem, por que, estão proibidos por “José Adão e seu filho Marcelo Bilhões de gravar e fazer matérias por que não tem contrato com a Câmara, se não pagam, não tem notícia”.

Este “homem” passou de comunicador para “fofoqueiro”, afirmando que, “dizem por ai”, que vereadores estão recebendo “mensalinho”.

Agora, ele vai ter que provar, e ter que nos indenizar todos os 13 vereadores, pelo crime de calúnia e difamação. Se ele quer defender seu “ganha pão”, “e o seu chefe, o prefeito”, tentando desvirtuar os culpados e colocar os vereadores como vilão e culpá-los pelo caos e o descaso vistos em toda a cidade.


Tudo ficou claro que no contraponto, sempre José Adão Costa faz parte destas entrevistas picantes no programa Tucuruí Agora na Rádio Floresta do Sistema Floresta de Comunicação, para tentar desvirtuar a realidade, e agora com a possibilidade de Sancler Ferreira ter ofertado apoio ao seu filho Marcelo Bulhões Costa, como seu sucessor. Por isso, Adão ficou feliz, e com maior interesse de “abocanhar” toda a prefeitura de Tucuruí, como já o fez em vários mandatos anteriores, fazendo as conhecidas matérias “populares” de denuncias de desserviços, para poder ser chamado e colocar o fim na participação popular nos programas de rádio e televisão.

3 comentários:

  1. ze adao esta corretamente certo, e todos nos sabemos disso,inclusive o folha de tucurui. vamos deixar o circo pegar fogo.

    ResponderExcluir
  2. ouvi todo programa o sr José Adão não falou nada demais para os vereadores, o que eles estão querendo é desviar o foco. O problema é entre vcs e esta administração corrupta. aliás com conivência da câmara.

    ResponderExcluir
  3. Realmente o Zé Adão errou ao afirmar sobre o mensalinho. Na realidade, para os padrões de Tucuruí, é MENSALÃO mesmo. O que intriga é por que o integro e honesto Zé Adão só agora descobriu o assunto. Alias não é descobriu. O certo é "cobriu" a matéria.É uma só quadrilha.

    ResponderExcluir