Pesquise as matérias do JT:

sábado, 15 de novembro de 2014

Prefeito Adimilson Mezzomo é afastado pela Câmara de Vereadores de Breu Branco


Ex-prefeito Adimilson Mezzomo de Breu Branco e Sancler Ferreira ainda prefeito de Tucuruí, mas que atravessa uma campanha popular de impeachment




Prefeito Adimilson Mezzomo é afastado pela Câmara de Vereadores de Breu Branco

WELLINGTON HUGLES
De Breu Branco
Foto: Wellington Hugles e Luiz Gomes

Ocorreu na tarde desta sexta-feira (14), uma sessão extraordinária da Câmara de Vereadores do município de Breu Branco, sudeste do Pará, onde após 2 h de muitos debates, 7 vereadores, do total de 13 parlamentares com assento naquela Casa de Leis, decidiram pelo afastamento do prefeito Adimilson Mezzomo (PSDB), pela prática de crimes contra o erário público, durante a sessão dezenas de pilhas de documentos foram apresentados, comprovando a realização de licitações irregulares, contratos duvidosos, pagamentos irregulares, funcionários fantasmas, inclusive, parentes de vereadores da base de sustentação política do ex-prefeito Adimilsom Mezzomo, além de contratos com as empresas de propriedade destes mesmos parlamentares.

Muitas foram às denúncias que vieram a tona através dos vereadores, o presidente da Casa de Leis, vereador Hildebrano de Souza Azevedo, presidiu a sessão que culminou com o afastamento do prefeito do PSDB Adimilson Mezzomo, dando posse imediata ao vice-prefeito, que assumiu interinamente a Prefeitura de Breu Branco, Francisco de Sá Bezerra – “Chico Cabeça Branca” – PR, em solenidade oficial durante a sessão extraordinária, no início da noite.

As galerias da Câmara estavam repletas de populares, que exigiam que os parlamentares, afastassem o prefeito, além de aprovarem a abertura de uma CPI para apurar todas as arbitrariedades executadas ao longo destes quase 2 anos de mandato do agora ex-prefeito Adimilson Mezzomo.

Segundo os vereadores, ficou escancarado e impossível de ser comprovado o enriquecimento promissor e rápido do gestor, que em apenas 2 anos, conseguir multiplicar em 10 vezes seu patrimônio, que em 2012 não chegava a R$ 110 mil, e hoje já ultrapassam milhões, “queremos a devida comprovação das fontes destes recursos e sua declaração junto ao fisco”, salientaram os vereadores breuenses.

Foi elencado ainda, que até pessoas ligadas ao poder judiciário do município, tem envolvimentos comercias com a municipalidade, com a locação de veículos e ambulâncias, para atender a prefeitura, segundo os vereadores, o poder judiciário teriam que há muito tempo ficar em suspeição, para dirimir qualquer procedimento judicial, onde figura como autora ou ré a municipalidade na gestão de Adimilson Mezzomo.

Contra o Povo
Foram horas de tensão, onde os vereadores da base de sustentação do prefeito, a saber: Ronaldo Sousa do Nascimento - “Ronaldo” - PSDB; José de Jesus Tagra Aguiar Filho - “Taja” - PSD; Adenilton Carneiro de Sousa - “Irmão Denis” – PSC; Oldeny Freitas Meira - Nêga - PR; Raimundo Nonato Viana – “Nonatão” – PR e Caetano Corrêa Brito – “Caetano – PDT, tentaram a todo custo inviabilizar a sessão e impedir tanto o afastamento de “seu chefe”, como a abertura da Comissão Permanente de Investigação (CPI), mas fracassaram na tentativa por estarem em minoria.

A favor do Povo
Votaram a favor do povo e conscientes que o afastamento pelo período de 90 dias do prefeito Adimilsom Mezzomo, os vereadores, a saber: Hildebrano de Souza Azevedo - “Hildebrano” - PR; Rosani Loureiro –“Rosani” – PMDB; Iraneide de Fátima Cardoso da Silva – “Iraneide do Sindicato” – PP; Vicente de Paula Chaves Pompeu – “Vicente do Gás” – PMDB; Eliane Tavares Figueira – “Eliane da Colônia” – PRB; Raimundo Rildo Melo – “Rildo da Pesca” – PMDB e Gilma Soares da Costa – “Gilma do Garcês” – PSC, por entenderem que esta decisão vai contribuir nas investigações e comprovar juridicamente as falcatruas e irregularidades que se instalaram dentro do poder executivo de Breu Branco, e após estes levantamentos, confirmar as denúncias, e assim efetivando definitivamente a cassação de Adimilson Mezzomo, em função as suas falcatruas e crimes cometidos ao longo dos 2 anos de sua gestão contra o patrimônio público.

Mezzomo vai recorrer a justiça em busca do retorno ao cargo
A equipe de reportagem tentou contatos com o prefeito afastado de Breu Branco Adimilson Mezzomo e com sua assessoria, mas ninguém quis dar nenhuma declaração, apenas informaram que estariam impetrando liminar para a sua reintegração ao cargo, ainda neste sábado (15), feriado nacional em comemoração ao dia da Independência do Brasil.

"Chico Cabeça Branca" exonera secretariado de Mezzomo, e inicia um governo popular
O prefeito empossado interinamente Francisco de Sá Bezerra – “Chico Cabeça Branca” – PR, oficializou a exoneração de todos os secretários e diretores do 1º escalão do governo, e ainda neste sábado (15), mesmo sendo feriado, vai cumprir expediente, e se inteirar da real situação administrativa e financeira do município, para que na segunda-feira (17), possa providenciar a abertura de todos os arquivos e documentos necessários para que a CPI da Câmara, composta pelos parlamentares: Hildebrano de Souza Azevedo - “Hildebrano” - PR; Rosani Loureiro –“Rosani” – PMDB e Iraneide de Fátima Cardoso da Silva – “Iraneide do Sindicato” – PP, possam iniciar o trabalho de apuração das denúncias.

O prefeito de Breu Branco Francisco de Sá Bezerra – “Chico Cabeça Branca” – PR, também vai providenciar atender as demandas da população e entidades representativas de classe, além de iniciar os pagamentos dos fornecedores e funcionários municipais, que se encontram com seus pagamentos pendentes há meses, com isso, garantindo a funcionalidade da prefeitura, dando início a um governo transparente e democrático, onde quem terá vez será o povo que são os verdadeiros responsáveis pela existência de Breu Branco.

2 comentários:

  1. No Breu existe vereadores que tem vergonha na cara, não ficam se vendendo, prejudicando o povo. E provaram no momento em que afastaram esse prefeito do poder. Enquanto os vereadores de Tucuruí ficam se vendendo. Mal eles sabem que o que vem fácil vai fácil. pois quem quer se dar bem a custa do suor do povo nunca prosperará.

    ResponderExcluir
  2. boa noite, é verdade esses vereadores de tucurui se vendem por qualquer migalha, e o prefeito deitando e rolando, até o apartameto que ele morava lar em belém ja vendeu e se mudou, comprou outro mais chiqui, ficava no bairro umarizal bairro de bacana.

    ResponderExcluir