Pesquise as matérias do JT:

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Orçamento 2017: Sancler Ferreira apresenta orçamento de R$ 306 milhões para o ano de 2017 à Câmara de Vereadores






Orçamento 2017: Sancler Ferreira apresenta orçamento de R$ 306 milhões para o ano de 2017 à Câmara de Vereadores




WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Os vereadores da Câmara de Tucuruí, sudeste do estado, deverão apreciar e aprovar em sessão ordinária, o Projeto de Lei encaminhado pelo Prefeito Sancler Ferreira, que visa estabelecer previsão orçamentaria para o exercício de 2017 e da outras providências.

Os parlamentares deverão aprovar por maioria dos vereadores, em dois turnos a mensagem de autoria do Poder Executivo. A LDO que visa o Orçamento do Município de Tucuruí para o ano de 2017 no valor global de mais de R$ 306.970.123,84.
A população aguarda que o Poder Legislativo através dos vereadores eleitos pelo povo, mostre para o que foram eleitos, pois terão a oportunidade pelo quarto ano consecutivo de discutir o Orçamento do Município para 2017, e terão a possibilidade de apresentar emendas orçamentarias e destinar recursos para os setores menos assistidos nos últimos 4 anos do atual governo.

Esperamos que os vereadores tenham bom censo, e possam dar governabilidade ao próximo prefeito que será eleito em outubro próximo, garantido um orçamento enxuto e direcionado as camadas menos assistidas e não cometam os equívocos dos últimos 4 anos, aprovando a “toque de caixa” tudo que Sancler queria, e garantindo que ele cometesse as “pedaladas fiscais” que deram garantia aos maiores escândalos de corrupção na Prefeitura de Tucuruí na sua história de 65 anos de emancipação política.
Desgoverno - Quem viver verá, que as “pedaladas fiscais e orçamentarias” escandalosas cometidas nos últimos 8 anos de governo do atual prefeito Sancler Ferreira, serão futuramente apuradas e os responsáveis serão enquadrados dentro dos rigores da lei.

É fato, que Sancler Ferreira tinha feito uma previsão para o orçamento de 2016 de R$ 287 milhões, que garantiriam com o grande aumento de arrecadação, “geração de emprego e renda e o crescimento do município”, mais que ninguém viu, pelo contrário, tivemos mais um ano de retrocesso, que a população de Tucuruí já vem sofrendo nos últimos 8 anos, e o que realmente tivemos, foi a proliferação de mais processos de improbidade administrativa e malversação dos cofres públicos, valendo-se o prefeito para livra-se destas ações imediatas, sua imunidade por possuir foro especial e o auxilio da manutenção da mídia, onde o gestor municipal orçou para 2016, mais de R$ 3 milhões para divulgação institucional, deixando de investir recursos para o aumento da assistência à saúde e a geração de emprego, dando continuidade no caos social e financeiro, e no colapso da saúde e educação, que atravessa a cidade de Tucuruí, mas, mantendo o “cala boca” mensal aos meios de comunicação (rádios, jornais e televisão) com uma mídia totalmente ao avesso da realidade vivida pelos tucuruienses.

Mais o tempo vai mostrar, após o mandato deste prefeito, o quanto de mal foi causado por este “cidadão” tucuruiense Sancler Ferreira a sua coletividade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário