Pesquise as matérias do JT:

sábado, 18 de julho de 2015

Tucuruí: Fiscal do Detran atropelado em operação







 Fiscal do Detran atropelado em operação

Um agente de trânsito foi atropelado por um motociclista sem habilitação e que dirigia sob o efeito de álcool, na noite do último sábado, 18. O atropelamento ocorreu às 21h30, na barreira montada pela operação da Lei Seca, do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) e da Polícia Militar, na Avenida Veridiano Cardoso, em Tucuruí, Sudeste do Estado. O condutor Juvenal José Silva desobedeceu a ordem dos fiscais para parar e atingiu o agente Antônio Hélio Alves dos Santos, que foi projetado a cerca de alguns metros de distância e bateu com a cabeça no chão, segundo descreveram as testemunhas.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Trânsito do Estado do Pará (Sindtran), preocupado com a falta de condições adequadas para o trabalho dos agentes, como barreiras plásticas que impediriam o atropelamento, ameaça que seja auspensa a fiscalização no veraneio a partir da semana que vem. "Já é o terceiro incidente envolvendo fiscais de trânsito nos últimos meses", afirma.

O agente foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de  Urgência (Samu) e levado inicialmente para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, mas acabou sendo transferido para o Hospital Regional de Tucuruí. O chefe da equipe se fiscalização, agente Fábio Santiago, informou que o paciente recebeu alta ao meio-dia deste domingo, 19. Exames constataram uma pequena fissura craniana, mas ele foi liberado para ficar de repouso no hotel em que está instalado. Hélio foi dispensado do trabalho para tratamento de saúde.

O condutor trazia como passageiro Paulo Sérgio Arruda, motocicleta Honda CGC 150, de placas NTC-9789. Juvenal foi submetido ao teste do bafômetro, que constatou 0,99 mg/l de álcool, confirmando que ele dirigia sob o efeito de bebida alcoólica. A Operação Verão objetiva justamente coibir motoristas de dirigirem alcoolizados. Juvenal foi apresentado na Delegacia de Tucuruí, onde foi registrado o boletim de ocorrência. Os policiais da Seccional de Tucuruí confirmaram que Juvenal permanece preso. Ele foi autuado por motivo de lesão corporal culposa, embriaguês ao volante e dirigir sem Carteira Nacional de Habilitação.

Segundo o presidente da Associação Estadual dos Agentes de Fiscalização do Detran (Agedetran/PA), agente Thiago Reis, " a agressão poderia ter sido facilmente evitada se a autarquia tivesse adquirido materiais básicos para a segurança dos agentes, como a barreira plástica de contenção. "Embora o Detran seja o segundo  maior órgão arrecadador do Pará, perdendo apenas para a Sefa, os agentes trabalham sem a mínima segurança, faltam cones, lombadas plásticas, lanternas, as viaturas estão sucateadas e em quantidade reduzida, assim como os materiais de sinalização e rádios. "

O presidente do Sindtran lembra que o governo do estado ainda não cumpriu a promessa de equiparação do risco de vida dos agentes de trânsito com os demais agentes da Segurança Pública, conforme ações o firmado no encerramento da greve, no mês passado, entre o sindicato, o chefe da Casa Civil, José Megale, o diretor do Detran, Nilton Ataíde, e o secretário de Segurança Pública, Jeannot Jansen.

"O sentimento é de tristeza e de revolta, pois o trabalhador de trânsito é penalizado pela precária estrutura da autarquia. A greve de 23 dias, encerrada em 19 de junho, buscou a valorização do trabalhador e melhorias que garantissem a segurança viária. A sociedade sofre os impactos do sucateamento e da precarização do Detran", completa o vice-presidente do Sindtran, Reyson Gibson.

Na segunda, 20, o Sindtran vai oficiar a direção do Detran para que providências urgentes sejam tomadas para garantir a segurança dos fiscais em operação de trânsito no estado. E, com o mesmo objetivo, os dirigentes da Agedetran se reúnem com a direção do Detran, no próximo dia 29.


Fonte: Jornalista Enize Vidigal - Assessoria de Imprensa 

Nenhum comentário:

Postar um comentário