Pesquise as matérias do JT:

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Posse do vereador Bena Navegantes no cargo de prefeito interino de Tucuruí em cumprimento à decisão proferida pelo poder judiciário através de liminar

Prefeito tranquilizou servidores quanto ao pagamento do décimo terceiro salário e afirmou que vai manter compromissos e trabalhos




De presidente da Câmara Municipal de Tucuruí a prefeito, Benedito Joaquim Campos Couto (PROS), o Bena Navegantes, assumiu hoje (14) a Prefeitura de Tucuruí em meio a um furacão de acontecimentos. Bena é o terceiro prefeito do município este ano e assume com o discurso de apaziguar e acalmar os ânimos depois que o prefeito Artur de Jesus Brito (PV) foi afastado do cargo nesta segunda-feira (13), por determinação do juiz substituto Pedro Enrico de Oliveira, que responde pela 1ª Vara Cível e Empresarial da Comarca do município.

A posse do novo líder do executivo aconteceu nesta manhã no plenário da Câmara Municipal de Tucuruí sob os olhos atentos e esperançosos de populares, líderes comunitários e autoridades.
Bena Navegantes diz esperar poder dar uma resposta imediata para a sociedade e pretende “apaziguar as coisas”. “O objetivo agora é fazer de tudo para tranquilizar toda a população diante dos últimos acontecimentos e todos os servidores apreensivos quanto ao pagamento do décimo terceiro salário. Quero afirmar que vamos honrar os compromissos e trabalhos que já estão sendo feitos”, declarou o prefeito empossado.

Bena Navegantes foi notificado pela Justiça para que a Mesa Diretora desse posse ao presidente da Casa ao cargo de prefeito de Tucuruí no prazo de 24 horas, sob pena de pagar multa diária e pessoal no valor de R$ 10.000,00.

Prefeito afastado - Bena Navegantes assume depois que o prefeito Artur de Jesus Brito (PV) foi afastado do cargo nesta segunda-feira (13), por determinação do juiz substituto Pedro Enrico de Oliveira, que responde pela 1ª Vara Cível e Empresarial da Comarca do município.
A decisão atendeu pedido do Ministério Público do Estado do Pará que denunciou o gestor por improbidade administrativa. No dia 8 deste mês a promotora Amanda Luciana Sales Lobato lavrou termo de depoimento prestado por Alexandre França Siqueira, sócio da empresa Siqueira Locações Ltda, que informou mobilização para realização de aferição de medições de serviços de forma irregular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário