Pesquise as matérias do JT:

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Acusação criminosa: Família esclarece acusações levianas



Acompanhe o vídeo emocionante da mãe de Gabriel
 Gabriel Sousa Oliveira estava em Marabá no dia e horário dos fatos ocorridos

A mãe Flávia Nascimento Sousa e seu filho Gabriel Sousa Oliveira vão acionar o Ministério Público para que sejam tomadas as providências cabíveis



Uma das inúmeras postagens que foram publicadas contra o jovem Gabriel Sousa Oliveira


Rodolfo Hugles

De Tucuruí

Foto e Vídeo: Gil Feitas

A senhora Flávia Nascimento Sousa, moradora da cidade de Tucuruí, atualmente exercendo a função de Agente de Endemias na Prefeitura de Tucuruí, procurou nosso meio de comunicação para tornar público através do Jornal de Tucuruí, o esclarecimento das acusações levianas e infundadas, imputadas ao seu filho Gabriel Sousa Oliveira, 19 anos.


Segundo o relato de Flávia Nascimento, seu filho está correndo risco em sua integridade física, em função a postagem da foto de seu filho e de um áudio que foi amplamente divulgado nas redes sociais e no watsap, noticiando que o suspeito do estupro do menor teria sido preso, fato ocorrido no último domingo (31), que inclusive sensibilizou toda a população da cidade, ocorre que, comprovadamente a mãe esclareceu que Gabriel Oliveira, viajou para a cidade de Marabá, na companhia de duas testemunhas, onde foi realizar na manhã do domingo 31 de julho a prova para praça da Polícia Militar do Pará, ocorrida no horário das 8:00 as 12:00h, e que, logo após o término do certame, os amigos almoçaram e retornaram para a cidade de Tucuruí, chegando por volta das 23:00 h do domingo 31. 


Sendo, segundo sua mãe, humanamente impossível que Gabriel Oliveira estivesse em dois lugares ao mesmo tempo. 


Sendo seu filho inocente, mais foi exposto ao escárnio público, segundo sua mãe, “através das declarações de um radialista licenciado da rádio comunitária Philadelphia”.


Fato que acarretou um problema gravíssimo ao bom nome de sua família e colocando em risco a própria vida do jovem de 19 anos, que está sendo marginalizado por todos os que tiveram acesso às acusações infundadas, pelo grave e inconsequente áudio de afirmação, que segundo afirma Flávia Nascimento Sousa, "foi de autoria deste radialista", segundo ela afirma, ter levado ao seu filho Gabriel ser o suspeito de ter molestado o menor de 10 anos.


Mais aqui fica o repúdio da família e o esclarecimento deste fato, onde Gabriel Sousa Oliveira também está como vítima. E que as acusações imputadas contra Gabriel são totalmente levianas e mentirosas.


Comprovadamente através de documentos e testemunhas que no dia e horário do fato ocorrido, Gabriel encontrava-se na cidade de Marabá.


A imprensa tem um papel de vital importância para ajudar os órgãos de investigações na elucidação de fatos delituosos e crimes, mas os operadores dos meios de comunicação têm que ter muito cuidado e responsabilidade, para não transmitir informações inverídicas, pois suas acusações podem causar um escárnio público e dependendo do clamor popular, podem levar a população até a tentar fazer justiça com as próprias mãos, como já tivemos notícias em diversos pontos do estado e no país, onde os “heróis do povo” cometem agressões que chegam a causar até óbitos. 


Por isso, antes de passar qualquer informação à população, apurem os fatos e transmitam a notícia abalizada e verdadeira, pois errar é humano, mas errar contra a integridade de uma pessoa é crime.


Um comentário:

  1. Isso e absurdo crime contra a honra do biel vai contra o cod penal , que seja punido essa pessoa pelo crime de calúnia,difamaçao e injúria.

    ResponderExcluir