Pesquise as matérias do JT:

terça-feira, 8 de março de 2016

Agora famoso, 'Japonês da PF' já foi preso pela própria Polícia Federal

'Japonês da PF' já foi preso pela própria Polícia Federal

Uma das figuras que mais ganhou destaque nas fases recentes da operação Lava Jato é Newton Ishii. Você pode não conhece-lo pelo nome, mas com certeza sabe quem é o “Japonês da Federal”.

Ishii ganhou até marchinha de carnaval por conta de sua atuação na operação. O agente da Polícia Federal está presente em todas as prisões efetuadas pela Lava Jato e, por isso, tornou-se símbolo de luta contra a corrupção. Mas nem sempre foi assim.

Presente em prisões importantes como as de José Dirceu, Marcelo Odebrecht e João Vaccari Neto, Ishii já foi ele próprio alvo da PF. Em 2003, o agente foi um dos cinco presos pela própria Polícia Federal durante a chamada Operação Sucuri.

À época, Ishii foi preso suspeito de integrar uma organização criminosa acusada de contrabandear mercadorias do Paraguai. No ano da prisão, o Tribunal Regional Federal (TRF) ainda negou o pedido de habeas corpus feito pelos agentes.

Segundo informações da revista Época, ainda por conta desse episódio, Ishii responde até hoje a processos criminais e civis, além de uma sindicância. A publicação afirma que sua reintegração à Polícia Federal se deu por conta de confiança da direção.

Ainda sobre Ishii, além da prisão em 2003, surgiram fatos citados pelo senador Delcídio do Amaral (PT-MS) em audio divulgado na última semana. Nas gravações, o senador teria supostamente afirmado que um agente da PF conhecido como “japonês bonzinho” venderia informações sigilosas para veículos de comunicação.

Não houve manifestação nem do agente e nem da corporação sobre tais acusações.


Uma das figuras que mais ganhou destaque nas fases recentes da operação Lava Jato é Newton Ishii. Você pode não conhece-lo pelo nome, mas com certeza sabe quem é o “Japonês da Federal”.

Ishii ganhou até marchinha de carnaval por conta de sua atuação na operação. O agente da Polícia Federal está presente em todas as prisões efetuadas pela Lava Jato e, por isso, tornou-se símbolo de luta contra a corrupção. Mas nem sempre foi assim.

Presente em prisões importantes como as de José Dirceu, Marcelo Odebrecht e João Vaccari Neto, Ishii já foi ele próprio alvo da PF. Em 2003, o agente foi um dos cinco presos pela própria Polícia Federal durante a chamada Operação Sucuri.

À época, Ishii foi preso suspeito de integrar uma organização criminosa acusada de contrabandear mercadorias do Paraguai. No ano da prisão, o Tribunal Regional Federal (TRF) ainda negou o pedido de habeas corpus feito pelos agentes.

Segundo informações da revista Época, ainda por conta desse episódio, Ishii responde até hoje a processos criminais e civis, além de uma sindicância. A publicação afirma que sua reintegração à Polícia Federal se deu por conta de confiança da direção.

Ainda sobre Ishii, além da prisão em 2003, surgiram fatos citados pelo senador Delcídio do Amaral (PT-MS) em audio divulgado na última semana. Nas gravações, o senador teria supostamente afirmado que um agente da PF conhecido como “japonês bonzinho” venderia informações sigilosas para veículos de comunicação.

Não houve manifestação nem do agente e nem da corporação sobre tais acusações.

FONTE:
https://br.noticias.yahoo.com/agora-famoso-japon%C3%AAs-da-pf-j%C3%A1-foi-preso-pela-180125608.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário