Pesquise as matérias do JT:

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Latrocínio: Preso os dois adolescentes suspeitos de matar o funcionário da CCBM Célio Santos, em Altamira


Célio Santos assassinado em Altamira


 Os dois adolescentes apreendidos no KM 15 da rodovia Transcametá, com o carro de Célio Santos assassinado em Altamira




Autoridade Policial deverá liberar os menores, por falta de acolhimento em Tucuruí

WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Divulgação

Na madrugada desta segunda-feira (25), após a atuação de uma força tarefa que investigava o latrocínio ocorrido na tarde do último sábado (23), que culminou com o assassinato do tucuruiense Célio Santos, que trabalhava na empresa CCBM, em Altamira, que teve o seu veículo Saveiro Cross, de cor Branca, de placas MPQ 5982 roubado.

Os dois menores suspeitos do crime foram presos no KM 15, que liga Cametá a Tucuruí, segundo as investigações, um dos menores foi visto por último na companha da vítima, sendo procurado e não encontrado em Altamira, seu celular estava desligado, logo após foi denunciado que o veículo com as mesmas descrições tinha passado pelo portão principal de saída da Vila Permanente as 23 h deste domingo, e após muita perseguição pela GU da PM comandada pelo Sargento Osvaldo, Cabo Ivaldicelio e Soldados Santana, Melo e Rebelo, conseguiram capturar os dois suspeitos com o veículo fruto do latrocínio ocorrido em Altamira, no KM 15 da Transcametá, sentido Cametá.

A equipe da GU apresentou os menores à autoridade policial de Tucuruí, durante a madrugada desta segunda-feira, que após serem ouvidos pela delegada plantonista, sem condições de mantê-los na sede da seccional, a delegada deve decidir pela liberação dos adolescentes suspeitos, para responderem pelo suposto crime em liberdade, por falta de um acolhimento em Tucuruí.

Os familiares, amigos e a população de modo geral, estão revoltadíssimos com a postura tomada pela delegada plantonista da Seccional de Tucuruí, e pedem que seja revista a decisão da autoridade policial, e que envie ao Ministério Público os menores para que sejam acolhidos em caráter de urgência, no Centro de Reabilitação de Menores, em Marabá, até que acusações imputadas aos menores sejam apuradas.

Já foram acionados, a Delegacia Geral da Polícia Civil, o comando Geral da PM e até o Secretário de Segurança do Estado, para que os adolescentes sejam acolhidos em Marabá, segundo a PM, ambos os adolescentes possuem muitas passagens pela polícia, e são contumazes na prática de conflitos com as leis, e neste momento precisam passar por uma correção, tendo os fatos ora imputados aos adolescentes, como suspeita de latrocínio, serem muito graves, e impossíveis do convívio em sociedade.

O clamor popular exige justiça, e que as autoridades se posicionem de forma coerente, haja vista, a perda de um ente querido da sociedade de Tucuruí, que infelizmente, em função a falta de um governo municipal em Tucuruí, capaz de garantir a geração de emprego aos seus munícipes, muitos vão à busca do sustento dos seus familiares em outras cidades e estados, assim foi o caso de Célio Santos, que saiu do convívio de seus familiares com suas próprias pernas, e retornou em um caixão.

Segundo as informações preliminares, um dos adolescentes acusados, e filho de um funcionário de uma empresa multinacional sediada em Breu Branco e o outro e irmão de um policial militar.

Um comentário:

  1. eles não podem soltar encaminhar ao juiz para que tome as medidas corretas mandar para marabá

    ResponderExcluir