Pesquise as matérias do JT:

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Sem combustível: Desde o 1º dia do mês natalino o posto que atende a Prefeitura de Tucuruí suspendeu o fornecimento de combustível






WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Desde a manhã do dia 1º de dezembro, o proprietário do Posto de Combustível “Cascão”, localizado na Rua Tancredo Neves no cruzamento da Avenida 7 de Setembro, responsável contratualmente com o fornecimento de combustível para os veículos da municipalidade desde 2010, suspendeu o fornecimento do combustível, em função por estar amargando, há meses a falta de pagamentos das suas faturas atrasadas pela Secretaria de Finanças da Prefeitura de Tucuruí.

É fato, que a prefeitura de Tucuruí está atravessando um caos e desgoverno total, já comprovado em todas as esferas administrativas, com obras iniciadas há 4 anos e nunca finalizadas, recursos recebidos pelo prefeitura do Governo do Estado, e nunca iniciadas as obras, os postos de saúde estão todos com obras paralisadas, assim como o hospital municipal, as creches construídas pelo governo federal não conseguiram colocar novas vagas a disposição para 2015 aos menores de 3 anos e toda a cidade estra tomada por lixo e entulhos, além de estar sendo tomada por buracos e crateras.

Com isso, a suspensão do fornecimento do combustível está trazendo uma situação de colapso administrativo, que poderá se estender até aos serviços emergências, como exemplo as ambulâncias doadas pelo governo federal para o serviço do 192.



Segurança - Desde o início do mês de novembro passado, o prefeito de Tucuruí Sancler Ferreira (PPS), comunicou ao Comando do 13º BPM, que já tinha reduzido em 50 % o fornecimento de combustível repassado para as viaturas da Polícia Militar que diuturnamente fazem o serviço de segurança ostensiva na cidade, com isso, aumentando os índices de criminalidade, e evitando com que a PM possa prestar com maior austeridade e presença nos bairros, na garantia de segurança de nossa população.

Infelizmente está notícia deixou os militares estarrecidos, com esta atitude retrógrada do gestor, que deixa de investir na segurança, que inclusive foi uma das promessas de campanha do prefeito Sancler, em prol da população.

É certo que, em gestões anteriores nunca houve estas atitudes impopulares e de falta de responsabilidade pela segurança da cidade, inclusive, a prefeitura há época, além do combustível, repassava veículos locados para o melhor policiamento nos bairros, além de uma ajuda a todos os PMs, com a doação de uma cesta básica, mas que neste governo já tinha retirado todos esses benefícios, finalizando com a diminuição do combustível, que garantia um maior policiamento de nossa tão sofrida população tucuruiense.

Na cidade, a revolta e generalizada, por saber que a cidade estando entregue ao lixo e ao entulho, os serviços suspensos, por não terem condições de serem prestados por motivo da suspensão do fornecimento do combustível.

E o que se sabe, inclusive confirmado pelo vereador Deley Santos, na sessão da Câmara de Vereadores, realizada na manhã desta terça-feira (2), que tanto o prefeito Sancler Ferreira, assim como os seus assessores e secretários, estava em uma turnê pelo sul do país, provavelmente em comemoração a ruína de Tucuruí, participando felizes do show mundial de Paul McCartney, em São Paulo, nos últimos dias 25 e 26 de novembro na inauguração do estádio do Palmeiras.




2 comentários:

  1. Se esta assim pro namorado da secretaria de financas,filho do dono do posto,imagina com os outros fornecedores.

    ResponderExcluir
  2. E ja que a população não reage ele vai só esperar de boa sua gestão terminar e com a desculpa de ter sido nomeado assessor parlamentar de sua esposa vai embora viver em seu apartamento de luxo do qual tanto se orgulha nas Docas de Belém.... Sem nenhuma crise de consciência e omissão, pois é de fato um desprovido de tal sentimento!

    ResponderExcluir