Pesquise as matérias do JT:

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Lago de Tucuruí: Fiscalização da Sema-PA e Ibama apreenderam pescado e madeira ilegal











Operação de fiscalização na área de Proteção Ambiental do Lago de Tucuruí tiveram resultados acima das expectativas dos órgãos de controle e fiscalização ambientais

WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

A Secretaria de Estado da Meio Ambiente do Pará (Sema-PA), através na Gerência da Área de Proteção Ambiental do Lago de Tucuruí juntamente com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), realizaram durante o período de 11 a 25 de novembro, a primeira etapa da ação de fiscalização na Área de Proteção Ambiental Lago de Tucuruí (APA Tucuruí), na cidade de Tucuruí, sudeste do Pará.

Uma ação conjunta com os órgãos de fiscalização e controle ambiental, com sede em Tucuruí, Sema-PA e Ibama, que contou ainda com o apoio do Batalhão de Policiamento Ambiental, Eletronorte e secretarias municipais de: Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Itupiranga e Novo Repartimento, que tiveram atuação de forma articulada, e de maneira estratégica, com a meta de fiscalizar não somente os destinatários finais dos produtos - pescado, madeira - mas também seus principais atravessadores e os causadores dos ilícitos ambientais na região.

A operação que contou com o apoio total da diretoria de Áreas Protegidas – DIAP da Sema/PA - obteve resultados que superaram a meta da operação, sendo apreendida uma grande quantidade de pescado e madeira ilegal, consolidando a necessidade de uma ação integrada envolvendo as três esferas do governo, para coibir estas ações ilícitas na região do entorno do lago de Tucuruí e nos municípios circunvizinhos.

Segundo informações prestadas pela gerente da Unidade de Conservação da Sema/PA, que tem sede em Tucuruí, Mariana Bogéa, “durante a ação foram apreendidos mais de 15 toneladas de pescado ilegal, doados as instituições indicadas pelos municípios envolvidos na operação”, além do pescado ilegal, “foram apreendidos também dois caminhões com mais de 73 metros cúbicos de madeira extraída de forma irregular nas matas da região”.

A gerente destacou que ação foi demandada pelo Conselho Gestor da APA, e contou com a participação do poder público e da sociedade civil organizada, destacou ainda, “o sucesso da operação se deve ao comprometimento da equipe envolvida (Sema/PA, BPA e Ibama de Tucuruí e Marabá)”.


Bogéa aproveitou para informar que, “com o sucesso obtido nesta operação, as ações devem continuar, sendo planejadas novas investidas para manter o equilibrou ambiental na região, principalmente ações articuladas e conjuntas, serão corriqueiras durante todo o período do defeso”, afirmou a gerente que coordenou a execução da operação na APA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário