Pesquise as matérias do JT:

quarta-feira, 29 de março de 2017

A quem recorrer: BR 422 no trecho Vila/Tucuruí às escuras







Rodovia BR 422 as escuras no trecho Vila/Tucuruí se encontra em situação de calamidade pública


“Se não fosse trágico seria cômico”, afirma o morador da Vila Permanente Valdir Lima Silva, usuário da rodovia diuturnamente

WELLINGTON HUGLES

De Tucuruí

Foto: Wellington Hugles
 A rodovia BR 422, construída em uma ação conjunta entre Eletrobras/Eletronorte e a Prefeitura de Tucuruí, como uma forma de compensação financeira pela construção da Usina e Eclusas, foi inaugurada nos meados do ano de 1999 no segundo governo do ex-prefeito Cláudio Furman e atualmente passa por uma calamidade pública, jamais vista desde sua entrada em funcionamento, tudo em função a falta de manutenção das luminárias, que, diga-se de passagem, em uma grande parte foram ao chão em função aos inúmeros postes que foram derrubados em acidentes automobilísticos na rodovia.


Obrigação de fazer – Até agora ninguém sabe na realidade de quem seria a obrigação de recolocação dos postes e suas luminárias, e consequentemente a sua manutenção, haja vista, que a própria rotatória, miolo da entrada da Vila Permanente, que sempre houve a manutenção por parte da empresa Eletronorte, esta desde o mês de Dezembro às escuras, sendo um local de periculosidade com possibilidades de acidentes, além de colocar em risco os pedestres que ainda realizam a prática de corridas e caminhadas.


Mais a frente, observamos em toda a extensa, com algumas exceções de pontos de luminárias ainda em funcionamento mais com precariedade, demonstrando que voltamos ao passado quando ainda não existia a duplicação deste trecho e os motoristas se arriscavam na escuridão no ir e vir da Vila à Tucuruí.


Muitos ainda afirmam que a obrigação da manutenção e recolocação deste serviço seria de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte - DNIT, mais os usuários assim como nossas autoridades constituídas, quer sejam do poder executivo, como do legislativo tucuruiense são usuários desta rodovia e também estão na eminência de acidentes em função a escuridão, sendo apenas questão de bom senso para que os vereadores apresentassem propositura na Câmara e o gestor atendesse esta demanda que é de vital importância para os munícipes.





Limpeza – A empresa contratada pela prefeitura a TecLix Ambiental, já está realizando a limpeza dos acostamentos, coleta de lixo e a limpeza do canteiro central, evitando que os resíduos fechem a drenagem das laterais e dos canteiros centrais e contribua com que a água fique empossada ao longo da rodovia, podendo ocasionar aquaplanagem dos veículos.


Assim como com a pintura dos meios fios, vem ajudar aos motoristas desatentos e visitantes que mesmo sem iluminação pública e a sinalização tanto vertical como horizontal, se baseiam nesta pintura das laterais da rodovia para poderem trafegar a noite nestes 7 quilômetros de muita escuridão e de esquecimento.


Sabemos que a gestão municipal está ainda recente na gestão da cidade, mas é com força de vontade e comprometimento pelo bem coletivo que ações como estas têm que serem executadas emergencialmente, assim como, em Janeiro, a PMT tapou um buraco na rodovia  próximo a rotatória da vila, de forma paliativa, que depois veio a ceder, mais evitou um mal maior que seria um veículo cair naquela cratera, podendo ocasionar um grave acidente.


Posicionamento – Em contato direto com o DNIT, fomos informados que todos os serviços de manutenção asfáltica, sinalização e recuperação de meio-fio são de competência deste Departamento, mas como a rodovia BR 422 corta a parte urbana da cidade de Tucuruí no caso especifico iluminação pública, a Prefeitura de Tucuruí poderá realizar as melhorias e a manutenção deste serviço.


Através de contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Tucuruí fomos direcionados ao Secretário Adjunto da Secretaria de Obras engenheiro Florivaldo Vieira Martins - Valdo, que nos informou que todo o possesso de aquisição de luminárias e reles para atender a grande demanda da iluminação pública precaríssima de Tucuruí já foi iniciada e que emergencialmente será adquirido estes matérias para atender a BR 422 e a Avenida do Cais da cidade, que desde o governo anterior nenhuma medida recuperação ou manutenção foi tomada, e que em questão de pouco tempo será equacionado o problema. 


Valdo informou ainda, que estão previstas a compra e recolocação de 32 postes que necessitam para complementar a extensão de iluminação pública nos 7 km da BR 422 no trecho Vila/Tucuruí e que serão instaladas 4 rotatórias ao longo da rodovia desde o KM 11 até a cidade para diminuir a velocidade dos veículos e trazer um embelezamento para a cidade 


Esperamos que o nosso gestor Jones William e seu vice-prefeito o atual Secretário de Obras Artur Brito comessem comecem a analisar esta situação com urgência e determinem as suas equipes a realização destes serviços.


Esperamos que não voltemos ao passado, onde nos últimos 8 anos em Tucuruí, “o que era necessário não era feito e o supérfluo era em abundância”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário