Pesquise as matérias do JT:

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

A verdade sobre o Projeto da Orla e o Sambódromo da Nova Matinha, aqui você vê o que a rádio e a televisão não mostram, “a verdade nua e crua, doa em quem doer”


A verdade sobre o Projeto da Orla e o Sambódromo da Nova Matinha, aqui você vê o que a rádio e a televisão não mostram, “a verdade nua e crua, doa em quem doer”.

São 3 anos de uma fantasiosa obra que já absorveu mais de R$ 15 milhões dos cofres públicos, e o prefeito escavou, escavou e nada, mais nada foi feito.

Hoje Sancler Ferreira além de responder dezenas de representações judiciais por improbidade administrativa, é considerado na região o prefeito “Tatu” que escava, escava, escava e some com o dinheiro público no buraco negro da corrupção.

Enquanto isso, o povo fica sem obras e serviços que são apenas apresentadas nas propagandas institucionais em rádio e televisão pagos com os recursos da municipalidade a peso de ouro, e obra de verdade não existem, tudo mentira, mentira e nada mais.

O jornalista Wellington Hugles voltou às ruas para mostrar a continuidade da catastrófico desgoverno do prefeito que mais viajou na história da gestão de Tucuruí, e agora endoidou transformado a cidade literalmente em um buraco, afundado na corrupção e na malversação do dinheiro público.


Acompanhe as filmagens: Parte I, II e II. Que através da coragem e a vontade de mostrar com transparência a verdade do desgoverno e o desmazelo da gestão Sancler “Viajante” “Taturano” Ferreira, o jornalista Wellington Hugles quase foi atropelado pelo proprietário da E empresa MGM Construção, “lacaio” do prefeito “Tatu”, que recebeu da Prefeitura de Tucuruí algo entorno de R$ 15 milhões, apenas para chafurdar o aterro das margens do canal das eclusas de Tucuruí. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário