Pesquise as matérias do JT:

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Explosão: PM desbarata esquema que faria o arrastão nas agências bancárias no feriadão

Marcelo Medrado, vulgo “Marcelo bocão”

Explosivos apreendidos que seriam usado nos assaltos a bancos na região 

WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Mais um excelente trabalho em sincronismo, entre a equipe de inteligência do CPR IV da Polícia Militar, o 13º BPM e a Polícia Civil, que há tempo, conseguiram evitar uma onda de assaltos a agências bancárias em toda a região sudeste do estado, na categoria “explosão”.

Após o trabalho de investigação da equipe de inteligência da PM, comandada pelo Coronel Barata, do CPR IV, conseguiu-se chegar ao elemento de altíssima periculosidade, Marcelo Medrado, vulgo “Marcelo bocão”, que já cumpriu pena na Casa de Detenção de Tucuruí, em função as suas “traquinagens” cometidas no município de Breu Branco, pela prática delituosa do comércio ilegal de entorpecentes.

Passado o período da “cana que puxou”, “Marcelo bocão” foi em busca de emprego em Altamira, onde novamente se envolveu em ações delituosas, sendo preso, e estava cumprindo pena na Casa de Detenção, de onde se encontrava foragido, inclusive, com mandado de recaptura, expedido pelo juiz da comarca de Altamira.

Já de posse da foto do elemento, e em função a todo o trabalho de investigação da equipe de inteligência da PM, a guarnição da Polícia Militar comandada pelo Sargento Eliezer, observou na última segunda-feira (1), a movimentação de “Marcelo bocão”, que há dias já estava sendo monitorado pela equipe de inteligência, foi só questão de tempo, para que a PM desse o bote, e cumprisse o mandado de recaptura do fugitivo de justiça.

Por volta das 11 h da manhã da segunda-feira (1), Marcelo Medrado estava transitando próximo ao cemitério Jardim da Saudade, em Tucuruí, ao ser observado desfilando em um veículo novo de marca Fox, de cor vermelha, a GU da PM realizou a abordagem de “Marcelo bocão”, que ainda tentou fugir, sendo contido e levado a especializada, após depoimento, “Marcelo bocão”, não titubeou, e abriu o “bocão”, derrubando todo a megaoperação que estava sendo montada, para a realização de uma série de assaltos a agências bancárias de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia do Pará e outras cidades da região, e que ele estava “passando os panos” na cidade para a chegada da equipe que faria os assaltos na categoria “explosão”, durante o feriadão de Corpus Chistes.

De posse das informações, rapidamente o Comando do CPR IV Coronel Barata, acionou o comando do CPR II em Marabá, onde foi desvendada uma residência ocupada pelo grupo.

Também foi comunicado ao Coronel Oliveira comandante do CPR V que juntamente com sua guarnição e a Polícia Civil se deslocou ao município de Sapucaia, onde ao adentrarem em uma casa suspeita, se deparam com 180 bananas de dinamite, 12 estopins e 10 kg de pólvora.

Em depoimento, “Marcelo bocão” informou que o material explosivo encontrado no município de Sapucaia, seria redistribuído para os assaltos na região, inclusive, nos municípios de Xinguara, Dom Elizeu e Rondon do Pará.


Marcelo Medrado foi recambiado diretamente a Belém, e encontra-se a disposição da autoridade policial da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), onde terá muito que esclarecer deste esquema de assaltos a banco. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário